O que você faria se descobrisse que sua namorada é um travesti?


Olá amigos,

O amor. O amor. O que o amor não faz com a gente? Quando amamos, o tempo para, tudo fica mais colorido. É como se vivêssemos numa letra de uma canção. É como viver num sonho e desejar nunca acordar. Quem ama é capaz de fazer qualquer coisa, de ultrapassar qualquer barreira, qualquer distância, qualquer obstáculo.

Pense que você conheceu uma pessoa. Ela é linda, inteligente, gentil, amável, gosta de você. As conversas entre vocês são intermináveis e divertidíssimas. Você crê que finalmente acho a pessoa certa. A mulher da sua vida. A sua outra metada. Uma pessoa com quem pode envelhecer e passar o resto dos seus dias. Alguém que te completa, que te faz sonhar, que te faz querer ser melhor, que te faz querer viver, enfim, que te faz feliz. É nesse momento que ela joga a T-Bomb na mesa e diz a seguinte frase:”Sou travesti”.

Como você reagiria? Ficaria decepcionado? Com raiva porque ela não te disse isso antes? Pensaria em matar ela(digo, ele)? Pensaria em si matar? Ou você passaria por cima dos seus preconceitos e mergulharia de cabeça nessa paixão, dando a si mesmo uma última chance de ser feliz? Pois bem, aparentemente muita gente resolve abraçar o amor com todas as suas forças, a despeito da descoberta de estar amando um travesti. Afinal das contas, quando se ama, até o mais cruel dos defeitos, tornam-se pequenos detalhes.

Você pode achar que isso não acontece, MAS ISSO É MAIS COMUM DO QUE VOCÊ IMAGINA!

Eu mesmo posso confessar. Eu já me apaixonei por algumas mulheres. Todas mulheres biológicas, mas a paixão era tamanha que mesmo se eu descobrisse que alguma delas era travesti provavelmente eu não me importaria. E você? Você largaria sua namorada, a mulher da sua vida ou sua esposa, a mãe dos seus filhos, caso soubesse que ela era um travesti?

Hoje vamos conhecer causos da vida real, de pessoas reais, de carne e osso, que se depararam em algum momento de suas vidas com a descoberta de que se apaixonaram por travestis. Veremos qual foi o impacto dessa notícia em suas vidas. E como lidaram com essa importante informação

1- Jan

“Achei que ela fosse uma mulher. Ela não tinha traços masculinos. Mesmo durante o sexo, eu nunca percebi nada”

Conheça Jan, 64 anos, belga. Já em idade avançada, Jan pensou em dar uma segunda chance ao amor. Foi então que conheceu “Monica”, uma exótica indonésia de beleza rara, já com 48 anos. Jan então resolvou casar-se, descobrindo então que Monica tinha feito uma cirurgia de mudança de sexo, sendo que seu verdadeiro nome de batismo, como vocês podem presumir, não era Monica.

Jan pediu a anulação do casamento.

http://g1.globo.com/planeta-bizarro/noticia/2012/11/belga-pede-fim-de-casamento-apos-descobrir-que-esposa-era-homem.html

2- X

“Ficamos desconfiados e descobrimos que o nome ‘dela’, na verdade, é José. Até eu fiquei surpreso, porque parecia muito uma moça de verdade”

Anos atrás, uma notícia parou o Brasil. Através do Jornal Meia Hora, o país inteiro pode conhecer a história do homem que se casou com uma pessoa, e SÓ DEPOIS DE 6 MESES, descobriu que se tratava de um travesti. Ao ser questionado sobre não ter notado o pênis da ‘esposa’, o jovem explicou que ‘ela’ sempre apagava a luz e comandava as ações. O jovem era virgem e inexperiente, sendo uma presa fácil para cair nessa ardilosa armadilha do destino. O pobre, por não ter experiência, acabou não conseguindo descobrir através das relações o verdadeiro sexo biológico de sua esposa, ou se descobriu, devia estar gostando do negócio e resolveu relevar.

http://blogdafolha.blogspot.com.br/2008/11/jovem-descobre-depois-de-6-meses-que.html

3- Homem descobre que esposa grávida era travesti

Um jovem se apaixonou por uma mulher, ela engravidou e o casal foi morar junto, em Joinville. Tudo como o figurino. Conheceram-se em um baile e foi amor à primeira vista. Os dois apaixonados mantiveram relações sexuais e, no fim da “festa”, se despediram. Um mês depois, a jovem bateu na porta da família do ficante e pediu abrigo: ela estava grávida do jovem.

A sogra adorou a surpresa e prontamente aceitou a nora de braços abertos. O futuro papai também ficou feliz com a novidade. A barriga começou a crescer e os dois viveram alguns meses em perfeita harmonia, até que a relação começou a passar por algumas crises comuns a qualquer casal. Entre uma discussão e outra, a mulher foi espancada, e acompanhada da sogra, foi até a delegacia de Joinville para registrar um Boletim de Ocorrência. No local, deu o nome de Bruna de Souza. Rapidamente, o sistema informou erro, não havia ninguém com este nome. “Começamos a suspeitar de algo errado. Mesmo apresentando uma gravidez aparente, pensamos se tratar de alguém que havia fugido de casa ou que estivesse com mandado de prisão em aberto. Passamos a investigar quem realmente era aquela moça”, informa o policial Evandro Carlos Rodrigues.

Para a surpresa dos investigadores e mais ainda da família que abriu as portas para Bruna, a moça era um homem, tem 19 anos e é natural de Agronômica. O susto foi tão grande que o companheiro teve que ser internado às pressas no hospital do município: ele teve um mal súbito com a notícia de que a mulher era marido. A mulher não tinha um bebê na barriga. A pança inchada provavelmente foi motivada por uma forte prisão de ventre.

http://blog.diarinho.com.br/rapaz-descobre-que-namorada-gravida-era-travesti

 

 

 

 

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s