Os frouxos e os criminosos

Serei suscinto. Num evento evangélico sediado em Curitiba essa semana, o deputado Marco Feliciano, que encerraria o evento com uma pregação, mandou prender duas lésbicas descamisadas que se beijavam escandalosamente num evento religioso. O deputado, que antes era um frouxo e quase nunca tomava atitude de homem, resolveu dar voz de prisão as duas criminosas, amparado no artigo 208 do Código Penal (impedir ou perturbar cerimônia ou prática de culto religioso). Como sabemos, essas situações já ocorreram no passado e sempre os manifestantes só vão a delegacia e saem livres, leves e soltos, uma vez que a igreja NUNCA presta queixa contra eles. Dessa vez não foi diferente. Quem sabe no dia que um desses marginais loucos, motivados pelo tão propagado ódio contra o tal Feliciano invadir uma igreja armado e matar uma pessoa as autoridades religiosas mudem de ideia.

 

Anúncios