Um tiroteio aconteceu. Esquerdistas culpam as armas, direitistas as Gun Free Zones. Quem tem razão?


Hoje eu estava meditando sobre os tiroteios que ocorreram nesse mês e como os esquerdistas respondem a esse tipo de coisa. Se um muçulmano entra num lugar e sai atirando, matando várias pessoas, o problema não é o Islamismo, mas as armas. Em contraposição, se um cristão entrasse numa clínica de aborto de matasse lá as pessoas que ganham dinheiro pra assassinar fetos indefesos, aí a mídia com certeza ia culpar o conservadorismo, o cristianismo e, claro, as armas.

Resumindo, pra esquerda as armas são sempre o problema, e tudo é motivo pra tentar tirar as armas dos cidadãos de bem. Pra eles, só o Estado pode ter o monopólio da violência, e ninguém poderia cuidar da sua própria segurança. Se um fazendeiro vê homens armados entrarem na sua propriedade pra roubar o que ele tem e estuprar sua família, o fazendeiro deve, na visão deles, esperar pacientemente os policiais chegarem, mesmo que isso aconteça depois que todo o mal já estiver feito.

Via de regra, armas não matam pessoas. Pessoas matam pessoas. Fato é que existem algumas situações em que, de fato, armas matam pessoas. Como é o caso de armas de má qualidade, que acabam atirando sozinhas. Tal coisa é raríssima. Geralmente alguém usa uma arma para o mal devido ao banditismo social ou a uma ideologia política/religiosa. Se armas matassem pessoas, quanto mais armas, mais mortes. E sabemos que na realidade quanto mais armas nas mãos de cidadãos de bem, menos mortes, como podemos observar na Suíça. Logo, o que motiva as mortes por armas de fogo é a motivação ideológica e o banditismo social. Mitigando tais fatores, apenas sobrariam as mortes fruto de acidentes com armas, que são bem poucas.

É evidente que transportar as leis permissivas de armas americanas para o Brasil seria um desastre. Armar qualquer brasileiro, sem a cultura de armas que há nos EUA, faria com que muitas brigas e acidentes de trânsito fossem resolvidos na bala. Da última vez que conversei com um policial federal, ele alegou que no projeto mais séria a respeito do assunto, um cidadão normal teria que investir mais de 10 mil reais para comprar o treinamento e o armamento. Portanto, ainda que a lei do desarmamento caísse, apenas uma ínfima camada da elite poderia andar armada.

Gun Free Zones são um problema?

Sempre que ocorre algum tiroteio, sempre ocorre numa gun free zone, uma zona livre de armas, onde os atiradores sabem que não haverá mais ninguém além deles armados e lá fazem uma carnificina só. Então os direitistas “inteligentes” dizem que a culpa é das zonas livres de armas, e que proibindo que se mitigue a liberdade de portar armas, os massacres acabariam, pois sempre haveria alguém armado nos locais dos tiroteios, que acabariam por deter os atiradores.

Falhas desse argumento:

1- Ninguém é obrigado a andar armado. Logo, é natural que ainda assim sempre haveriam lugares onde haveriam pessoas desarmadas.

2- Ainda que houvessem pessoas armadas, ninguém anda de metralhadora no meio da rua. O que pode acontecer é que os airadores irão se armar mais que a maioria das pessoas, e aquela pistolinha que as pessoas carregam na cintura não seria muito efetiva.

3- Principal problema desse argumento. As gun free zones respeitam a propriedade privada. Se eu tenho uma loja, eu tenho o direito de proibir que se entre nela com uma arma, do mesmo jeito que não sou obrigado a deixar que visitas entrem armadas na minha casa. Se uma pessoa vai a um clube, ela tem o direito de escolher entre ir num em que haja pessoas armadas e desarmadas. Ninguém é obrigado a gostar de armas, e existem pessoas que naturalmente, tem fobias de armas, muitas até por motivação religiosa.

Concluindo

O principal motivo pelo qual vemos mais atiradores nos EUA e não na Suíça, é porque a cultura americana consegue produzir mais doentes mentais do que outros países. Tiroteios sempre irão ocorrer enquanto malucos tiverem acesso a armas. Se as armas forem legalizadas, fica mais fácil, se elas forem proibidas, mais difícil, mas ainda assim eles irão fazê-lo porque o motor do ato é a motivação de matar inocentes. Não por acaso, vemos ataques em Israel promovidos com facas, ou no atentado de Nice, que foi feito com um caminhão. Seguindo a lógica esquerdista, a culpa pelas dezenas de mortes em Nice então é do caminhão. Vamos proibir os caminhões.

 

Anúncios

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s