nota Legalização da prostituição: porque ser contra esse ato desumano


Photo: perfeito para suas filhas hein (:

Sim, o texto que agora vocês irão ler é sobre a PROSTITUIÇÃO. Algo totalmente LEGAL e inclusive PASMEM, a prostituta pode se aposentar pelo INSS. Sim galera, agora abrir as pernas é um meio de sustento que leva a aposentadoria e benefícios futuros.

Antigamente… prostituição só tinha como benefício futuro a AIDS ou outras DST’s. Afinal prostituição é a profissão mais antiga da história, até mesmo na Bíblia falam sobre elas. Hoje em dia é banal, existe um falso moralismo onde as pessoas falam “Nossa mais é errado, nunca vou pagar pra sexo” e o mesmo indivíduo horas depois ta lá escolhendo uma novinha pra matar seus instintos primitivos.

Não irei censurar minha revolta. Sei que desde 2000 as p… podem se aposentar pelo INSS, mas após ver recentemente matéria falando que uma lá se indignou porque não conseguiu se aposentar, pois o sistema estava desatualizado… decidi CUSPIR tudo que eu penso sobre isso aqui no texto.

Historicamente, maioria das prostitutas entram para essa vida por falta de opções, pois tiveram infância pobre, sofrida, sem recursos a única saída é abrir as pernas e fazer a alegria dos pervertidos. Ok, é triste, não tem como defender, além de criticar o governo por falta de programas sociais para impedir que cheguem a esse ponto.

Mas passar a vida toda na cama, se sujando, fornicando e depois querer se aposentar por isso,é o cúmulo do ridículo. Pensa, a mulher que entra nisso por não haver qualquer outro meio de sustento por algum tempo, é até aceitável, mas passar a vida toda servindo de objeto para homens descarregarem suas emoções sexuais é absurdo.

É o fim da moralidade, já vivemos na teoria e na prática um estado imoral. E não, eu não tenho preconceitos contra as prostitutas e sim contra a prostituição. O que leva a pessoa a ter uma fase, uma época ruim, não serve de justificativa para nunca saírem da merda em que entraram.

Vão falar: “Ah mas vai dizer que você não pagaria para pegar uma gostosa?”. Não, não pagaria, há muitos meios de conquistar alguém e pagando, com certeza não é conquistar, é querer algo promíscuo. Agora irão falar “Mas pô, é isso que queremos, só um prazer por uma noite e acabou… “ Sim como se fosse muito difícil conquistar uma garota “fácil”.

Realmente talvez a promiscuidade das garotas de hoje seja um obstáculo na vida das prostitutas, mas isso é tema para outra matéria.

Voltando ao nosso foco… DAR O CORPO não é profissão, não é moral, não é certo, não é ético, não há como você passar a vida e dizer com honra para os amigos “Ah amiga, sou prostituta há 20 anos, sabe como é né? Mais fácil, ganho mais que sendo doméstica.” Ok, se você que segue essa profissão e está lendo o blog acha que essa é a melhor saída, pense nos seus filhos… o que falarão quando perguntarem a profissão da mãe? “Ah mamãe vive dando…” Se não tiver filhos pense nos pais. Se não tiver pais, pense em você. Não tem senso crítico? Não tem moral?

É inaceitável alguém se aposentar como prostituta. Inaceitável. A pessoa entrar nessa por problemas e lutar para sair, ter uma vida digna, é uma coisa. Agora passar a vida toda, até os 50, 60 anos na mesma vida é outra totalmente diferente.

As pessoas deveriam ter um mínimo de moralismo e amor próprio e lutar para conseguir ter uma vida digna sem precisar partir para a venda do corpo. Não há como eu aceitar algo assim e sei que minhas palavras não irão muita coisa, só que o fato de não mudar muita coisa, não irá me calar, pois pode não mudar muito, só que se mudar 1% já ficarei feliz.

Não quero que as pessoas considerem banais, fatos como esse, já caiu na rotina. Os normais querem destruir tudo que temos de bom, estão fazendo isso com a moralidade. Vamos aceitar assim?

As emoções e corpos das mulheres devem pertencer apenas a elas próprias. Não podem ser negociadas ou vendidas. O objectivo da indústria sexual são mulheres jovens, normalmente com menos de 25 anos, muitas vezes ainda adolescentes. Se um estado permite o florescimento da prostituição, uma certa quantidade de cada geração de mulheres jovens será perdida. A prostituição causa profundos males à mente e ao corpo. As mulheres que sobrevivem ao espancamento, violação, doenças sexualmente transmissíveis, drogas, álcool e abuso emocional, saem da prostituição doentes, traumatizadas e muitas vezes tão pobres como quando entraram.


A maior parte do mercado sexual pelo mundo fora é opressiva e a única forma de proceder é reconhecer a violência e exploração que nele existem e criar as soluções adequadas. A legalização só beneficia os traficantes e “chulos” e compromete as mulheres, bem como o seu estatuto de mulher no longo prazo. Nas palavras de uma sobrevivente da prostituição: “A legalização não acaba com o abuso, torna-o legal.”

2 comentários

  1. o carinha disse tudo aí no post, e eu sou 99% contra a prostituição (os outros 1% fica a cargo dos infelizes que além de pobres e feios, também não tem lábia para conquistar uma mina com jeitinho e acabam tendo que recorrer as p#t@s pagas para não morrerem virgens)

    Curtir

  2. num país dirigido por uma gang esquerdalho/comunista ( rebundância???) o amigo queria o que??? como diria o o.c.. eles precisam criar o lupenproletariado… ‘

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s