Oferta de programa

Acabei de assistir um vídeo interessante. Uma prostituta brasileira que vive na Nova Zelândia participou do programa Fala que Eu te Escuto esses dias. No decorrer da conversa a profissional do se-quí-so revelou sua intenção de doar uma semana de seu soldo (imagino eu que conseguido através de muito sexo, felação e sodomia) para a construção do famigerado Templo de Salomão da IURD.

Prostituta da prosperidade

O que mais me espanta não é a doação em si, pois a pessoa tem todo o direito de fazer o que bem quiser com seu corpo e com seu dinheiro; o que me causou espanto foi o motivo pelo qual ela quer doar. Ela dará seu dinheiro ao Templo porque “tomou posse” da palavro do (vejam só) Bispo Edir Macedo de que todos que doarem dinheiro para o Templo ficarão ricos. Ao invés de promover ofertas por amor, Macedo alimenta a ganância das pessoas e por isso é o empreendedor que é.

Templo tupiniquim

O Templo de Salomão é uma tentativa desesperada da IURD causar polêmica e enfrentar as outras igrejas neo-petecas. A construção tenta replicar o antigo Templo que ficava em Jerusalém (guardava as tábuas dos 10 mandamentos e nele havia a presença de deus). A pretensão e a megalomania é tamanha que a obra custará milhões de reais (obviamente saindo muito mais barato do que se fosse feita pelo governo). Os fiéis estão acham que ajudam a construção de um Templo para deus, mas na verdade podem estar levantando uma verdadeira Torre de Babel.

Anúncios