Polícia diz que hipótese de crime passional não está descartada no caso Pesseghini


Crime Passional

A chefe do Departamento de Homicídios e de Proteção à Pessoa (DHPP), delegada Elizabete Sato, afirmou nesta terça-feira, 13, que não está descartada a hipótese de crime passional na morte do casal de PMs Luiz Marcelo, Andreia Pesseghini e de sua família, na segunda-feira passada, 5. Até então o filho do casal, Marcelo, de 13 anos, era o único suspeito do crime ocorrido na Brasilândia, zona norte de São Paulo. Ele teria assassinado os pais, a avó, uma tia-avó, e cometido suicídio em seguida.

Computadores

A polícia recolheu computadores e celulares da família em busca de mais pistas. Os investigadores querem saber que ligações foram feitas para os policiais e familiares antes das mortes e buscar nos computadores conteúdo que ajude a compreender a motivação para os assassinatos. Além da perícia, que não tem data para ser concluída, serão ouvidos policiais militares que trabalhavam com os PMs mortos: tanto das Rondes Ostensivas Tobias de Aguiar (Rota), onde Luiz Marcelo era sargento, quanto do 18º Batalhão, onde Andréia atuava como cabo. Um PM e um tio de Marcelo, responsáveis por notificar a polícia sobre o crime, na noite da segunda-feira, 13, também serão intimados a depor.
Vizinha

Uma outra vizinha, que vem difundindo uma versão diferente das conclusões da polícia, também será ouvida. Ela afirma que viu homens entrarem na casa da família durante a tarde de segunda-feira,5, horas antes de o crime ser informado à polícia. O delegado Itagiba Franco, responsável pelo caso, descartou até o momento que alguém tenha invadido a casa, mas o depoimento dessa vizinha será colhido por garantia, informou. Por ter idade avançada e problemas de locomoção, ela será ouvida em casa por uma equipe do DHPP.

Testemunhas
De acordo com a polícia, 24 pessoas já foram ouvidas no caso e ao menos mais duas seriam ouvidas nesta terça-feira, incluindo a diretora do colégio onde Marcelo estudava, na Freguesia do Ó, zona norte, e um dos colegas do adolescente.

Fonte: MSN
Leia mais:

1-Menino mata a família “por causa” do jogo Assassin´s Creed

2-Testes não acharam pólvora na mão de Marcelo Eduardo, o estudante que teria matado a família motivado por um jogo

3- Será que o jovem Marcelo Pesseghini é mesmo um assassino?

4-SBT divulga fotos dos cadáveres da família Pesseguini ( cuidado: imagens fortes)

5-Um ano antes dos assassinatos, Marcelo Pesseghini publicou foto de caso de chacina em família no seu Facebook

6-Um ano antes dos assassinatos, Marcelo Pesseghini publicou foto de caso de chacina em família no seu Facebook

7-Rede Record exibe novas fotos dos cadáveres da família Pesseghini

8-Teoria da Conspiração: Será que Marcelo Pesseghini é mesmo o culpado? 10 perguntas ainda sem resposta!

9-Caso Pesseghini: legista do caso PC Farias diz que Marcelo Pesseghini não se matou

Anúncios

10 comentários

  1. o que me causa extranheza é fato da rapidez com que achou o culpado.As vezes é mais facil icriminar um inocente do que descobrir O CULPADO

    Curtir

  2. Se 1 milhão de pessoas votarem decidindo que a Terra é plana, nem por isso ela deixa de ser redonda. A história tem dezenas de crimes cometidos por crianças. Fico chocado que uma criança tenha feito isso, mas crianças fazem coisas horríveis. A realidade é o que é. Todos os sinais levam a Marcelo. Alguém manipulou os amigos dele? as professoras? a diretora? e as páginas no Facebook. O massacre de Amityville aconteceu em 1974, e uma imagem estava desde 2012 no Facebook dele. A mente humana é cheia de mistérios!

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s