Não, a masturbação masculina não é uma modalidade de estupro, e aqui está o porquê


Hoje eu acordei e fui surpreendido por esse texto do medium

https://medium.com/@marialaurencio22/sim-a-masturba%C3%A7%C3%A3o-masculina-%C3%A9-uma-modalidade-de-estupro-e-aqui-est%C3%A1-o-porque-ca08380ec1a4 )

defendendo a inusitada ideia que a masturbação (masculina) seria uma forma de estupro. Confesso que olhei para esse texto com a maior boa vontade do mundo, tentando avaliar se os argumentos ali apresentados mereciam alguma consideração. Ao terminar aquela angustiante leitura, mesmo eu sendo um adepto do NO FAP, fui obrigado a sair em defesa dos nossos amigos punheteiros.

O ponto principal da comparação entre masturbação e estupro seria que, segundo a religião Wicca, o desejo expressado através da masturbação geraria “energias negativas”, que atrairiam espíritos que vampirizariam a mulher que é alvo das punhetas.

Dentre os muitos “males” causados por essa prática, estariam gripes, cansaço, depressão, insônia, etc. Por isso a autora do texto recomenda que os pais impeçam de todas as formas possíveis que seus filhos se masturbem. Pois, segundo ela, aquela mera punhetinha, aparentemente inocente, pode ser a razão por trás desgraça de muitas mulheres.

Tendo exposto o raciocínio, agora cabe a minha refutação:

1- Masturbação é algo natural. Se feita de forma sadia, e não exagerada, pode ser uma forma importante de auto-conhecimento. Privar jovens desse recurso, imputando a eles a pecha de estupradores, não só não os faria parar como poderia colaborar para a criação de um complexo de culpa enorme na cabeça de quem comprasse essa ideia maluca.

2- Segundo o Wikipedia, ESTUPRO seria o COITO FORÇADO, sendo um tipo de agressão sexual geralmente envolvendo relação sexual ou outras formas de atos libidinosos realizado contra uma pessoa sem o seu consentimento. Na masturbação, ou na “homenagem”, o que acontece é que, diferente do estupro, o jovem apenas usa a imagem ou lembrança mental de uma ou várias mulheres para que ele possa se aliviar do intenso desejo sexual que o está afligindo.

Por mais que (na maioria das vezes) não haja consentimento do alvo da punheta, o punheteiro não está agredindo tal pessoa, uma vez que quase sempre, o alvo da punheta nem sequer ficará sabendo que foi alvo de tal coisa. E ainda assim, mesmo que fique sabendo, apenas estaria sofrendo um constrangimento. Constrangimento este que nem seria sentido nos casos em que o alvo não é comunicado.

Apesar disso, duvido muito não existam mulheres que se sintam orgulhosas ao serem alvos de “homenagens” de homens que elas acham desejáveis. Elas se sentem agredidas apenas quando descobrem que um sujeitinho comum, pobre, feio e desinteressante, usou a imagem delas para isso. Na cabeça delas, como já não bastasse rejeitar o homem comum para qualquer tipo de relacionamento, ainda querem negar-nos o nosso direito de ao menos pensarmos nelas enquanto estamos nos masturbando.

Em última análise, comparar a masturbação com estupro é um enorme DESRESPEITO com as milhões de vítimas REAIS de estupro que existem na nossa sociedade. Comparar o sofrimento de uma mulher que é agredida e violada com o de uma mulher que fica sabendo que alguém bateu uma punhetinha pra ela é algo ABSURDO, e só por isso quem escreveu esse texto deveria se envergonhar.

3- Empiricamente, não existem NENHUM NEXO CAUSAL entre uma punheta de alguém e qualquer gripe, cansaço, depressão ou insônia na vida da pessoa que foi alvo da homenagem. Se isso fosse verdade, mulheres como Mia Khalifa, Alexis Texas, Silvia Saint, Vivi Fernandes, Bruna Ferraz, Cinthia Santos, Emme White já estariam cadaverizadas de tanta gente que diariamente bate punheta pensando nelas. Mesmo essas mulheres ajudando milhões de jovens a gozarem litros e litros de porra todos os dias, por algum motivo elas parecem imunes a essa vampirização dos espíritos. Sendo assim, tudo nos leva a crer que os Wiccas estão equivocados nesse ponto.

4- Um ponto que me chamou atenção é que o texto só faz alusão a masturbação masculina, mas a feminina não. O homem se masturbar invocaria espíritos malignos, mas se for a mulher, aí tudo bem.

Qualquer mente um pouco mais safa pode perceber que esse texto apenas é nada mais que uma tentativa de tentar imputar a nós, homens, o rótulo de estupradores. Como elas sabem que não são todos os homens que estupram, então agora as feministas querem redefinir o significado de estupro, tentando dar a este um outro significado que permita que continuem nos chamando de estupradores.

5- Também não posso descartar a possibilidade de que tal crença seja fruto de alguma doença mental ou paranoia esquizofrênica que acometeu a autora. Muito provavelmente pode ser uma pessoa com a saúde frágil que, ao invés de procurar um médico para tratar seus problemas, prefere acreditar que existe, em algum lugar, alguém se masturbando pensando nela, e é por isso que ela vive sofrendo. Como estamos cansados de saber, feministas são pessoas que preferem acreditar em qualquer crendice antes de aceitar a realidade.

Ainda assim, termino esse texto com o seguinte apelo. Não “homenageiem” feministas, pois elas em sua esmagadora maioria são mulheres derrubadas, feias e gordas. E não façam isso por que pode causar algum mal a elas, mas, a vocês mesmos.

Anúncios

Um comentário

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s