CONHEÇA AS VÓS SOLTEIRAS, AS NOVAS SOLTEIRAS DO FUTURO


Amigos, acabei de lembrar de um caso familiar que demonstra como era a vida de um beta nos anos 90.

Hoje contarei o caso do meu tio Ricardo. Como minha vó tinha problemas mentais, ele e todos os irmãos foram criados por tios de classe média alta. Desde criança criado de favor, a pressão dos tios era enorme para que ele fosse alguém na vida.

Ricardo era até bonito, mas como era um adolescente duro, não pegava ninguém. Isso o deixou com uma enorme revolta. Um dia ele conheceu a Fátima, uma gostosa que por algum motivo aceitou ficar com ele. Ele, que nunca tinha tido ninguém, cheio de carencia materna, ficou louco por ela. No entanto, como ele ainda era apenas um mero estudante da academia das agulhas negras, Ela deu um belo pé na bunda dele, simplesmente porque ele era pobre e ela uma gostosa.

Bem, os anos se passaram e meu tio nunca mais namorou ninguém. Mas ele focou na sua carreira, virou capitão do exército e vice-presidente da União dos militares evangélicos (ele se converteu nesse ínterim), ou seja, virou um alfinha destacado.

Enquanto meu tio focava na sua carreira, Fátima aproveitava sua beleza e profissão de dançarina pra frequentar boates caras do Rio, onde só ficava com gringos. Nesses anos de sacanagem dela, ela conseguiu arrumar dois filhos horrorosos de dois pais diferentes, que ela aparentemente nem sabia de quem era.

Agora, adivinha como termina essa história? Acertaram.

Fátima, precisando agora de um macho provedor para cuidar de seus dois filhos de gringos pinto-loco, se reaproximou do Ricardo após saber que ele virara capitão e agora tinha um bom salário.

Aqui cabe um pequeno adendo. Apesar de bonito, Ricardo era um cara cheio de traumas de infância, amargurado, rancoroso, e na família todos sabiam que ele possuia micropenia, condição que faz muitos homens se afastarem de mulheres por vergonha.

Evidentemente, Ricardo casou com a M$ol. Um dia, depois de alguns ANOS, meus pais numa visita ao apartamento deles veem duas bicicletas de criança e perguntam de quem são. Nesse momento a Fátima diz que eram dos filhoS que ela tinha. Minha mãe pergunta se ela era viúva ou separada e a Fátima diz que não. Ela nem sabia que eram de pais diferentes e mesmo assim disse que quase desmaiou na frente dela. A M$ol conseguiu esconder por vários anos da nossa família que ela tinha filhos.

Antigamente, há 20 anos atras, a igreja Evangélica não era essa zona que é hoje. Minha família, super-tradicional, cheia de casos de primeiros namoradinhos que casaram virgens, achou aquilo um absurdo. Viram que ela era uma aproveitadora e começaram a excluir o Ricardo e sua familia “gringa” dos eventos da nossa família.

Não obstante, os anos foram passando. Ricardo, sempre ciumento, não deixava a mulher sair sozinha nem pra comprar um pão. E ela assumiu a carapuça de “mulher-exceção”. Vivia pro lar e ia pra igreja COM ELE. Com o tempo, depois de uns 10 anos, a família foi se reaproximando, e como a Fátima sempre era simpática, acabou sendo aceita – não os filhos dela.

Histórias como essa me ensinam a seguinte coisa:

1- Uma família desestruturada sempre gerará gente problemática.
2- O homem carente da figura materna é carente o suficiente pra ver vantagem até em criar os filhos dos outros, a ponto de perder contato com a sua própria família.
3- Uma mulher bonita esnoba um cara bonito por ser duro, mas depois corre atrás do mesmo quando seu valor de mercado diminui após gerar dois enzos.

No final das contas, Ricardo nunca teve filhos. Criou os filhos dela como se fossem dele – e eles o odeiam devido ao fato dele ser chato e autoritário. Ao menos a Fátima é uma boa esposa e todo ano traz ovo de Páscoa caseiro que ela faz só pra nos agradar. Olhando o temperamento grosso dele, talvez essa tenha sido a melhor esposa que a vida lhe poderia ter dado.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s