Primavera dos horrores

Digamos que o governo Sírio é um governo que não abaixa a cabeça pros EUA. A Síria é forte aliada da Rússia(compra armamentos russos e estes usam seus portos), e foi por causa desta que a Síria não foi invadida dois anos atrás, quando estourou a Primavera Árabe. Com a guerra civil que já dura 2 anos o governo sírio e os rebeldes islamistas (que são armados e financiados pelos EUA) estão disputando o controle do país, e nesses últimos dias o governo tem conseguido recuperar o controle.

Ataque suspeito

 

Eis que surge um ataque com armas químicas, e quem é acusado de atacar é o governo. Qual o benefício disso? Por que o governo apelaria para armas químicas se está vencendo o confronto? O que está escancarado é que quem usou armas químicas foram os rebeldes, e como os rebeldes tem apoio dos EUA e consequentemente da mídia do resto do planeta, quem é acusado de realizar o ataque é o governo sírio.

Síria Saudita
Os EUA e qualquer grande potência tem interesse na região, Oriente Médio, por causa do petróleo, por ser uma região estratégica no quesito de guerras, fica bem a meio caminho tanto da Europa como da Ásia. Os EUA não tem grandes aliados ali, só Arabia Saudita e e Qatar. Da mesma forma que os EUA apóia o regime radical da Arábia Saudita, eles querem replicar esse modelo na Síria. Não se trata de instalar a democracia ou de garantir barris de petróleo. Este é um conflito baseado no poder. De um lado está a Síria, Irã e Rússia; do outro, EUA e Arábia Saudita.

 

Anúncios