Pornografia é prostituição filmada


Pornografia é algo público e legal; já a prostituição, privada e ilegal. Se analisados os dois fenômenos com atenção, será percebido que não são mais nada que a mesma coisa com uma roupagem diferente. Enquanto na prostituição uma mulher faz atos muitas vezes atrozes contra o próprio corpo e consciência em troca dinheiro, na pornografia acontece a mesma só que em frente a uma câmera.

No Brasil, a anos atrás era comum os pais levarem os filhos a prostíbulos para que lá eles se tornassem “homens”. Assim sendo, a vida sexual de muitos indivíduos já começava com a objetificação da figura feminina, que era vista como um mero produto comprado com papel moeda. Hoje as coisas mudaram, porém não para melhor, haja vista que a pornografia é o primeiro contato que jovens têm com o sexo e é uma ferramenta didática ainda mais perversa que a prostituição, já que ela perpetua em suas cenas noções aberrantes sobre o sexo, como a subjugação das mulheres e o foco do ato sexual no exclusivo prazer masculino.

No caso da prostituição, o que vemos nela, é um ser humano sem recursos financeiros, quase sempre mulheres — que são historicamente desprivilegiadas em relação aos homens quando o assunto são as oportunidades no mercado de trabalho — , fazendo de si mesmo um produto para assim obter seu meio de sobrevivência. Não se trata de vender sua mera força de trabalho. Na prostituição, o que é comercializado é a própria dignidade da pessoa, visto que se as profissionais do sexo gostassem de fazer o que fazem não cobrariam um preço tão alto.

O ato sexual é algo que possui um sentido. Ele acontece entre certas pessoas com um certo grau de intimidade, pois, por ter potencial reprodutivo, a mulher pode ficar dependente da ajuda do homem durante o período gestativo. Assim, no cérebro feminino é liberado neurotransmissores que a fazem ter uma ligação afetiva com quem se relaciona. No caso de quem trabalha vendendo o corpo, esse instinto natural é vilipendiado, uma vez que a pessoa precisa se relacionar com quem não pode confiar. Muito em função disso, e da degradação pelo qual a pessoa é obrigada a passar, profissionais do sexo lideram o ranking do suicídio, da depressão e do consumo de drogas.

Dessa forma, é possível perceber a pornografia seria apenas mais uma forma de prisão a qual muitas pessoas se submeteriam para sobreviver numa sociedade capitalista, e fazer uso dela seria a própria legitimação cultural da compra e venda de mulheres, posto que ela, como representação gráfica do sexo prostituído, acaba por influenciar a forma como muitos homens tratam suas parceiras. Por isso, quando alguém consome pornografia ou prostituição, está de forma consciente criando demandas para que mais e mais vidas sejam ofertadas nesse triste submundo de degradação física e humilhações psicológicas.

Anúncios

Um comentário em “Pornografia é prostituição filmada

  1. Não cara, existem pornos com algumas atuações. exemplo : ”Stepmom loves my cock.”. Se você for a casa das ”primas” você não vai achar uma Madrasta querendo fazer sexo com você, e outra as mulheres são ”escolhidas”. e alguns casos são videos de mulheres aleatórias que não ganham nada com isso.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close