Logo que tomou posse, funcionários da Mozilla fizeram pedidos públicos para que Eich renunciasse por conta da doação para a campanha contra o casamento gay. Com ele, metade da mesa de diretores da companhia renunciou, mas os motivos não foram divulgados. “Sou funcionário da Mozzila e peço que Brendan Eich renuncie ao cargo de CEO”, escreveu o funcionário Chris McAvoy.

Na segunda-feira (31), o OkCupid divulgou um comunicado contra o CEO e sugeriu que seus usuários optem por outros navegadores, como o Internet Explorer, o Google Chrome ou o Opera.

Segundo o site de relacionamento, o público homossexual é responsável por 8% dos casais formados pela plataforma. “Nós devotamos os últimos dez anos para unir as pessoas –todas as pessoas.” “Igualdade para relacionamentos gays são pessoalmente importantes para muitos de nós aqui na OkCupid, Mas também é profissionalmente importante para toda a companhia. OkCupid é para criar amor.

Fonte: http://www.paraiba.com.br/2014/04/03/04680-presidente-da-mozilla-renuncia-apos-acusacoes-de-homofobia

Comento:

Vou explicar de forma suscinta. Anos atrás a California – estado mais liberal dos EUA – fez um referendo para aprovar o casamento gay(a Proposição 8). Apesar de todos os defeitos da América, é inegável que lá a democracia se faz presente. As famílias se uniram, organizaram uma campanha, arrecadaram recursos e saíram de casa para votar, derrotando o casamento gay nas urnas por uma margem estreita de votos.

Essa foi uma derrota vexaminosa para os esquerdistas americanos, que jamais imaginavam perder aquela eleição. A primeira coisa que eles fizeram foi recolher os dados dos envolvidos na campanha contra o casamento gay para que pudessem acusar essas pessoas de homofobia no futuro. Dito e feito. Foi exatamente o que aconteceu com o presidente do Mozilla(que doou dinheiro a mais de 8 anos para que o não vencesse na proposição 8), apenas um caso dos casos da campanha de revanchismo que os gayzistas vem praticando.

Esse é um claro caso de perseguição política. Profissionais inseridos em meios liberais estão sendo acossados em virtude de apoiarem causas ideológicas conservadoras. Esse caso apenas evidencia a inversão de valores que há na sociedade americana. Qualquer cidadão numa democracia pode ser a favor ou contra o casamento gay – ou qualquer outra coisa -, mas a intenção dos esquerdistas é que aqueles que não coadunem com sua agenda tenham medo de se manifestar por medo de represálias profissionais ou acusações infundadas de homofobia.

Obs: o autor desse texto, assim como milhões de pessoas ao saber da notícia, desinstalou o Mozilla.

Anúncios