Marco Feliciano manda prender duas lésbicas que sem camisa se beijavam em culto evangélico. Certo ou errado?


Os frouxos e os criminosos

Serei suscinto. Num evento evangélico sediado em Curitiba essa semana, o deputado Marco Feliciano, que encerraria o evento com uma pregação, mandou prender duas lésbicas descamisadas que se beijavam escandalosamente num evento religioso. O deputado, que antes era um frouxo e quase nunca tomava atitude de homem, resolveu dar voz de prisão as duas criminosas, amparado no artigo 208 do Código Penal (impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso). Como sabemos, essas situações já ocorreram no passado e sempre os manifestantes só vão a delegacia e saem livres, leves e soltos, uma vez que a igreja NUNCA presta queixa contra eles. Dessa vez não foi diferente. Quem sabe no dia que um desses marginais loucos, motivados pelo tão propagado ódio contra o tal Feliciano invadir uma igreja armado e matar uma pessoa as autoridades religiosas mudem de ideia.

 

10 comentários

  1. Mandar prender por um beijo é o cumulo do fanatismo, preconceito e falta de senso. Evangélicos são preconceituosos e tem uma cabeça da idade média, que não oferecem progresso nenhum a civilização, totalmente alienados e propensos a fazer tudo que um pastor mandar sem questionamento, são uma bomba relógio a humanidade. Se deixar na mão de evangélicos o Brasil vira um oriente médio.

    Curtir

    • Seu idiota vc não leu o texto, la diz que as duas estavam sem camisa em um culto religioso, isso é normal?
      Se vc acha que sim provavelmente cc foi criado em um puteiro.

      Curtir

    • para uma visão como essa, e um pensamento deste vc se torna pior que todos, pq não sabes de onde vem os teus pensamentos. sempre quando chamamos alguém de alienado nos colocamos acima de todos.

      Curtir

  2. aff.. ele não pode dar voz de prisão por causa de um beijo. a guarda municipal tem o mesmo poder de precisão que qualquer cidadão: situações flagrante de crime, ou seja, nesse caso, que necessitava de apuração, eles não poderiam ter realizado prisão alguma. nossa sociedade protege o direito das minorias, que é uma forma de garantir os direitos de todos, assim, como lá elas eram minoria o direito a liberdade de expressão prevalece sobre o direito de culto religioso. e mais, o relevância do beijo no evento é tão pequena que nenhum juiz em sã consciência daria razão para marco feliciano, fora todas as questões que já citei acima.

    Curtir

  3. e cada um só pode responder pelo crime que comete. se um dia alguém entrar em uma igreja e jogar uma bomba vai responder por esse crime. até lá, a presunção da inocência vale para todos. se não for assim, damos ao Estado poder de “julgar” culpado quem quiser, submeter à tortura ou qualquer outra “barbaridade”.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s