Amigo de Marcelo Pesseghini diz que garoto avisou que mataria os pais


Amigo

A Polícia Civil de São Paulo colheu nesta quarta-feira o depoimento de um amigo de Marcelo Pesseghini, o principal suspeito de matar a família na Brasilândia, em São Paulo. O jovem disse que, no domingo antes do crime, recebeu um telefonema de Marcelo avisando sobre os assassinatos. O amigo afirmou que não deu muita atenção e desligou, sabendo só no dia seguinte o que aconteceu com a família Pesseghini. As informações são do SPTV.

Clube de assassinos

Ainda segundo a polícia, Marcelo teria formado em seu colégio um “grupo de assassinos”. Nesse grupo, que seria apenas de brincadeira, não era possível sair e quem entrava tinha que cometer um assassinato. As informações são do SBT.

Grupo de extermínio

O 18º Batalhão da Polícia Militar, onde trabalhava a cabo Andreia Bovo Pesseghini, 35 anos, – morta ao lado do marido, o filho, a mãe e uma tia – tem um histórico de suspeitas de corrupção e grupos de extermínio. Na última quarta-feira, o comandante do batalhão, coronel Wagner Dimas, disse em entrevista à Rádio Bandeirantes que a cabo havia denunciado alguns colegas que estariam envolvidos com roubos a caixas eletrônicos, em São Paulo. Indicando que a autoria do crime poderia estar relacionada a algum tipo de vingança.

Um comentário

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s