VAI TRABALHAR, VAGABUNDO


Amigos,
 
Hoje estava conversando com um amigo que estava querendo se matar e notei algo interessante. Parece que as pessoas estão mais desesperançosas esse ano.
 
Ao que tudo indica, foi depositada uma expectativa gigantesca no novo governo, como se um homem honesto e direitista pudesse resolver todos os nossos problemas, que seriam todos fruto do diabólico comunismo. Pois bem. Como estamos vendo, um homem não é capaz de resolver todos os problemas, nem tampouco todos eles teriam alguma ligação com o “comunismo”.
 
Em face disso, o que tenho percebido é que no ano passado os desempregados estavam sorridentes. Sofrendo, mas na expectativa de que tudo melhoraria. Já os desempregados esse ano já estão pessimistas, uma vez que já tiveram um ano inteiro do presidente em que acreditavam e nada melhorou para eles.
 
É nesse sentido que sempre aparecem aqueles que colocam a culpa do desemprego nos próprios desempregados, alegando que eles só estão assim porque seriam vagabundos e estariam querendo escolher empregos. O engraçado é que essas pessoas desprovidas de empatia sempre elencam uma série de ocupações degradantes (subempregos) as quais eles não ocupam ou jamais se submeteriam.
 
Certa vez um conhecido com essa mentalidade disse algo que eu estou tentando esquecer. Segundo ele, não existiria incel, pois todo incel só estaria escolhendo demais. Caso o cara se submetesse a transar com uma mulher feia, um travescu ou um velho, então conseguiria ter sexo. Dessa forma, o beta só não faria sexo porque não quer.
 
De igual modo, de acordo com esse imbecil, não existiria desemprego, pois todos os desempregados poderiam pegar uma enchada e ir para o setor de serviços informais ganhar abaixo do salário mínimo. Caso todos os desempregados se submetessem a esses tipos de ocupações em que há demanda mas não há oferta de trabalho devido a baixa remuneração, não haveria desemprego.
 
Seguindo essa lógica, o desemprego seria culpa dos vagabundos dos desempregados que são arrogantes a ponto de não quererem trabalhar em troca de uma miséria para os membros produtivos da sociedade, como seria o caso dele.
 
Caso você concorde com essa linha de raciocínio louca, bastaria que todo homem e mulher desse país fossem para esquinas suprir a demanda pela prostituição que não haveria mais desemprego. Sendo assim, não reclame. Trabalhe.
 

 

 

Um comentário

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s