Amigo é coisa pra se guardar, não? O atacante Emerson Sheik comemorou a vitória do Corinthians sobre o Coritiba, nesta domingo (18), de uma maneira, digamos, ousada: publicou em uma rede social uma foto em que dá um ‘selinho’ em um amigo.

“Tem que ser muito valente, para celebrar a amizade sem medo do que os preconceituosos vão dizer. Tem que ser muito livre para comemorar uma vitória assim, de cara limpa, com um amigo que te apoia sempre. Hoje é um dia especial. Vencemos, estamos mais perto dos líderes”

No fim do texto que acompanha a foto, ele ainda mandou um recado: “Ah, já ia me esquecer, para você que pensou em fazer piadinha boba com a foto, da uma pesquisada no meu Instagram todo antes, só para não ter dúvida”. Como o próprio atacante previa, comentários sobre a foto tomaram conta da web. A começar pela própria torcida do Corinthians no Twitter:

Maduro e sensato, não? Sheik, não à toa, acabou entrando na lista dos temas mais comentados do Twitter na manhã de segunda (19). Agora veja como outras torcidas comentaram o caso:

Revolta
Na manhã de segunda (19), cinco torcedores revoltados foram protestar no Pacaembu contra o atacante. Eles avisaram que as “manifestações” continuarão. Em uma das faixas, alertavam: ““Vai beijar a PQP, aqui é lugar de homem”. Medinho, hem.

Fonte: Veja

Comento

1- Eu até acredito que esse não seja o caso do Sheik, mas nós sabemos que a homossexualidade é endêmica no futebol. Isolados em concentrações, muitos jogadores acabam adentrando no mundo da diversidade para suprirem suas carências físicas e emocionais. Conversem com jornalistas ligado ao ramo e vocês vão escutar boas histórias. Tem um comentarista da Band que era conhecido por traçar seus colegas de quarto quando jogador.

2- O atleta tem todo o direito de postar aquilo que bem quiser na sua rede social, desde que não vincule a imagem do clube.

3- Não vejo nada demais em dar um selinho num amigo para fazer uma demonstração anti-homofóbica. O problema é as coisas começarem a evoluir a partir do selinho para coisas mais sérias. Muitas vezes o cara dá um selinho no amigo e pode descobrir um lado exótico dentro de si que nunca tinha notado. Melhor não brincar com essas coisas. É um caminho sem volta, literalmente.

4- Não creio que essa foto tenha sido uma provocação ou um golpe de marketing (como ocorre com algumas cantoras que “saem do armário” para receber verba do governo). Acho que essa foto foi apenas uma brincadeira.

LEIA MAIS:

Emerson Sheik dá selinho em homem e recebe prêmio Triângulo Rosa do fundador do Grupo Gay da Bahia

Anúncios