Incompentente, Trump falha na sua principal promessa: acabar com a Obamacare


Olá amigos especiais!

Disclaimer

Antes de mais nada, eu vou deixar algo bem claro: por mais que eu não goste do Trump – e não gosto mesmo -, tentarei ser minimamente ponderado em analisá-lo com bom senso e parcimônia.

Após a eleição desastrosa que, como resultado, entregou o poder da nação mais poderosa do mundo a um indivíduo despreparado e desequilibrado – sim, estamos falando de Donald Trump -, muitos incautos tinham a esperança que este, uma vez no poder, colocasse fim a todas as medidas esquerdistas da época não-saudosa do satânico Barack Hussein Obama. Não, não foi o que aconteceu.

Obamacare

Um dos fatores mais preponderantes da derrota demoniocrata nas eleições de 2016 foi a falência do sistema de saúde imposto por Obama, o Obamacare. Resumindo, os cidadãos são obrigados a contratar um seguro de saúde privado e regulado pelo governo ou então pagariam uma multa. Com o passar dos poucos anos de sua implementação, as altas e insanas regulamentações asfixiaram os lucros das empresas provedoras de seguro de saúde, diminuindo a concorrência e aumentando os preços dos seguros, o que fez com que fosse mais proveitoso pagar a tal multa.

Mas eis que o detentor de toda a bondade do mundo, o virtuoso Donald Trump, ao chegar ao poder, como prometido, “tentou” articular uma reforma pra substituir essa desastrosa lei por algo “melhor”. Será mesmo?

Oposição de conveniência

Desde que foi assinada, a Obamacare sofreu uma oposição ensandecida por parte dos republicanos, os quais alegaram – com razão – que se tratasse de um uma lei socialista e danosa ao país. Pois bem. Por mais danosa, a lei “socialista”, e de fato destruidora de empregos, acabou dando seguro de saúde para uma parcela pobre da população americana que nunca antes teve acesso a um plano. Retirar a Obamacare, por mais urgente que parecesse, significa tirar o seguro de saúde de milhões de pobres que irão transformar sua indignação em votos contra o partido republicano.

Ou seja. Acabar com a Obamacare sempre foi algo extremamente complicado. Mas o que não é melhor para resolver um problema complexo que um solução simples e rápida? Trump, quando indagado sobre o tema na campanha se resumiu a dizer que substituiria a Obamacare por “algo melhor”, sem nunca especificar o que seria esse algo, é claro, já que esse algo nem deveria existir na cabeça dela naquele momento. Mas muita gente acreditou que realmente haveria esse “algo melhor” e votou no topetudo bronzeado.

RYANCARE

Uma vez eleito, o incompetente deixou com que o presidente da Câmara, o moderado Paul Ryan, desafeto dele, colocasse em jogo o que seria o substitutivo do Obamacare- chamemos de Ryancare o tal substitutivo -, que na prática, mantinha vários aspectos socialistas da lei, e que não tardaria muito até também fracassar. Muitos republicanos julgaram que se aprovassem tal medida fadada ao fracasso, estariam comprando o futuro ônus de tal fracasso e preferiram não entrar nessa canoa furada. Ou seja, os próprios republicanos da ala mais radical do partido, o Tea Party, boicotaram a lei e preferiram deixar a Obamacare do jeito que está.

Uma derrota para Trump? Não necessariamente. Uma derrota para Ryan? Com certeza. Ardiloso e vingativo, Trump foi a um programa da Fox News após a derrota de lei onde a âncora pediu que Ryan renunciasse em virtude de sua incompetência a reunir os votos necessários para votar a lei. De certa forma, Trump usou o fracasso do Ryancare para enfraquecer seu inimigo e tentar colocar alguém mais amigável na presidência da Câmara.

Enquanto isso, o sonho delirante dos demoniocratas continua a todo vapor. Após o colapso eminente do Obamacare, os esquerdopatas irão bradar que é impossível prover saúde de qualidade por meio da iniciativa privada e irão advocar por um sistema público nacional de saúde, aos moldes do “””””””bem-sucedido””””””” modelo tupiniquim.

Trump não investirá seu preciosíssimo capital político em mais uma – eleitoralmente – arriscada reforma da saúde. Logo, quem votou em Trump esperando “algo melhor” pode se preparando pra 4 anos de “mais do mesmo”.

Anúncios

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s