Marxismo Cultural e a destruição do Ocidente


O que mais me surpreende não são os novos tipos de família, mas sim a desagregação da família tradicional, tida hoje como uma caretice descartável. Se duas pessoas do mesmo sexo querem viver em conjunto de forma fiel, acho ótimo, melhor do que ficarem se promiscuindo. Se quiserem adotar crianças (que atualmente enchem os orfanatos), melhor ainda. Só não concordo que esse tipo de família é igual a família tradicional. Nada substitui um pai e uma mãe.

NÃO DEIXE QUE UM PROFESSOR COMUNISTA ADOTE SEU FILHO

1236373_681990845162766_299428712_n

Ver o post original

Um comentário

  1. certa vez eu vi um daqueles comentários que Joseval Peixoto (um dos apresentadores do telejornal SBT Brasil) fez a respeito das famílias, uma criança tende a aprender ao longo da vida com mais facilidade certos valores de caráter humanos e sociais com suas respectivas mães e outras com os seus pais; infelizmente nem sempre as famílias que se formam de casais separados demostram o mesmo laço afetivo que tem pelos seus filhos para com os filhos do seu atuais parceiros vindo de outro casamento.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s