Allahu Akbar!

Ao que tudo indica, um refugiado sírio acabou de matar com golpes impiedosos de facão uma mulher na Alemanha. Favor não confundir com o muçulmano que abriu fogo num Shopping em Munique. Esse é outro ataque.

Eu me lembro que após a Chanceller Angela Merkel convidar mais de um milhão de rapefugees  refugiados sírios, seria natural que ao menos 1 dentre um milhão fosse se radicalizar. Bem ou mal, a Alemanha agora paga o preço de ter sido tão benevolente com esses refugiados, muitos dos quais não dominam nem mesmo a própria língua, quiçá sabem falar alemão. Só o fato de trazer milhões de mão-de-obra barata e incauta pra achatar os salários dos trabalhadores alemães já seria um elemento negativo.

Creio eu que Merkel resolveu acolher os refugiados muito por causa da “dívida histórica” que o país tem em função da Segunda Guerra. Outra teoria é que ela chamou os refugiados por motivos econômicos, pra aumentar a produtividade da economia alemã, já que o país careceria de mão-de-obra barata. E tem aqueles que acham que ela trouxe esses muçulmanos pra ver o circo pegar fogo mesmo.

Pelo visto essa “dívida histórica” pela qual os alemães querem pagar pode acabar causando uma tragédia de proporção histórica.

Anúncios