Uso de imagem de criança em propaganda de empresa cearense gera polêmica


Uma campanha publicitária da marca Couro Fino causou polêmica nas redes sociais, nesta segunda-feira (14). Os cartazes trazem a imagem de uma criança com maquiagem e acessórios de adultos.

Segundo a professora de Publicidade e Propaganda da Universidade Federal do Ceará, Glícia Pontes, a campanha chocou as pessoas devido à utilização da imagem da criança de maneira erotizada. “É recorrente o uso da imagem da criança na publicidade, mesmo em campanhas de produtos que não são para o consumo infantil. A criança chama atenção pela inocência, brincadeira, humor e, nesse caso, creio que o propósito foi chamar a atenção do público-alvo da loja, que são as mulheres adultas”.

Porém, Glícia ressaltou que a campanha infringe o Código Brasileiro de Autorregulamentação Publicitária, no Artigo 37, seção que trata especificamente de crianças e adolescentes na publicidade do Brasil. “[A peça] expõe uma criança consumindo um produto de uso adulto e ainda a exibe em poses que podem ter conotação erótica, aproximando-se do padrão publicitário empregado pelas marcas de moda e de cerveja que usam esse tipo de conceito”.

“As pessoas condenaram essa imagem, porque têm a consciência de que a imagem erotiza e ridiculariza a criança. A imagem foi empregada de maneira completamente irresponsável e com muito mau gosto”, considerou.

Confira os trechos do Artigo 37, que a professora destacou para o caso:

“Os anúncios deverão refletir cuidados especiais em relação à segurança e às boas maneiras e, ainda, abster-se de:
Associar crianças e adolescentes a situações incompatíveis com sua condição, sejam elas ilegais, perigosas ou socialmente condenáveis.
Impor a noção de que o consumo do produto proporcione superioridade ou, na sua falta, a inferioridade.
Empregar crianças e adolescentes como modelos para vocalizar apelo direto, recomendação ou sugestão de uso ou consumo, admitida, entretanto, a participação deles nas demonstrações pertinentes de serviço ou produto”.

“Quando os produtos forem destinados ao consumo por crianças e adolescentes seus anúncios deverão:
Respeitar a dignidade, ingenuidade, credulidade, inexperiência e o sentimento de lealdade do público-alvo.
Dar atenção especial às características psicológicas do público-alvo, presumida sua menor capacidade de discernimento.
Obedecer a cuidados tais que evitem eventuais distorções psicológicas nos modelos publicitários e no público-alvo.
Abster-se de estimular comportamentos socialmente condenáveis”.

Resposta

A marca divulgou nota de esclarecimento em sua página do Facebook na tarde desta terça-feira (15), ressaltando que o banner tinha o objetivo de homenagear o Dia das Crianças, “uma data tão importante no cenário nacional”. “Como medida de retratação ao público, a empresa vem se desculpar pelo lamentável acontecimento”, consta no fim da nota.

“A peça trazia uma criança usando os pertences da mãe, brincadeira muito comum no cotidiano infantil feminino que, por uma interpretação distorcida da real intenção da empresa, causou desconforto nas redes sociais. A empresa, em repeito ao consumidor, bem como diante da postura séria e irrepreensível adotado ao longo de anos de atuação no mercado, esclarece que jamais teve a intenção de erotizar a infância e informa que – diante da interpretação equivocada da arte veiculada – já retirou o material publicitário de circulação.

A Couro Fino ressalta que é contra qualquer tipo de situação que ameace a integridade física e moral da criança e do adolescente e renova publicamente seu compromisso com a preservação dos direitos individuais de qualquer cidadão.

Dessa forma, a empresa solicita encarecidamente aos usuários das redes sociais que evitem o compartilhamento da imagem e, caso tenham compartilhado, que excluam o conteúdo como forma de cessar os efeitos negativos causados pela má interpretalão da campanha”.

Comento

E cada vez mais as crianças são sexualizadas. Um prato cheio para a pedofilia.

Anúncios

9 comentários

  1. mal gosto do caramba, seria mais lógico se fizessem um ensaio de fotos mostrando uma criança tentando maquiar a mãe dela

    Curtir

  2. Não entendi porque as pessoas ficariam surpresas. O sensualismo está por todo lado, deveriam ter se acostumado com a ideia de usarem crianças nesse fascismo corporativo. Crianças são exploradas todos os dias, não só por pedofílos, mas pelo próprio liberalismo e relativismo moral.

    Já existe a doutrinação homossexual e o liberalismo sexual, incluíndo aí a apologia do “use seu corpo para conseguir o que você quer”, algo empregado desde a tenra infância. As crianças, por quanto são crianças, talvez não entendam o que está acontecendo, mas por estarem crescendo e se desenvolvendo num meio incerto em todos os campos, vão ter a ideia de que devem expor o corpo para conseguirem o que quer, e se for preciso usar outras pessoas, o faça, se isso te fizer feliz e te deixar satisfeito.

    Qualquer ensino religioso ou ainda conservador é taxado de nazismo ou coisa do gênero, mas é normal por ignorância e/ou intolerância mesmo que vão culpar o capitalismo — o que funciona em prol dos consumidores, não das corporações, originalmente.

    Além do relativismo moral, em que “independente de ser certo ou errado apenas faça o que te deixar feliz”, eis que há um modus operandi econômico que visa pela concentração de riquezas de corporações e maiorais das hierarquias sociais, mas não oferece qualquer benefício ao consumidor.

    Isso não é capitalismo, não é livre mercado, é imperalialismo econômico, trabalhando de mãos dadas com um sistema político que faz questão de distorcer o que é certo e o que é errado, em que os limites não existem e de tudo pode ser tirado algum proveito.

    Curtir

  3. Gente… mas oque tem de erótico nestas fotos? Me desculpe, mas se VOCÊ achou essas fotos eróticas por favor corra a um psiquiatra, por que com certeza VOCÊ é pedófilo!!!

    Curtir

    • Danubia nao seja hipocrita!!!!! uma criança de 3 aninhos, maquiada e de pernas abertas……. nao vejo isso coerente. hipocrita!!!!!!!

      Curtir

  4. O que menos se vê é o registro fotográfico de uma criança brincando.As fotos mostram bem.Não sei qual foi a real intenção.Mas como mulher e por ter sido uma criança que também brincava com as roupas e sapatos de sua mãe,eu desaprovo esse tipo de foto.Não vejo graça,leveza ou infância.

    Curtir

  5. A pose da criança esta muito sexual para uma criança; meu DEUS, não achei legal em nada!!!! achei que esse ensaio fotografico chama a atenção mais é dos PEDOFILOS!!!!!! ridiculos, fazerem isso com a criança.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s