Todos somos macacos? Não, mas muitos agem como se fossem!


 

Me recordo que em minha infância sempre que alguém repetia tudo o que os outros faziam logo era chamado de macaco de imitação. Passou muito tempo desde que era um infente inderbe mas pouco mudou.

Mídia manipuladora

Outro dia a mídia manipuladora da nossa nação resolveu desviar o foco dos reais problemas do nosso país para jogar foco num assunto imbecil. Numa partida de futebol um torcedor jogou uma banana num jogador, que pegou a banana e comeu, transformando uma atitude racista num ato de orgulho racial. Passados algumas horas, uma agência de marketing teria aconselhado o jogador Neymar a publicar uma foto numa rede social com a frase: “Todos somos macacos”. Feito isto, o apresentador Luciano Huck resolveu capitalizar com o assunto vendendo uma camisa com a frase em seu site por míseros 69,90 reais.

Bom mocismo e politicamente correto

Vou tentar contextualizar o ocorrido. Anos atrás surgiu a campanha “Todos contra a pedofilia”. Milhares de pessoas bem intensionadas vestiram a camisa para demonstrar que eram contra esse ato terrível. Mas por que alguém iria bradar aos 4 cantos ser contra a pedofilia? Será que existe alguém que é a favor dela? Qualquer pessoa sabe que todas as pessoas sensatas são contra a pedofilia e até mesmo os pedófilos não saem por aí fazendo apologia de sua orientação sexual. Sendo assim, a única utilidade dessa campanha foi lembrar a população que a pedofilia existe e promover o bom-mocismo de políticos e membros da classe artística.

De igual modo, quando surgiu a campanha “Não mereço ser estuprada”, baseada numa pesquisa errônea do IPEA, quase toda a classe artística foi às redes sociais bancar os bons moços. Pura hipocrisia gerada pelo politicamente correto. Agora os mesmos artistas foram tirar fotos dizendo que todos somos macacos. Eu, pelo menos, não sou um macaco, mas eles, os artistas, são macacos mesmo, macacos de imitação.

Darwinismo

Qualquer evolucionista prega que o homem é um macaco. Não há novidade nessa afirmação, que só não é aceita devido aos resíduos religiosos que ainda restam no inconsciente popular. Pessoalmente, creio que se assemelhar a um macaco não é algo muito louvável, se bem que com a degradação moral da nossa sociedade a pregação darwinista é cada vez mais inconteste. De fato, com tanta babaquice no mundo, fica difícil dizer que não somos todos macacos.

Duvide das camisas

Sempre duvide do que os outros colocam em suas camisas. O próprio Daniel Alves já usou a camisa “100% Jesus” e depois foi ganhar dinheiro num comercial de cerveja. Boa parte dessas pessoas que estão dizendo que somos todos macacos em breve estarão desviando de pessoas negras com medo de serem assaltadas ou tratarão discriminadamente pessoas de cor. Uma coisa é o que as pessoas dizem quando estão sendo observadas; outra, bem diferente, é que elas fazem.

Filósofa Gretchen

Aliás, sair em defesa do Daniel Alves é algo bem estranho, pois pra mim ele nem é negro – e até tem olhos verdes. Por incrível que pareça, a melhor opinião que li a respeito desse assunto foi da pseudo-cantora Gretchen, que disse que ninguém fez campanha quando chamaram o Rycharlyson de veado, mas quando chamaram o Daniel Alves de macaco de macaco todos tomaram partido. Segundo ela, é facil dizer que todos somos macacos, difícil é dizer que todos somos veados.

Conclusão

Cabe aqui o adendo do Acid Black Nerd, sobre a declaração da Gretchen. Existe uma diferença cabal entre o ocorrido com o Daniel Alves e o que aconteceu com o Rycharlyson: o Daniel Alves foi chamado de macaco mas não é um macaco, o Rycharlyson é veado.

7 comentários

  1. Não há indicação de autoria na charge do macaco com o cartaz “Eu não sou humano!”. Mais provocativo, aludindo a preconceituosíssima frase, o complemento poderia ser “Vocês, que são humanos, que se entendam”.
    Outra questão: #UseHuckSomosTodosJudeus. Huck toparia fazer camiseta a R$ 69? Não haveria nada de racismo nessa frase? Pau que bate em Chico bate em Francisco.

    Curtir

  2. hehehehehehehe
    esse negócio de macaco de imitação parece algo bem comum nos nossos artistas, ainda mais com a internet hoje em dia, com centenas de pessoas dentro de círculos de amizades de outras, uma fofoca, crítica ou atitudes polêmicas acabam tomando proporções gigantescas; mas não sabia que a atitude do Neymar foi na verdade incentivada por uma agência de marketing, fica cada vez mais obscuro do porque de coisas assim acontecerem para desviar o foco de outras…tipo, o quê (ou quem) ganha com isso?…o bom mocismo por parte da alá artística muitas vezes parecem um tanto artificial, tipo…no caso de algum deles passarem por problemas financeiros e precisam de alguma ajuda para dar a volta por cima, se eles são tão unidos como dizem que são, então porque casos como integrantes de bandas que fizeram sucesso a décadas atrás estão a mercê de contas e empréstimos atrasados, passando fome e correndo o risco de perde a própria casa, ou mesmo quando um deles vai preso por não ter conseguido pagar determinada pensão, onde estão seus colegas e conhecidos do ramo artístico nessas horas?? e para pessoas como o Neymar que ganham milhões em salários e propagandas por mês, quando ficam sabendo de casos como o daquela pequena criança que precisa ir para o exterior para fazer uma cirurgia com custos que passam dos 2 milhões de reais, dinheiro esse que nem o estado se faz no dever de bancar os gastos e garantir uma vida digna a essa criança, é claro que nem em mil vidas os pais humildes dela não teriam condições de pagar uma cirurgia dessas, e é por isso que resolveram pedir ajuda pela internet, e como disse antes, pessoas milionárias como Neymar que gastam milhões e milhões para ostentar festas, carros de luxo, iates etc…não seria para essas pessoas mais digno doar 50 mil reais do próprio bolso para ajudar a salvar a vida de alguém, ou dar uma de bom mocismo barato e passar a responsabilidade para os seus fãs e seguidores, gastando uma dinheirama dessas com futilidades numa noite de festa que nem o “rei do camarote”?

    Curtir

  3. ok, esse post também é bem interessante, dá uma boa base de como nossa sociedade fica a merce de certas alienações impostas pela mídia, essa parada de racismo não é algo que acontece a pouco tempo, mas infelizmente não é tirando fotos comendo banana e dizendo que todos são macacos é que irão conseguir dar um fim nisso.
    dou nota 10 pela postagem, boa noite e tenha uma ótima semana Acid.

    Curtir

  4. Com o advento da televisão, rádio, da indústria fonográfica, Internet e do cinema: apareceram as figuras públicas que são genericamente chamados de artistas. É um fenômeno recente do século XX. Eles vendem entretenimento para a massa que assiste, lê ou ouve o conteúdo. Só que junto com o entretenimento divulgam suas opiniões, clichês, padrões estéticos e linguajar. Nem sempre aquilo que eles têm de conteúdo, é bom. Para serem bem aceitos, eles mesclam um conteúdo que parece bom para as pessoas. Isto é, para aparentarem menos superficiais do que realmente são. Na verdade eles estão ali para vender: marketing, merchandising. Quanto mais eles atraem o gosto da população de suas imagens de boas pessoas, mais valem seu testemunhal sobre um produto. É assim que ficam ricos. Mas aquilo que vendem junto com os produtos nem sempre é tão verdadeiro ou ético. Dizer que somos todos macacos é realmente uma aberração. O ser humano NÃO é macaco. É Homo sapiens sapiens. Não se pode igualar o ser humano aos animais, isto é grotesco.
    Negra é a cor da pele, que é apenas uma característica genética. Por dentro são exatamente iguais e funcionam como os brancos, vermelhos e amarelos. Não existe raça na espécie humana, pois todos somos misturados e viemos das mesmas matrizes.
    Este jogo de marketing cai tão mal quanto o Roberto Carlos fazendo comercial de carne. Querem mais provas que o que fazem os artistas na sua maioria é vender idéias mesmo que não sejam as suas para faturar?

    Curtir

  5. O pior de toda essa história, tirando o preconceito absurdo lógico, foi a forma cara de pau que o Luciano huck criou para lucrar com tudo, a não ser que o dinheiro (em sua totalidade) da venda das camisas seja para doação essa atitude foi ridícula, realmente podre, eu sempre achei legal os quadros de ajuda do programa dele (eu sei que são patrocinados e não saí do bolso dele, mas ele que conseguiu o patrocínio) embora tenha deixado de acompanhar seu programa, sempre vi ele como uma pessoa de bem, e não um empresário sem escrúpulos como aparentemente é o caso.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s