Heterofobia: uma ameaça real para o Brasil


Olá amigos!

Antes de mais nada. Hoje o tema é sério. Primeiro irei me apresentar. Meu nome é Vinicios e eu sou um homem heterossexual cis a 25 anos. Como um representante assumido da classe heterossexual, devo confidenciar que já não é de hoje que me sinto acuado em relação a minha opção sexual. A cada dia que passa, nós, héteros, somos gradativamente tolidos dos nossos direitos de expressarmos a promoção ou o enaltecimento da nossa condição, sendo então obrigados a enrustir e esconder a nossa posição para não sermos confundidos como homofóbicos.

Definição

A heterofobia nada é nada mais que a irmã menos conhecida e  menos ilustre da homofobia. Pra quem não sabe, em tese, homofobia consistiria no medo ou na hostilidade irracional em relação a homossexualidade, logo, a heterofobia consistiria no medo ou na hostilidade em relação a heterossexualidade.  O problema é que esses termos ganharam significados mais “amplos”. E não é por menos. Você por acaso conhece alguém que tem medinho de homossexuais? Por que alguém teria medo de alguém só pelo fato da pessoa chupar rola e dar o cu? Não faz o menor sentido.

Distorção

Então o movimento gayzista, juntamente com sua mídia favorável, distorceu o termo homofobia para englobar qualquer tipo de atitude, opinião ou comportamento não alinhado com a pauta gayzista. É contra cotas pra gays? Homofóbico! É contra a cirurgia de mudança de sexo para crianças sem o consentimento dos pais? Homofóbico e transfóbico! É contra o repasse de verba pública –  que poderiam ser usada na saúde e educação – para passeatas gays onde sexo desprotegidos pode ser visto em plena luz do dia? Homolesbotransfóbico!

Ditadura gay

Até ai tudo “bem”. O problema é quando olhar torto pra alguém que depois se descobre que é gay torna-se um ato homofóbico, ou quando uma mera piadinha inofensiva se torna um ato dos mais graves, ou quando responder com rispidez a abordagem de um homossexual numa balada vira caso de cadeia. Tudo vira homofobia. Isso evidencia que o que estamos presenciando é a criação de uma ditadura gay no nosso país, que quer mitigar por completo toda e qualquer crítica da homossexualidade por parte de nós, héteros. E serei sincero, não vejo nenhum problema no fato de alguém dar o cu. Inclusive até eu posso vir a dá-lo e se algum dia quiser o farei. O que pega é esse policiamento da opinião alheia, o cerceamento das liberdades e a opressão da vontade de uma maioria por uma minoria.

Conceito

Eu entendo que é papel do Estado proteger as minorias, principalmente o caso dos homossexuais que são alvos de violência, e pelo menos uma fração dos casos pode ter sim motivação homofóbica; porém, vejo com muita preocupação esse relaxamento da definição de homofobia. Se tudo é homofobia, então nada é homofobia.

Efeito mola

A criação de leis gayzistas e autoritárias, como foi o caso da PLC 122, que na prática acabaria com a liberdade religiosa e de expressão no Brasil, foi um caso claro disso que estou apontando. Essa lei contribuiu muito mais para o aumento da homofobia – e nesse caso me refiro a homofobia real e não essa inventada pelos movimentos gayzistas -, uma vez que deu legitimidade ao discurso homofóbico de algumas pessoas que já tinham ódio por gays no passado, e fez com que muitos incautos cressem que eram os gays que queriam toler seus direitos, quando na verdade a maioria esmagadora dos gays só quer viver em paz. Quem defendia tal medida era meia dúzia de ativistas, os quais aposto que nem todos devem sequer serem gays, que mamam nas tetas do governo  sobre o pretexto de defenderem minorias de uma sociedade “tão preconceituosa” como a nossa seria.

Vício

Essa alta sensibilidade e exagero acerca da homofobia acaba pouco a pouco passando por uma sútil metamorfose até se transformar naquilo que podemos considerar como heterofobia, que assim como a homofobia, ganha um sentido diferente do denotativo. E essa heterofobia acaba criando uma sensação em muitos héteros de que eles estão sendo perseguidos, e muitos traduzem tais sentimentos através de atitudes homofóbicas, criando assim um círculo vicioso que só gera dissenso e divisão na nossa sociedade.

Proteção

É claro, devemos amar e respeitar os homossexuais, mas devemos fazer isso sem acabar com a liberdade de expressão ou mandando prender religiosos por propagarem aquilo que seus credos sustentam a milênios. Os homossexuais merecem respeito e proteção, mas devemos ter cuidado com a forma com que essa proteção se traduz para que não seja percebida como privilégio e não acabe assim servindo de alimento para o fomento da homofobia. A solução para o problema da homofobia não é entrar em guerra contra os héteros, mas para mim se consiste num longo e duradouro processo de educação das pessoas e famílias acerca do fato de que um homossexual não é melhor nem pior que ninguém, merecendo nossa admiração não em virtude daquilo que faz entre 4 paredes, mas daquilo que faz fora delas.

Conclusão

Concluo alertando o leitor que estamos adentrando num terreno perigoso onde cria-se na frente dos nossos olhos a percepção de que não só a homossexualidade não possa ser alvo de críticas, pois isso acarretaria em homofobia, mas também que uma crítica a um homossexual, que nada tenha a ver com sua condição sexual, possa também ser considerado um ato homolesbotransfóbico. Isso é um absurdo que gradativamente querem que seja naturalizado, e que fatalmente gerará consequências catastróficas tanto para héteros quanto para gays, uma vez que tende a colocar um contra o outro, e nenhuma sociedade sadia sobrevive em guerra consigo mesma. Como ficou claro, isto que chamamos de heterofobia é um câncer que tem o potencial de comer as bases da nossa sociedade por dentro e devemos agir antes que seja tarde demais. Sendo assim, a nossa conclusão é uma só: Ou o Brasil acaba com a heterofobia, ou a heterofobia acaba com o Brasil.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s