Trump já é favorito para vencer em 2024


Essa semana aconteceu o CPAC (Conservative Political Action Conference), a maior conferência conservadora do planeta terra. Geralmente sediada próximo de Washington, em Maryland, esse ano, devido ao vírus chinês, a convenção se mudou para a Flórida, o estado no qual Donald Trump escolheu para ser seu novo domicílio eleitoral.

Pessoalmente, assisto CPAC desde 2009 e esse definitivamente foi diferente de todos os outros. Geralmente o que acontece na convenção são os discursos dos principais influenciadores conservadores e das principais vozes políticas do partido republicano. Lembro-me que em 2018, quando convidaram Marion Le Pen, herdeira política do partido francês Front Nacional, houve uma enorme polêmica sobre sua presença dentro evento, uma vez que as alas moderadas dentro do partido sentiram-se incomodadas pelo partidos estar abrindo as portas para “extremistas”. Em outras edições, como em 2016, ainda havia uma certa resistência a Donald Trump por parte de alguns convervadores mais jovens.

O que vimos é que essa resistência, se já existiu, acabou. Hoje o partido republicano é o partido de Trump. Todos, absolutamente todos os nomes que discursaram no CPAC desse ano eram apoiadores de Trump. A ala anti-Trump do partido foi totalmente expurgada do evento, que muitos até chamaram de TPAC (Trump Political Action Conference). Algo notável é que um boneco dourado de Trump foi colocado na porta do evento.

Normalmente o evento serve como um aquecimento para que os políticos que concorrerão às próximas eleições cortejem o eleitorado. Senadores como Ted Cruz ou Josh Howlay até fizeram a plateia vibrar, mas o que realmente trouxe o público abaixo é a participação triunfal de Donald Trump. O CPAC de 2021 simboliza a total hegemonia trumpista dentro do movimento conservador e do partido republicano. Trump sabe que, se desejar, pode facilmente vencer as primárias de 2024, sem dificuldades, ou, se não quiser disputá-las, pode indicar um candidato que esse também vencerá. Por isso está sendo tão paparicado por tantos políticos nos últimos tempos.

Hoje, Trump sabe que para voltar a Casa Branca depende de um mal sucedido governo de Biden, ou do falecimento deste, o que provocaria uma primária democrata em 2024 que poderia eleger um oponente fraco que ele possa vencer. As chances de Trump voltar a Casa Branca nas próximas eleições são reais, porém incertas; já as chances dele vencer a nomeação do partido republicano são cabais. Trump pode até mesmo concorrer apenas para deixar seu nome em voga e aumentar sua barganha, assim saindo da disputa para indicar um trumpista de sua preferência.

Em suma, o que foi percebido é que se os democratas acharam que se livrariam de Trump depois da eleição de 2020, eles estão muito enganados. Assim como um zumbi, Trump se prepara para sair da sua tumba pronto para infernizar os democratas nas próximas eleições. Pelo que foi mostrado, tudo indica que o futuro do partido republicano é o de um partido político 100% trumpista, com ou sem Trump.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s