Angela Merkel é reeleita chanceler da Alemanha para terceiro mandato


A conservadora Angela Merkel foi formalmente reeleita nesta terça-feira (16), por ampla maioria, como chanceler da Alemanha para um terceiro mandato consecutivo, anunciou o presidente do Bundestag (câmara de deputados), Norbert Lammert.

Merkel vai dirigir, durante os próximos quatro anos, um governo de “grande coalizão” integrado pelos democrata-cristãos da sua CDU, pelos social-cristãos da CSU e pelos social democratas do SPD.

A decisão do Bundestag, apoiada por 462 dos 631 deputados.

A nova maioria conta com 504 cadeiras no Bundestag.

Lammert anunciou que 150 deputados votaram contra Merkel e nove em branco.

“Aceito a votação e agradeço a confiança concedida”, disse Merkel, de 59 anos, após o anúncio do resultado.

A reeleição acontece após três meses de negociações – um recorde – para o novo governo da principal economia europeia.

Merkel foi a grande vencedora das eleições parlamentares de 22 de setembro, com 41,5% dos votos.

Mas a saída da Câmara dos Deputados de seu aliado até então, o Partido Liberal (FDP), em consequência dos baixos resultados, obrigou a chanceler a buscar novos aliados para formar o governo.

Esta será a segunda vez que Merkel comandará uma “grande coalizão”, após a primeira experiência entre 2005 e 2009.

O partido de Merkel, a CDU, e seu braço bávaro, a CSU, contam com 311 cadeiras no Bundestag, enquanto o SPD, com o qual concluiu o acordo de coalizão, tem 193.

Merkel deve visitar ainda nesta terça o presidente alemão, Joachim Gauck, que a nomeará oficialmente chanceler e, posteriormente, prestará juramento no Bundestag.

A conservadora Angela Merkel foi formalmente reeleita nesta terça-feira (16), por ampla maioria, como chanceler da Alemanha para um terceiro mandato consecutivo, anunciou o presidente do Bundestag (câmara de deputados), Norbert Lammert.

Merkel vai dirigir, durante os próximos quatro anos, um governo de “grande coalizão” integrado pelos democrata-cristãos da sua CDU, pelos social-cristãos da CSU e pelos social democratas do SPD.

A decisão do Bundestag, apoiada por 462 dos 631 deputados.

A nova maioria conta com 504 cadeiras no Bundestag.

Lammert anunciou que 150 deputados votaram contra Merkel e nove em branco.

“Aceito a votação e agradeço a confiança concedida”, disse Merkel, de 59 anos, após o anúncio do resultado.

A reeleição acontece após três meses de negociações – um recorde – para o novo governo da principal economia europeia.

Merkel foi a grande vencedora das eleições parlamentares de 22 de setembro, com 41,5% dos votos.

Mas a saída da Câmara dos Deputados de seu aliado até então, o Partido Liberal (FDP), em consequência dos baixos resultados, obrigou a chanceler a buscar novos aliados para formar o governo.

Esta será a segunda vez que Merkel comandará uma “grande coalizão”, após a primeira experiência entre 2005 e 2009.

O partido de Merkel, a CDU, e seu braço bávaro, a CSU, contam com 311 cadeiras no Bundestag, enquanto o SPD, com o qual concluiu o acordo de coalizão, tem 193.

Merkel deve visitar ainda nesta terça o presidente alemão, Joachim Gauck, que a nomeará oficialmente chanceler e, posteriormente, prestará juramento no Bundestag.

 

Comento:

Merkel é a mais importante líder europeia em atividade.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s