Candidatos a deputado pelos quais o AciD BlaCk NeRd vai torcer nessas eleições


Qual é o negócio Frota?

Olá amiguinhos! Nesse domingo muitos de nós participaremos da maior festa da democracia brasileira: a eleição. Como não sou um cara dotado de nenhum tipo de bom-mocismo, desde quee comecei a escrever nesse blog, ainda no ano de 2011, já adotava posições tidas como satanicamente conservadoras pelo senso comum, e graças ao papai do céu, estas ficaram mais conservadoras desde então. Em função disso, elaborei uma lista com candidatos de todo o país, pelos quais vou passar o dia da apuração torcendo para que sejam  eleitos.

Vejam bem, fiz essa lista de acordo com a minha orientação ideológica e de modo algum estou pedindo voto para tais candidatos.

Meus critérios de avaliação são sempre os seguintes:

1- Se defendo o livre mercado e o Estado mínimo.

2- Se defende a liberdade de expressão, a liberdade de crença e demais liberdades referentes ao indivíduo.

3- Se é a favor da vida e contrário ao abortismo.

4- Se é contra o PT, o que, em suma, significa que defende os outros 3 critérios.

A lista

Fernando Francischini (candidato a deputado federal pelo Paraná) -7777

Antes candidato do partido dos bunda mole (PSDB), Francischini resolveu integrar o novo partido Solidariedade. Delegado de formação, sua atuação parlamentar se destaca das demais pelo seu estilo ácido e confrontador. Evangélico, foi o único integrante da Frente Parlamentar Evangélica a não perdoar Gilberto Carvalho (líder de comunicação do PT) após este declarar que o PT deveria enfrentar os evangélicos nos meios de comunicação. Ao se separar dos demais deputados crentes e bundões, Francischini mostrou que não adota nenhum tipo de coitadismo cristão na sua atuação política. Desde então, tanto nas redes sociais como no Congresso ele vem denunciando a roubalheira e desmandos do PT.

Adolfo Sachsida (candidato a deputado distrital do DF)- 25444

Professor de economia, liberal na economia e conservador no campo social, Sachsida possui um canal no Youtube onde defende o liberalismo de forma bastante simples e didáticas.

Rodrigo Mezzomo (candidato a deputado federal do Rio de Janeiro) -4505

Meu candidato para o Congresso. Professor da Mackenzie do Rio, Mezzomo promete lutar contra a instrução do governo na vida do cidadão e defender as liberdades individuais.

Evandro Sinotti (candidato a deputado estadual por São Paulo)- 15444

Defende a diminuição dos impostos.

Marcelo Van Hattem (candidato a deputado estadual pelo Rio Grande do Sul)- 11022

Liberal no campo econômico.

Paulo Martins (candidato a deputado federal pelo Paraná) – 2020

Com certeza este será um candidato que será eleito e que lutará pelos ideais conservadores na Câmara. Inteligente, estudado, combativo, corajoso e acima de tudo um homem de princípios, Paulo Martins nunca deixou de combater a bandidagem do PT quando jornalista da TV Massa e certamente continuará seu trabalho contra a corja petista a partir do dia da sua posse.

Jair Bolsonaro (candidato a deputado federal pelo Rio de Janeiro) -1120

Apesar de claramente homofóbico – o que é o ponto mais negativo desse candidato -, Jair Bolsonaro tem um histórico de ferrenhas lutas no Congresso contra o esquerdismo e todo tipo de patifaria nele existente. Filiado a um partido que integra a base do governo, Bolsonaro sempre foi uma das mais bravas vozes de oposição a esse governo petralha. Só por isso ele já mereceria ser eleito. Além disso, o candidato se manifesta contra o racismo que constitui a política de cotas raciais do PT, a favor da diminuição da maioridade penal e favorável ao direito de portar armas.

Marco Feliciano (candidato a deputado federal por São Paulo) – 2010

Esse é um candidato que eu, pessoalmente, me surpreendi muito. Sua coragem e sua ousadia a não desistir da presidência da Comissão de Direitos Humanos – apesar de todos os esforços do movimento gayzista e da mídia manipuladora – significou um tapa na cara da esquerda brasileira, que se contavam que ele seria apenas um alvo fácil de ser batido, acharam errado.

O deputado nunca foi um exemplo de intelectual, mas desde o ocorrido vem apresentando opiniões cada vez mais consistentes em relação ao conservadorismo. Eu jamais votaria nele porque – não sei se ele já mudou de ideia quanto a esses temas – ele já se pronunciou favoravelmente a abominável política de cotas raciais e porque ele possui um histórico de brigar contra a liberdade de expressão quando de sua tentativa de censurar um vídeo sem graça do Porta dos Fundos que zombava da Virgem Maria.

Outro ponto do candidato é sua metrossexualidade escarrada, o que me faz imaginar que na verdade ele seja um homossexual enrustido. Porém, como não sou homofóbico, vou torcer pro Feliciano mesmo assim.

Marisa Lobo (candidato a deputado federal pelo Paraná) – 2010

Psicóloga e cristã, essa mulher sabe como ninguém o que é ser perseguida por um órgão de classe ideologizado e influenciado pela esquerda. Uma mulher de coragem que certamente lutará contra o preconceito religioso.

Coronel Telhada (candidato a deputado estadual por São Paulo)- 45190

Coronel da polícia paulista, já levou vários marginais pra vala e na Câmara paulista promete defender a segurança da população e a família.

Denise Abreu (candidata a deputada federal por São Paulo) -5120

Pré-candidata a presidência da República, Denise Abreu faz uma tremenda falta nos debates presidenciais. Conservadora e com larga experiência no âmbito do serviço público.

Flavio Bolsonaro (candidato a deputado estadual pelo Rio de Janeiro)-11120

Filho do Bolsonaro. Já é o suficiente.

Eduardo Bolsonaro (candidato a deputado federal por São Paulo)- 2070

Filho do Bolsonaro. Sua frase de maior peso: “O Jean Wyllys é um heterossexual enrustido”. Sem mais.

Paulo “o raio privatizador” Batista  (candidato a deputado estadual por São Paulo) -44777

Uma engraçada surpresa dessa eleição, Paulo Batista é a esperança libertária na Assembleia Legislativa de São Paulo. Sua campanha é extremamente bem humorada, permeada por vídeos muito bizarros, acabou mostrando que ainda se pode ser “cool” defendendo o livre mercado e a privatização.

Peninha (Candidato a deputado federal por Santa Catarina) – 1510

Favorável a redução da maioridade penal e ao porte de armas.

7 comentários

  1. Gostei muito do seu site cara eu sou adventista e acho importante sempre respeitar as escolhas das outras pessoas apesar de ser totalmente CONTRA elas ex:homosexualismo,aborto.

    Curtir

    • Caro colega,

      Antes de mais nada, respeito sua religião, apesar de não comungar de nenhuma religião institucionalizada. Só vou deixar claro que uma coisa bem diferente é criticar a homossexualidade, outra bem diferente é o homossexualismo. A homossexualidade é um fenômeno costumeiro na história humana, criticá-la pra mim é a mesma coisa que dar soco em ponta de faca, mesmo assim creio que religiões e indivíduos podem até criticá-la. Já o homossexualismo é uma corrente ideológica, que pode sim ser perigosa para a sociedade, uma vez que a conduta homossexual, se generalizada, acabaria por extinguindo a própria espécie humana. Como o instinto da preservação da espécie é superior ao da preservação do próprio indivíduo, é ai que critico aquilo que considero como excessos. Ainda assim, independente da nossa posição, devemos combater a homofobia e valorizar o respeito ao indíviduo.

      Curtir

  2. Concordo com tudo isso que voce disse tem algum livro que o senhor me recomenda ler ?? eu não sabia que tinha diferença entre homosexualismo e homosexualidade obrigado por tira essa duvida !

    Curtir

  3. O senhor acredita em deus,o que o senhor acha se jair bolsonaro fosse presidente
    meu professor esquerdista de fisica diz que ele é ditador,e verdade que che guevara era homofobico?

    Curtir

    • Acredito em Deus pra caramba! Jair Bolsonaro não possui os devidos predicados para ser presidente. Eu o apoio para a câmara porque sei que ele lá é um dos únicos que luta pelo nossos interesses. Jair Bolsonaro de fato tem um retórica autoritária e defende a ditadura militar. Quanto ao Che Guevara, ele era sim homfóbico, defendia que gays deveriam ser curados em campos de concentração. E até 2010 Cuba ainda perseguia homossexuais.

      Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s