Biden admite que pode ter entregue lista para taliban com nome de americanos


Um erro potencialmente mortal do inepto presidente Biden possivelmente entregou ao Taleban, um dos grupos terroristas mais cruéis em atividade, uma “lista da morte” com os nomes de afegãos que ajudaram os EUA na sua ocupação do país. Por mais bizarro que isso possa parecer, de acordo com um relatório na quinta-feira, o próprio Biden, intencionalmente ou não, admitiu que isso pode ter acontecido.

Após a tomada de Cabul pelo Taleban, as autoridades americanas deram ao grupo extremista islâmico os nomes de cidadãos americanos, detentores de green card e aliados afegãos para que pudessem entrar no perímetro controlado pelo Taleban em torno do Aeroporto Internacional Hamid Karzai. A decisão foi tomada apesar da notória reputação do Taleban de executar brutalmente afegãos que ajudaram os militares dos EUA e outras forças ocidentais durante a guerra e ocupação que se seguiu aos ataques terroristas de 11 de setembro.

Durante uma coletiva de imprensa sobre o ataque terrorista mortal de quinta-feira no aeroporto de Cabul, Biden reconheceu “ocasiões” não especificadas em que os militares dos EUA entraram em contato com o Taleban para dizer que estavam conduzindo pessoas para o aeroporto, citando seus nomes.

A revelação chocante veio poucos dias depois de ser revelado que os esquadrões da morte do Taleban têm ido “de porta em porta” para caçar supostos “colaboradores” afegãos, com dezenas de milhares de aliados americanos potencialmente em risco.

O maior erro de cálculo da Casa Branca veio à tona durante uma reunião secreta no Capitólio no início desta semana. A reunião a portas fechadas supostamente esquentou quando altos funcionários do governo tentaram defender a coordenação com o Taleban, alegando que era a melhor maneira de evitar que uma guerra armada estourasse entre as tropas americanas e os combatentes do Taleban no aeroporto.

Tal acontecimento, por mais inusitado que possa parecer, pode esconder em si a vontade deliberada do governo dos EUA em provocar incidentes para justificar uma maior permanência na região. No entanto, especialistas creem que qualquer tipo de ação militar americana na região não seria proveitosa. O que esse episódio evidencia é que na forma desastrada de retirada das tropas do Afeganistão, Biden não só traiu seu país, as tropas e suas próprias palavras, mas também ao permitir que algo tão notoriamente burro acontecesse traiu até a sua própria inteligência.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s