De acordo com os espíritas kardecistas e seus seguidores, no ano de 1952, Chico Xavier psicografou uma mensagem de André Luiz sobre o futuro político próximo do Brasil.

Vou deixar claro que o intuito foi comparar o conteúdo da carta com os fatos históricos. E mesmo sendo incrédulo da doutrina espírita, o que me chamou à atenção são os fatos que ocorreram no “pós mensagem”, então tentei entender o porquê de tanto alarde por parte de seus seguidores em cima desse tema, que ficou razoavelmente compreensível após análise.

Eis a mensagem psicografada por Chico Xavier (em azul) e fatos históricos (laranja) que “coincidem” com os trechos da carta:

“Mensagem de Natal de André Luis, na psicografia de Francisco Cândido Xavier, no Centro Espírita ´Jesus de Nazareno` em Congonhas, Minas Gerais, no dia 23 de dezembro do ano de 1952.

O mundo caminha para grandes conquistas e também para grandes catástrofes. O engenho de Guerra que assombrou o mundo com a destruição moral e material de Hiroshima e Nagasaki será a causa de desentendimento no mundo inteiro.

No Brasil, um líder operário terá morte violenta, pois as forças espirituais que vivem no Cosmos pedem ao Supremo Criador justiça por tudo que foi feito de bárbaro em nome do Supremo Criador e da Pátria.”

Fato – Em 1954 Getúlio Vargas se “suicida”, considerado o propulsor da classe trabalhadora do Brasil, foi responsável pela consolidação das leis trabalhistas – “A relação entre Vargas e os operários era uma relação de reconhecimento mútuo, em que se constituiu a classe operária, na experiência de classe, nos termos de Thompson“ – Conforme a lei federal nº 7.470, de 29 de abril de 1986, outorga ao Presidente Getúlio Vargas o título de “Patrono dos Trabalhadores do Brasil

 

“Com o desaparecimento deste, o Brasil vai passar por momentos difíceis. Diversos movimentos armados vão abalar a estrutura nacional. No meio a isto virá um homem da terra do Mártir Tiradentes e, apesar das pressões, muito fará pelo Brasil, inclusive que será o criador de uma cidade Jardim, tal qual o Éden, diferente de todas as cidades. “

Fato  – Em 1956 Juscelino Kubitschek assume a presidência, nascido em Minas Gerais, foi responsável pela construção da nova capital federal, Brasília.

brasilia-jk-12-gde-original1

“Mas será substituído por outro que muita confusão irá criar e, na sua saída injustificada, vai deixar a nação abalada; e deste abalo vai começar o período crítico, até que o homem de patriotismo, vindo também da terra de Tiradentes, irá cercar-se de outros e vão derrubar a viga mestra da confusão. E então muita coisa nova vai acontecer.”

Fato – Jânio Quadros assumi a presidência em 31 de janeiro de 1961, ficando apenas 7 meses no cargo, após ministros militares o pressionarem à renunciar. Em um trecho de sua renúncia ele cita: – “Forças terríveis se levantaram contra mim…”. Quadros foi envolvido em muitas “confusões”, como condecorar Che Guevara, assassino de milhares de pessoas, que ganhou a medalha de Quadros por não fuzilar sacerdotes presos em Cuba após petição do Vaticano. Outra polêmica foi de tentar anexar a Guiana Francesa ao território brasileiro, pela operação militar chamada “cabralzinho”, que não se seguiu devido sua renúncia. Com sua renúncia, seu vice João Goulart assumiu a presidência. Após seu governo, em 1964 acontece o Regime Militar (talvez esse seja o período crítico mencionado). Depois de quase 20 anos surge Tancredo Neves, nascido em Minas Gerais, que se reuniu com mais de 1 milhão de pessoas no movimento Diretas Já, Tancredo foi o primeiro a discursar e muito aplaudido quando disse: “Chegou a hora de libertarmos esta pátria desta CONFUSÃO que se instalou no país há 20 anos”, foi eleito presidente indiretamente porém não tomou posse devido seu falecimento, assumiu em seu lugar José Sarney.

tancredoneves-e1452793214250     Tancredo Neves primeiro presidente civil eleito após regime militar

 

 “Homens, mulheres e crianças vão sofrer consequências justas e injustas, provocadas por erros anteriores. O regime será combatido e até abalado, mas muitas nações passarão a dar crédito e respeito ao Brasil.

Com a mudança dos homens, muitos dos que foram o esteio da situação serão chamados a prestar contas a Deus. Então o Sol, as enchentes e o frio vão criar fome e desespero, não só no Brasil, mas também no mundo.”

Fatos – Muitas coisas aconteceram nesse tempo (e ainda acontecem), fome, conflitos, e atualmente a situação na Síria, Venezuela e dos refugiados no mundo corroboram essa parte.

“Mas, no fim de tudo, vai aparecer um homem franco, sincero e leal que, montado em seu cavalo branco e com sua poderosa espada, dará uma nova dimensão e personalidade nos destinos do Brasil, corrigindo injustiças e fazendo voltar a confiança e esperança no futuro do Brasil.”

Será COMBATIDO e CRITICADO por seu TEMPERAMENTO e ATITUDES, mas ele contará com a proteção das Forças Supremas que habitam o Cosmos, e o Brasil será verdadeiramente o coração do mundo e, apesar de crises e ameaças, internas e externas, que irão aparecer, ele será sempre o fiel da balança pela sua fé e a esperança no destino do Brasil a ele confiado.”

André Luis.”

Fato – Hoje ninguém pode negar que houve uma mudança drástica no cenário político atual, o povo ainda anda desconfiado, mas vemos que as coisas não são mais como antes, empresários e políticos presos, deputados, ex-governadores, e agora um ex-presidente, demonstrando que a LEI e a ORDEM podem ser estabelecidas nestes país. Muitos dizem que se trata de Sérgio Moro, outros de Bolsonaro. Na minha opinião, o homem no cavalo branco é o Sérgio Moro, e o cavalo seria o Jair Bolsonaro, mas eu posso estar errado.

Não quero duvidar do retrospecto de previsões do Chico Xavier – quem sou eu pra fazer isso?-, mas ele disse que a presidência voltaria ao Rio e até hoje nada.

Anúncios