O Planalto tomou todas as precauções para evitar vaias para Dilma Rousseff  no Itaquerão. Mas algo saiu errado e um dado fundamental para a estratégia anti-vaias falhou: Dilma apareceu nos telões. E, claro, foi vaiada.

Agora, seus assessores, atônitos, buscam explicações para a falha.  Havia mesmo uma combinação com os responsáveis pelas imagens de não filmá-la? E, se havia, quem descumpriu o combinado?

Fonte: http://veja.abril.com.br/blog/radar-on-line/futebol/o-plano-anti-vaia-do-planalto-falhou-quem-foi-o-culpado/

 

Comento:

Em 2007, o presidente Lula tomou um grande susto quando o Maracanã lotado o vaiou na abertura do Pan. Desde então os petralhas têm tentado ao máximo se esquivar de aparições públicas frente a públicos não-petistas. As vaias a Dilma acontecem porque o público que frequenta os estádios da Copa e que têm condições de pagar os caríssimos ingressos cobrados pela FIFA não é beneficiário do Bolsa-Família ou de qualquer outro serviço mal-prestado por esse governo. Claramente, a classe média se mostra cada vez mais indignada frente às façanhas dessa gentinha que nos governa a mais de 10 anos.

 

Anúncios