Deus existe? Prove?


Pergunta enviada pelo https://curiouscat.me/ACIDBLACKNERD

Usando o argumento pressuposicionalista, você não pode negar a existência de Deus sem pressupor a existência de Deus. Como assim? Para argumentar que Deus existe é preciso usar a lógica, e a lógica não é produto do materialismo, mas é mental. E somente uma mente poderia criar a lógica. Logo, se apenas uma mente poderia criar as leis da lógica, chegamos a duas conclusões: ou as leis da lógica surgiram do nada ou são fruto de uma mente superior, a que chamamos de Deus.

Para a visão ateísta materialista, todos somos apenas um rearranjo de matéria sem qualquer significado intrínseco. Já para a visão deísta, há uma causa para todas as coisas e uma função ontológica pra a nossa existência. De igual modo, negando a existência de Deus não se nega apenas que existe um criador do mundo material mas também que exista uma criador inteligente que tenha criado as leis da física e da química pelas quais a vida surgiu.

Sabendo que o processo de surgimento da vida se deu através de variáveis altamente complexas é matematicamente mais provável que eventos altamente complexos só ocorram se são feitos por mentes altas mentes inteligentes, e com a intenção de fazê-los. E se um ser faz uma ação intencional e complexa, ele a faz com um propósito. Portanto, logicamente existe um propósito para a vida humana, cabendo a cada um de nós procurarmos achá-lo. E o lado bom é que, como nunca saberemos nessa vida, nunca iremos nos decepcionar caso o descubramos, podendo assim escolher qual é o propósito melhor para nós.

Fora isso, não havendo um ser criador, não há propósito, nem intencionalidade, seríamos apenas obra de um acaso. Além disso, também não haveria moral objetiva, pois se um deus criador nos criou intencionalmente ele nos infundiu sua criação com uma moral que emula a dele, então existiria uma moral objetiva, já se esse ser não existe a moral é relativa. O holocausto pode ser imoral pra mim mas moral para Hitler. Seria apenas uma questão de opinião. Já se existe moral objetiva, essa moral transcende o tempo, circunstâncias e culturas. Por exemplo, havendo moral objetiva, apedrejar gays, matar judeus, queimar hereges, decapitar infiéis, escravizar negros é moralmente ERRADO em qualquer circunstância, tempo ou cultura.

Por último, por definição Deus existe fora do tempo-espaço, já que, se o universo teve um início, apenas algo fora do tempo-espaço poderia ser a sua causa. Se está fora do tempo, é eterno, e se fez algo numa ocasião e não antes, é porque teve intenção. Não estando no espaço, é imaterial, logo não cabendo empirismo acerca da sua existência, podendo apenas ser uma consciência.

Em contrapartida, para os ateus tudo pode ter surgido simplesmente do nada. E não é isso que vemos a nossa volta. Vemos que tudo que acontece tem uma causa. Considerar que algo pode aparecer num passe de mágica, sem nexo causal com outro evento, é irracional. Pior que isso. Negar a existência de um ser que, por definição está fora do tempo-espaço, sem que você possa ao menos sair do tempo-espaço é completamente irracional.

Anúncios

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s