Como identificar um bolsominion?


Olá amiguinhos!

Nos últimos tempos tenho identificado na minha timeline do facebook o surgimento de um novo grupo social. Os membros de tal grupo parecem idolatrar de forma doentia uma pessoa, o qual julgam ser a salvação para o nosso país. Tudo bem que nesse caso específico, de fato Jair Messias Bolsonaro é o enviado de Deus para libertar nosso país do comunismo, mas creio que muitos de seus seguidores estejam indo longe demais.

O que tenho observado ultimamente é um comportamento quase patológico por parte de alguns. Parece que há uma obsessão monotemática que faz certas pessoas falarem do Bolsonaro o tempo todo. Em casos mais leves, a pessoa ainda mantém parte da racionalidade, mas acaba por demonstrar alguns sintomas desagradáveis. O pior é que eu já conheci e conversei com o Jair, o Carlos e o Eduardo Bolsonaro, que foram bastante educados e civis comigo, em total contrapartida a boçalidade que vejo em muitos dos seus seguidores.

1- Culto ao líder

Muitos bolsominions se dizem conservadores, mesmo sem nunca terem lido uma linha de Edmund Burke. Para eles, conservadorismo, por definição, é alguma coisa diferente daquilo que o conservadorismo verdadeiramente é, que é a aversão a todas as utopias. Ao crerem de forma doentia que a eleição de uma pessoa seria o suficiente para acabar com os problemas do país, tais bolsominions se afastam do conservadorismo, já que um conservador entende que nem o conservadorismo em si é suficiente para resolver tais problemas.

Como sabemos que a mente humana é uma fábrica de ídolos, o culto a uma pessoa pode afastar as pessoas defenderem o indefensável o justificar o injustificável. Mais prudente é defender princípios e querer que os políticos os defendam do que defender um político e comprar todos os seus princípios de tabela.

Se analisarmos de forma séria o discurso de Bolsonaro – inclusive suas declarações acerca de temas econômicos ou de planejamento familiar – perceberemos que o rótulo que o define desde o início de sua carreira melhor não é conservador e sim nacionalista.

2- Agressividade

Uma pessoa conservadora geralmente é inteligente o suficiente para ter e defender-se com argumentos. Aparentemente muitos bolsominions não parecem dar muita atenção para isto, preferindo partir direto para xingamentos, acusações ad hominem ou coisas do tipo. E aqui cabe um adendo, quem legitimou o uso do palavrão como argumento válido nos meios conservadores brasileiros foi o mestre Olavo de Carvalho, não o Bolsonaro.

Geralmente, quando acuado com argumentos inteligentes, o bolsominion parte para a ignorância. Eu aprendi isso quando discuti com um bolsominion chamado Jamil Felippe Junior. O tema da discussão era se o Islã era a religião violenta ou se todas as religiões poderiam ser violentas. Eu defendi a ideia que qualquer religião poderia ser violenta, e mostrei uma reportagem da Time mostrando a violência que budistas faziam contra muçulmanos em Myanmar. Jamil primeiro disse que a matéria era mentirosa e fake news porque a Time era esquerdista. Então mostrei a mesma notícia só que dessa vez noticiada pela direitosa Fox News. A postura dele em nada mudou. Sabendo que não me venceria por meio de argumentos, partiu pro ad hominem, chamando-me de “apologista do Islã” e de homossexual. Assim pensa o Bolsominion: “contra fatos, não há porque não usar ad hominem”.

Como a esquerda sequestrou todas as pautas das minorias (a defesa do negro, do gay, da mulher, do nordestino), ela convenceu o consciente popular que se você odeia negros, gays, mulheres e nordestinos, então não há lugar pra você na esquerda, só restando aos imbecis tentar procurarem um lugar na direita. E tais imbecis tem sido bastante bem acolhidos no bolsomundo, já que qualquer crítica a essas minorias é percebida como discurso anti-esquerdista. Além disso, entre os bolsominions ideias espúrias como intervenção militar, fim do Estado Laico, banimento de muçulmanos, legalização da tortura e proibição do comunismo são tratadas com a maior naturalidade do mundo.

3- Comportamento de manada

Não raramente, o bolsominions agem em grupo. Em páginas e grupos do facebook atuam como uma guerrilha virtual de modo a encher postagens de comentários elogiosos ao BolsoGod ou de críticas aos seus detratores, que podem ser globalistas, comunistas, feministas ou até gayzistas. Por meio de uma instrução/voz de comando do tipo “Vamos lá oprimir” manadas de bolsominions enfurecidos atacam de forma irracional qualquer voz destoante do discurso do qual estão inseridos. O bolsominion assim perde a individualidade. Ele vira parte de algo muito maior, que é o exército do Bolsonaro. E ai de quem pensar diferente do grupo, pois será taxado de comunista, gay ou desinformado – e então dirão que ele tem que ler algum livro bem desconhecido graças ao marxismo cultural.

 

4- Bolha social

Como o Bolsominion vive tomado pelo radicalismo – o qual nega reconhecer que tem, já que seria o senso comum dominado pelo radicalismo da esquerda e só eles seriam os iluminados pelo ponderamento -, o natural é que com o passar do tempo ele só se alimente de conteúdos “pró-Bolsonaro” e qualquer coisa que não o seja este considera “fake news”. Assim, o viés de confirmação cresce cada vez mais e as pontes para um diálogo com discordantes são rapidamente derrubadas. Com o tempo, o bolsominion passa a se relacionar mais com outros bolsominions, criando assim uma bolha virtual na qual constroem um mundo para eles mesmos.

Eu pude perceber esse fenômeno na eleição a prefeito do Rio em 2016. Havia pessoas que conhecia que juravam que o Flávio seria eleito, já que só conheciam gente que o apoiava. Defendiam que todas as pesquisas eram manipuladas e quando chegou o resultado das urnas, ficaram surpresos ao descobrirem que o que se passava na timeline deles não reproduzia a opinião pública do eleitorado carioca.

5- Pensamento bipolar

A maioria dos Bolsominions que conheço são adolescentes de 14 a 18 anos, que estão cheios de si por terem descobrido algo para acreditar. Para quem já é mais velho, é impossível não compará-los com os ateus-modinha do início da década. Aliás, onde estão os ateus-modinha?

Outro problema é que dentro de um pensamento fanatizado não há muito espaço para nuances, o que faz com que a marginalização de outros direitistas seja um processo natural. É dentro desse espírito que vi uma figura como o Alexandre Borges ser defenestrado por tirar uma mera e singela foto com o Dória. Sabendo disso, conclui-se que essa histeria bolsonática não parará até que a sua mentalidade de seita a faça se tornar tão sectária que acabe por expulsar o apoio de liberais e de outras matizes do eleitorado que Bolsonaro precisaria para ser eleito.

Muita gente acha que o Bolsonaro tem nos bolsominions um grande trunfo para a sua candidatura. Não discordo que eles de fato serão um trunfo – só acho que eles serão um trunfo dos seus adversários.

 

 

Anúncios

14 comentários em “Como identificar um bolsominion?

  1. Quando os seguidores do vagabundo do Bolsonazista reclamam do tal “politicamente correto”, na verdade eles estão querendo é dizer que querem liberdade de continuarem à promover comentários preconceituosos contra deficientes mentais e físicos, contra homossexuais, contra negros, imigrantes ilegais e esquerdistas. Todos que forem diferentes e não pensarem como eles, os coxa nazi querem humilhar a pessoa até não poder mais. Fã do Bolsonazista acha o máximo fazer bullying com os mais fracos, agora vai zoar o “mito”, vai zoar o velho geriátrico e brocha do Orgasmo de Cavalo digo Olavo de Carvalho. Eles vem pra cima de tu te chamando de “preconceituoso”. Vide o próprio Bolsonazi que deu uma de homem frouxo e fresco quando o Ciro Gomes tirou uma da cara dele, aí o nazista do bolsonazi afirmou que iria processar o Ciro porque ele “feriu os sentimentos dele”. Ah Bolsonaro, você fala tanto dos gays mas fica aí com vitimismo e viadagem? Vira homem seu frouxo! E hoje 08/05/18 o CUZÃO e COVARDE do BOLSOBOBO BOLSOBOCÓ fugiu do debate dos presidenciáveis. hahahahaha OTÁRIO, ficou com medo do Ciro Gomes te esculhambar legal, porque o bolsonaro não entende nada sobre economia, sobre política, sobre convívio social. O vagabundo só entende de mamar nas tetas do estado e praticar nepotismo colocando os vagabundos dos filhos playboys na política pra mamarem nas tetas do “estado malvado” que ele tanto critica. BOLSONAZI LIXO!

    Curtir

  2. O Bolsonaro tem cara de mongol, é ridículo a postura dele quando vai tirar selfie com minorias só pra ficar fazendo média. Parece um joão bobo hahahahaha. Esse sujeito deve ter sido cagado, não é possível que exista uma pessoa tão bosta como ele.

    Curtir

  3. Os Bolsominions são a alegria do twitter. A gente se diverte muito com as bobagens que aqueles retardados escrevem. Eles acreditam em todas as asneiras que aprenderam com o astrólogo geriátrico Olavo de Carvalho. Por exemplo, quando eles falam que Stalin era aliado do Hitler ou que a terra é plana. Ou alguns bem nazistas quando afirmam que “judeus sionistas financiam o feminismo”. É de dar dó a ingenuidade desses acéfalos. Enquanto isso o velho doente e cagão do Olavão fica lá rindo da cara desses coxas recebendo dinheiro das aulas online dele.

    Curtir

  4. Fãs do Bolsonaro normalmente são ou playboys ou pobres de direita cujo os pais nunca deram amor para o filho e então com raiva do mundo passam a admirar neonazistas intolerantes e preconceituosos. É ridículo ver pobre de direita andando com pitbull por aí posando de macho alpha enquanto o pai vagabundo dorme o dia todo e a mãe rala pra sustentar a família. hahahahaha

    Curtir

  5. Verdade… Os especialistas em Economia são Sarney, Collor, FHC (Henrique Meirelles) que se apropriaram de Itamar Franco, os geniais Lula e Dilma (junto ao mafioso do Guido Mantega e o tosco do Joaquim Levy). Parabéns aos coxinhas e aos mortadelas, são verdadeiros alquimistas, pois transformaram o Brasil, a 8.ª economia mundial num lixo retrógrado da 58.ª economia com menos de 1 % de “crescimento” do PIB. Isso em aproximadamente 35 anos. Parabéns, conseguiram transformar o País, a Nação, o Povo nisso que a gente vê hoje, lamentável.

    Curtir

  6. Mais um covarde distorcendo fatos acusando sem provas e como muitos de voces gostam de dizer, Disseminando “FAKE NEWS”, como uma metralhadora de bosta atirando pra tudo que é lado, e isso não é nem 1% desta midia Brasileira putrefata.

    Não sou minion de ningem, só quero o melhor pra meu pais, sem retroceder votando em em certas pessoas que defendem ideologia falidas perante a historia.

    Espero que não deletem meu comentario. 🙂

    Curtir

  7. kkkkk fui um pouco infeliz no meu comentario, acabei comentando com com foco em outro assum foi mal ai.

    Curtir

  8. E o que falar dos Lulonistas, os Lulominions comunistas que tem no presidiário Lula o guru-mor da seita esquerdista. Que apesar de todas as e evidências e provas continuam crendo na inocência do seu messias vermelho, adorando-o como se fosse um Deus que não pode ser alcançado pelas leis dos homens?
    Que uma vez confrontados com os fatos, perdem a racionalidade e passam a chamar seus oponentes em idéias de fascistas?

    Curtido por 1 pessoa

  9. Eu me vejo como uma pessoa totalmente contra as opiniões do Bozo e seus fãzinhos trouxas, (impossível os chamar de eleitores, pqp) concordo com a maioria do post. Já vi muitas vezes moleques de 12-15 anos defendendo comentários absurdos que Bolsonaro fez, me da uma puta raiva ver crianças que nem podem votar dando uma de “conservador que defende a família tradicional brasileira”.

    Curtir

  10. Por quê você não escreve algo substancial sobre os Lulaminions? Ou você é um deles?

    Curtir

  11. José Maria 22/11/2018 — 7:24

    O engraçado é que todos os Anti Bolsonaro são videntes… Julgam Bolsonaro sem ao menos dar uma oportunidade de ver se o rapaz vai fazer algo. Em contrapartida, ignoram a péssima administração da Esquerda e a torneira aberta pra corrupção

    Curtir

  12. José Maria 22/11/2018 — 7:31

    Ah… Pra completar…. Falam tanto que o Bolsonaro dissemina o Ódio, mas sempre se referem ao nosso presidente eleito (pela maioria) com piadas e xingamentos. Expressões comuns são “Bozonaro”, Bozo, etc… Eu sinto ódio nesses comentários. Caiam na real. Se vcs não gostam, tanto faz pra mim. Vcs são a minoria e tem que respeitar a autoridade (Presidente). Só tem coragem no Anonimato, né!? COVARDES

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close