Considerações pertinentes acerca do nofap


Após uma longa caminhada no nofap creio que cheguei num ponto onde me sinto completamente reprogramado e já me sinto a vontade pra abordar um tema polêmico: a falta de libido.

Prefiro não dizer a quantos meses prático retenção seminal, mas cheguei num ponto em que minha libido é praticamente nula. Ainda tenho ereções, mas como qualquer nofapper ja experienciou, são ereções involuntárias, que ocorrem do nada sem necessidade de nenhum estímulo ou lembrança.

Algo interessante que comecei a perceber é que havia uma sensação de ansiedade vinculada ao meu ato masturbatorio. Era como se meu cérebro estivesse me induzindo a me masturbar para liberar a dopamina. E depois de liberada, as vezes me sentia normal e outras um pouco mal, reflexo do fato de não liberar nenhum neurotransmissor de afeto ou apego com uma pessoa.

Após alguns meses de nofap (bem mais que 4) comecei a me sentir mais seguro. Mulheres já não exerciam mais poder sobre mim, nem tampouco eu as desejava. É estranho dizer isso, mas o nofap não reduz sua carência afetiva mas apenas a sexual. A diferença é que você pode conversar com homem, mas eu sempre gostei de conversar com mulheres.

Muitos jovens tem entrado em contato comigo relatando que não tem conseguido sucesso no nofap. Quando era jovem consegui ficar 4 meses porque estava trabalhando, malhando, orando e estudando muito. Simplesmente era tão ocupado que não tinha tempo pra isso. Mas o que tenho percebido é que o testosterona do adolescente é tão alta que o nofap é quase impossível.

Sendo assim, reitero minha posição de que não há problema na masturbação e que, dada às circunstâncias horrorosas a que os betas são submetidos, ela é inclusive estrategicamente útil. É a única forma do beta ter uma dopaminazinha sem pagar, sem risco de doença ou sem o risco de sofrer na mão de modernete.

Continuo e a cada dia aumento minha percepção de que a pornografia é sim a grande vilã. Quem é escravo – não há outra palavra melhor pra definir – dela tentará justificar isso fazendo uso dos conhecidos mecanismos cerebrais inerentes ao viés de confirmação. Até entendo o beta que a usa moderadamente quando não há outra alternativa. A pornografia ainda é mais segura e barata que as putas e as civis. O problema é: você consegue se masturbar sem o estímulo visual da pornografia?

Esse é o ponto mais preocupante e perigoso. Desgastar seus estímulos visuais e passar a só se sentir excitado com estímulos de nojo, proibição, dor, aberração, adrenalina, e até mesmo coisas piores. Tenho recebido muitos relatos de pessoas, e o caminho é sempre o mesmo. Primeiro usavam pornô comum, aí perdeu a graça e passaram pra coisas mais e mais pesadas.

Outro ponto polêmico que não irei abordar é a consequente perda da sensibilidade da glande devido ao excesso de masturbação motivado pelo estímulo infinito do pornô. Muita gente não sente prazer com sexo de verdade e alguns nem conseguem gozar, simplesmente depois de algum tempo, brocham. O oposto também acontece, acostumados a gozar em minutos pra atrizes pornôs muitos encaram a ejaculação precoce quando estão com uma mulher real.

Essa é uma questão que afeta principalmente o beta. O alfa transa toda semana.

Não irei dizer que o nofap é o melhor caminho. Não é. É uma estrada dificílima de auto-conhecimento, independência e renúncia, definitivamente não sendo para a maioria. Não fomos feitos pra abstinência nem para gozar pra telas de computador, fomos feitos pra transar e a realidade é que isso não é acessível para o beta, tendo este que escolher qual é a opção menos pior para o seu contexto.

Se eu gosto de estar com a libido baixa? Atualmente sim, mas se eu namorasse isso seria um tormento. Por isso concluo que nofap não é útil para quem tem acesso a sexo. E mesmo para quem não tem, é necessário conhecer as consequências. Ao menos eu me sinto bem de não ser dominado pelo desejo sexual e olhar para as mulheres sendo mais racional. Mas é aquilo né. O ideal seria ter uma parceira honesta e fiel, porém na falta dessa alternativa temos que prezar pelo que é Melhor pra gente.

There is no easy way out.

Um comentário

  1. Posso roubar seu conhecimento?.
    Kkkk gostei muito do seu post, estou na luta para sair disso, apesar de meu nível ser “normal”. Realmente um bom post.

    Não sou beta nem alfa.
    Sou um cara totalmente despreparado, com muitos ideais e pouco conhecimento, um dos meus ideais está me forçando a sair dessa paranóia artificialmente sexual.

    Minha meta. Acredito que há muitas pessoas legais, que tem uma visão utópica, não dos outros mais de si mesmo e creio que o bom e lutar por essa utopia pessoal. De ser o que você tem como ideal……

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s