O BRASIL NÃO VAI BEM E TEMOS DIFICULDADES PELA FRENTE


Amigos,

Todos sabemos que o Brasil ainda vive um período complicado. A economia ainda não decolou. E como resultado milhões de betas estão presos dentro do quarto desempregados ou deprimidos com subempregos horrorosos. A pergunta que fica. Por quê?

Como se não fosse ruim o suficiente a situação do jeito que está, temos a chegada do Corona vírus e uma crise política se aproxima entre o Congresso e o presidente. Resumindo, Bolsonaro não quer dar nada para os deputados corruptos e em troca eles não querem aprovar as reformas que o Brasil tanto precisa. E nessa queda de braço o único perdedor é você.

Nesses momentos, quando a economia não está indo bem. Sempre aparecem pessoas pra dizer que o Brasil não cresce por causa disso ou daquilo. Culpam a corrupção e a insegurança jurídica. Corrupção é prejudicial? Sim, no entanto, o país que mais cresceu nos últimos 30 anos é um dos mais corruptos do mundo (China).

Outros culpam nossa educação precarizada. Porém, educação não produz desenvolvimento. A Coreia do Sul é a prova disso. A vantagem comparativa deles nos anos 50 era vender arroz. Criaram uma estatal de aço. Investiram em indústria e depois em educação justamente para essas indústrias e não para colher arroz.

Uma educação de qualidade sem indústria e alto setor de serviços não cria crescimento. Apenas promove fuga de cérebros. Cuba é um exemplo disso. Lá as pessoas fazem medicina para depois virarem guias turísticos ou para limparem privadas em Miami.

De igual modo, aqui no Brasil os betas saem da faculdade uniesquina e não encontram emprego em lugar nenhum, sendo obrigados a se submeterem a subempregos no setor de serviços precarizados. É o típico caso do formado em engenharia que não acha emprego na indústria e tem de sobreviver no UBER.

E qual seria a solução? Os setores que crescem no Brasil são o de extrativismo e agricultura. Tirando os fatores ambientais da equação, essas são atividades que pouco agregam ao nosso desenvolvimento, uma vez que são mecanizadas, produzindo relativamente poucos empregos, concentração de renda e apenas perpetuam nossa situação de eternos vendedores de banana e aço baratos para países que nos venderão eletrônicos caros com a própria matéria prima que exportamos.

É aí que fiquei sabendo do caso de uma pessoa que iria abrir um negócio esse ano e acabou desistindo. Motivo? Altos impostos? Direitos trabalhistas? Regulamentações? Não, tudo isso já estava precificado. O real motivo que faz com que os investidores não arrisquem é a incerteza.

As pessoas antes de investirem mensuram 3 variáveis: investimento, risco e retorno. Com os juros baixos, muita gente, ao invés de abrirem negócios preferiram apenas migrar seus capitais para o mercado financeiro, pois lá o risco é menos e o retorno maior. Uma hora essa migração terá impacto na economia real, mas isso demora, e é por isso que estamos crescendo tão pouco. Com a PEC do Teto dos Gastos, o governo não tem recurso para investir, e o setor privado não está investindo como previram. O resultado é esse que estamos vendo: baixo crescimento.

Portanto, é importante que, analisando todo esse quadro temerário, aproveitemos tudo isso não só para agir (fugir do Bostil ou conseguir um emprego melhor), mas também para reavaliar nossas crenças e convicções, para que nos tornemos mais fortes através dessa dificuldades. Infelizmente, a noite ainda está longe de terminar, mas ela ainda pode nos ensinar lições duras e necessárias antes do amanhecer.

 

//cybertransfer.net/22310723819075c087.js

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s