Imagem

Uma polêmica foi criada após a jornalista do SBT Rachel Sheherazade defender a ação de justiceiros que amarraram um jovem bandido num poste depois de agredí-lo. De fato, foi um ato contrário aos “direitos humanos” do meliante, que pouco ou nada ligava pros direitos humanos de suas vítimas.

O que parece é que alguns cidadãos se cansaram de assistir pacientemente a escalada da violência e passaram a fazer aquilo que chamam de ‘justiça com as próprias mãos”. Por mais coerente que esse ato possa parecer, a ação policial é tarefa do Estado e se acharmos esse comportamento normal em breve vamos nos deparar com verdadeiras atrocidades cometidas por indivíduos indignados.

Na minha opinião, Sheherazade não deveria ter sido tão enfática no seu posicionamento. Não podemos justificar esse tipo de desatino. Todos (até os bandidos) possuem direitos e uma pessoa esclarecida como ela não pode ignorar isso. Não é civilizado defender que tentem igualar a perversidade dos marginais, mesmo contra estes mesmos. Como conservador, creio que muitas vezes as pessoas de direita acabam adentrando no perigoso terreno do moralismo e da ideologia reacionária. Tomara que ela não vá por esse caminho.

Anúncios