Rudy Giuliani expõe provas das fraudes eleitorais e abre caminho para reeleição de Trump


As últimas semanas têm sido bastante conturbadas na política americana. Diferente do que vem sendo disseminado na mídia, Donald Trump não só não concedeu como há sinais que os próprios democratas não estão tão certos de que irão levar essa eleição. A principal prova disso é o fato de Kamalla Harris ainda não ter abdicado de sua cadeira no Senado. Ora. Caso ela realmente acha que venceu a eleição, por que ela ainda não saiu do Senado? Simples. É porque ela sabe que a vitória de Biden ainda é incerta.

Dentro dessa miríade de eventos que surgiram nos últimos dias, o ex-prefeito da cidade de Nova Iorque e advogado de Trump, Rudy Giuliani, disse na terça-feira que a campanha de Trump está preparada para perder casos nas cortes estaduais relacionados às eleições em uma tentativa de levá-los à Suprema Corte dos EUA. A tentativa da equipe judicial de Trump seria indicar que houve fraudes o suficiente em alguns estados o suficiente para poderem anular o resuldado eleitoral naqueles estados. Assim, negando que Biden chegasse aos 270 votos eleitorais haveria um eleição contingente onde os votos seriam escolhidos pelas câmaras estaduais, onde Trump seria favorito.

“Francamente, este é um caso que gostaríamos de levar ao Supremo Tribunal”, disse Giuliani em uma entrevista à Fox Business, referindo-se a um caso da campanha de Trump para obter cerca de 700.000 cédulas de correio descartadas na Pensilvânia. “Portanto, estamos preparados em alguns desses casos para perder, apelar e levar ao Supremo Tribunal Federal”. É importante frisar que os republicanos hoje tem uma maioria de 6 a 3 na Suprema Corte, e, na eventualidade de algum caso rejeitar as apelações de Trump, seria possível que a Suprema Corte intervisse em favor dele.

No momento, há um caso na Pensilvânia que será o “primeiro caminho do presidente Donald Trump para a Suprema Corte”. Também há outro caso no Michigan que está “redigido e pronto para ir” à Suprema Corte, ao mesmo tempo que afirma que ações judiciais em outros estados também podem ser levadas ao mais alto tribunal do país. Além desses casos, a equipe de Trump também acumula evidências mais do que suficientes na Pensilvânia, Michigan, Wisconsin e Geórgia.

Apesar de haver um caminho real para levar Trump a reeleição, ainda é incerto que a Suprema Corte intervenha em seu favor, uma vez que as provas de fraudes, além de ser incontestáveis, teriam que construir a possibilidade dos ministros conservadores provarem a inconstitucionalidade das decisões emitidas pelas cortes estaduais que não julgaram positivamente os casos. Por isso, ainda é muito cedo para concluir que esse esforço judicial pode ser frutífero. De qualquer forma, esses novos fatos, independentemente de qualquer coisa, tendem a energizar a base republicana para que eles possam vencer as próximas eleições de segundo turno no senado da Geórgia e assim manter a maioria republicana da Casa.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s