Será que o jovem Marcelo Pesseghini é inocente?


Matador de aluguel

Num rito sumário e sem qualquer chance de defesa, Marcelo Eduardo Bovo Pesseghini foi transformado num bárbaro assassino. Apontado pela polícia civil de São Paulo como o principal suspeito da morte dos pais, da avó e da tia-avó, antes de, segundo a versão oficial, se suicidar, o garoto de apenas 13 anos e olhar doce perdeu também o direito à própria memória. Será lembrado como o jovem transtornado que, ainda segundo a polícia, pretendia se transformar num matador de aluguel.

Eis as evidências apresentadas pela polícia:

(1) Marcelo teria dirigido o carro da mãe, no dia do crime;

(2) teria confessado o plano de se tornar assassino de aluguel a um amigo adolescente (de idade não revelada);

(3) teria sido filmado com uma mochila com as armas do crime.

Condenado

Como Marcelo foi condenado e não está mais aqui para se defender, a imprensa comprou a versão da polícia e exibiu sua imagem sem a tarja usada para proteger a imagem de crianças e adolescentes. Menos de 24 horas depois, no entanto, as evidências apresentadas pela polícia de São Paulo começam a ficar enfraquecidas.

Imagens

Nesta quarta-feira, a polícia admitiu não ter imagens que comprovem que o jovem Marcelo estaria dirigindo o carro da mãe. “Pelas imagens, vemos apenas que é uma pessoa de camiseta branca e que passa calmamente com o veículo”, disse o delegado Itagiba Franco, o mesmo que apontou o garoto como o principal suspeito. “Mas outras imagens mostram o Marcelo saindo de onde o carro foi estacionado, com uma jaqueta, camiseta branca e mochila nas costas”, completou.

Tráfico

O fato mais grave foi apontado pelo coronel Wagner Dimas, que duvida do envolvimento de Marcelo. Nesta quarta, em entrevista à Bandeirantes, ele afirmou que Andréia, mãe de Marcelo, denunciou o envolvimento de policiais numa quadrilha ligada ao roubo de caixas eletrônicos. Em nota, a polícia negou que Andréa tivesse registrado qualquer denúncia formal. Mas a pressa em apontar uma criança de 13 anos, já morta, como responsável pelo crime, também coloca em xeque a versão da polícia. Especialmente em São Paulo, onde, recentemente, diversos delegados foram afastados por envolvimento com o tráfico de drogas.

Como a mídia vê esse caso.

Fonte: Brasil247

Leia mais:

1-Menino mata a família “por causa” do jogo Assassin´s Creed

2-Testes não acharam pólvora na mão de Marcelo Eduardo, o estudante que teria matado a família motivado por um jogo

3-SBT divulga fotos dos cadáveres da família Pesseguini ( cuidado: imagens fortes)

4-Segundo a perícia, pai de Marcelo Pesseghini pode ter morrido até 18 horas antes que a mãe

5-Teoria da Conspiração: Será que Marcelo Pesseghini é mesmo o culpado? 10 perguntas ainda sem resposta!

6-Caso Pesseghini: legistas e peritos divergem sobre horários das mortes em chacina

Anúncios

28 comentários

  1. Mas é claro que este menino é INOCENTE! Ninguém está acreditando na versão mentirosa da polícia, todo mundo sabe que esse garotinho é inocente mesmo e com certeza foi vítima desta chacina. Ainda mais em São Paulo com tantos policiais e delegados afastados por envolvimento em tráfico de drogas. Isso é um absurdo, há tantas evidências de que o menino é inocente nesta história toda. A cabo Andreia denunciou os policiais que estavam envolvidos em roubos em caixas eletrônicos, o que comprova mais ainda que há terceiros envolvidos neste caso. Além do mais, os peritos confirmaram que o banco do motorista estava muito longe dos pedais do carro, distância incompatível com o tamanho das pernas do garoto. Sem contar que o: 1) O menino era uma aluno exemplar, doce, amável e carinhoso com todos durante os 07 anos que ele esteve na escola (descrito pela direção do colégio) e não tinha comportamento anormal; 2) a pessoa quando se suicida não fica com a mão e arma debaixo do corpo; 3) quem é esse coleguinha do garoto que disse que ele queria ser matador de aluguel e quem é este pai do coleguinha dele que deu carona para ele? será que eles estão dizendo a verdade? 4) Como pode um garotinho de 13 anos, que não era alto pela idade dele, poder atirar em 04 pessoas, sendo 02 da polícia, inclusive da rota, com experiência no ramo há mais de 15 anos? 5) Como uma pessoa atira em 04 pessoas e não aparece vestígios de pólvora nas mãos? Como ele foi tão certeiro assim em acertar os tiros na cabeça? 6) E por que a pressa de enterrar os corpos? 7) Segundo a vizinhança toda, o menino adorava a família, principalmente a avó dele, como ele iria cometer essa atrocidade toda? 8) A polícia disse que ele é canhoto, mas várias pessoas próximos à família confirmaram que ele era destro. Enfim, essas e tantas outras perguntas que estão no ar. Pra mim, foram os policiais corruptos que fizeram essa chacina para queima de arquivo. O crime pode até parecer perfeito, mas a verdade virá a tona, podem crer! E que Deus possa dar descanso e um ótimo lugar a esta família, que parecia tão decente, principalmente ao garotinho Marcelo, que não está aqui entre nós para se defender. Fiquei muito triste e chocada com este caso, ainda mais que este menino se parece muito como meu sobrinho.

    Curtir

    • Andrea, jamais deixe a emoção obscurecer a lógica…”
      1- segundo os medico o RAPAZ e não menino , tinha expectativa de vida ate os 4 anos de idade , e a própria mãe afirmou na escola que a expectativa de vida dele seria até os 18 anos. pense.. ele tinha teoricamente mais 5 anos de vida , por um fator genetico, o que pode ter levado a se revoltar silenciosamente contras os pais.2-se voce se suicidar de joelhos creio que é possivel. 3- não sabemos se esta dizendo a verdade, mas para quem tem um avatar de “ninja assassino” no face e postou uma foto do filme amityville. com os dizeres: “Quando você perceber, terá se cagado de medo” , podemos dar um voto de confiança no depoimento do amigo. treinava jogos violentos e tiros no viodeogame , tinha arma de pressão e possivelmente o pai o tenha ensinado a atirar. oficial da rota era quando ele estava acordado, dormindo era so mais um mortal.vestigios de polvora ele pode ter matado com luvas, e tão somente quando se suicidou-se estava sem as luvas, o que o exame residuografico deu negativo, alias os peritos não consideram nem em juizo o exame como fato isolado, mas apenas um complemento e afirmam que nem sempre quem atirou dá positivo.6-qual a vantagem de não se enterrar, desde que se fez todos os exames de balistica?6-isso não prova nada , ele podeia ter uma revolta sufocada dentro dele , ate mesmo por enfermidade degenerativa.Realmente ele não esta aqui para se defender ou confessar, mas este é o trabalho investigativo. veja materia sobre “crianças psicopatas” . voce vai ficar abismada com o que “anjinhos” podem fazer.Uma coisa que aqueles que defendem a inocencia do rapaz , e por que ele foi com o carro na escola a 1 h da madrugada , esperou ate as 6;20 , estudou normalmente, fez aquela pergunta bizarra a professora. voltou ao carro que ele tinha estacionado, abriu (estava com a chave) se ele era inocente ? ele planejou , executou e só depois de muito tempo a ficha foi cair , ai ele se arrependeu e acabou com a propria vida.

      Curtir

      • Orion concordo plenamente com vc. As pessoas não conseguem aceitar que uma criança possa ter feito tudo isso. Acho que ele fez tudo isso baseados no mesmo sentimento de quando se mata alguém num game, sem pensar nas conseguências. Provavelmente deve ter entrado em desespero quando a ficha caiu que ele não tinha mais os país para estar com ele.

        Curtir

      • Orion, concordo que é completamente possível que um garoto de 13 anos com doenças graves que sabe dirigir e atirar possa ter feito tudo isso que a polícia diz.

        Mas você não acha que se ele tivesse matado a família (matar inclusive a avó exigiria muita frieza) ele teria ou fugido ou tentado encobrir o crime ao invés de ir para a escola? Ele teria planejado até atirar com luvas e não teria pensado em nada melhor pra fazer em seguida? Que adolescente que quer ser ninja assassino ou matador de aluguel iria pra escola logo após assassinar toda a família? Uma pessoa amorosa com a família dificilmente conseguiria esconder tamanho distúrbio emocional.

        E se ele foi ameaçado e obedeceu ordens pra entrar no carro e ir pra escola pra não matarem sua família? Ou se a sua própria mãe tivesse ordenado que ele saísse de casa e dormisse no carro pra tentar proteger sua vida. Se o filho não fosse testemunha da sua morte talvez preservassem a vida dele… Enfim, existem infinitas hipóteses, é complicado afirmar qualquer coisa sem provas concretas.

        Mas o que mais me chama a atenção é a pressa em incriminar o garoto, enquanto as enquetes da internet apontam que 80% da população acredita que a chacina foi feita por policiais.

        Curtir

  2. Existe uma possível discrepância: a pessoa que é vista no vídeo de segurança parece portar uma jaqueta clara, enquanto a imagem acima, que teria sido feita no mesmo dia, mostra um garoto de jaqueta aparentemente escura. Poderiam medir a imagem da pessoa que passa ao lado do poste onde há uma lixeira, no vídeo de segurança, e comparar as proporções para ver se batem com o tamanho do adolescente. Ali, a pessoa parece ter aproximadamente o dobro do tamanho da lixeira, cujo tamanho pode ser verificado objetivamente.

    Curtir

  3. Como assim,ele vai de carro,volta de carona(com quem),sendo que a van que o levava, para casa todos os dias,quem garante não entraram com ele na casa na volta da escola ou que ele assim como gerentes de banco estava sendo coagido pois,ele tentou dizer algo para a professora,mesmo ameaçado com medo e os telefones celulares dele da casa dos tios ainda não foram rastreados e comparados por local,tem entrevista falando que a pessoa ligou cedo chegando na casa as nove,uai a criança não chegou da escola 12 horas e ninguém ouviu este tiro suicida também,a mãe de joelhos experiente como era, parece ter deixado uma bela indicação falando pelo seu corpo submisso o certeiro alvo de quem seria o verdadeiro assassino,protegendo assim até no seu ultimo momento o seu grande amor,a razão de sua vida,estão acreditando muito em palavras,não em fatos,eh faze o que né !!!

    Curtir

  4. Policiais são treinados para lidar com bandidos, quem estava ali não era uma policial experiente, era uma mãe. Estava desarmada, sob nenhuma circunstância ela teria como obter êxito esboçando qualquer reação, reagiu como o faria em outra situação através de argumentos. Argumentos que não foram suficientes para cessar a ameaça. Eu lhe garanto que qualquer mãe morreria com a arma em punho por não ser capaz de revidar e por fim a vida do próprio filho.
    Ela foi a única que sofreu… Nenhuma mãe merece isso… É muito triste…
    Desejo de todo coração cada vez que ligo a TV que o noticiário diga que não foi ele e mostre quem foi, mas a cada dia tenho menos esperança.

    Curtir

  5. 1. Quem planejou toda essa trama queria colocar com certeza a culpa no menino. Portanto, havia estudado a rotina dele e sabia as opções dele para chegar à escola.
    2. Tenho pra mim que provavelmente quando o carro deixou a casa no começo da madrugada e o pai foi morto, o menino poderia estar dormindo levemente dopado. E aqui há duas hipóteses:
    . ou foi colocado no carro adormecido (devendo ter vestido antes o uniforme escolar)
    . ou a mãe, no horário habitual, sob coação e ameaça, teria enviado o menino à escola de ônibus ou mesmo a pé (talvez até na companhia de alguém, que estivesse na casa ou que o estaria esperando nas proximidades).
    3. A pessoa que levou o carro durante a madrugada para próximo da escola, estacionou o carro onde sabia que havia uma câmera o suficiente longe e com pouca definição, para não detalhar o que se passava dentro do carro. Seria importante verificar uma possível passagem do menino por outras câmeras no percurso de casa até a escola. O que poderia fazer cair por terra toda essa hipótese de ele ter saído dirigindo o carro de madrugada.
    4. No caso de o menino ter sido levado inconsciente, a câmera então o flagraria de fato saindo do carro. No caso de ele não estar no carro, essa pessoa, talvez um conhecido da família, talvez até mesmo um policial “amigo” dos pais, teria ficado no local esperando que o menino aparecesse no seu trajeto. Quando o viu, desceu do carro, e oculto da câmera pelo próprio carro, entregou a chave ao menino, com alguma provável instrução da mãe. Talvez tenha sido instruído a pegar alguma coisa no carro para levar para a mãe na saída da escola. Por isso teria pedido ao pai do colega para parar pois precisava ir até carro da mãe. Essa nova gravação deveria confirmar a versão de que ele realmente saíra com o carro. Apenas a polícia afirma que, segundo os país, o menino já sabia atirar e dirigir. Ninguém da família teria conhecimento? É a palavra dos policiais; os mortos já não podem confirmar. Seriam esses policiais tão íntimos assim, mais que os próprios familiares? Duvido.
    5. Quando, pouco depois, o menino, depois de ter supostamente saído da direção do carro, é visto atravessando a rua, parece que ninguém mais se detém na área em que está estacionado o carro para ver se há alguma movimentação estranha.
    6. Ao chegar em casa, o menino foi “recepcionado pelo assassino”, que a esta altura poderia já ter matado a mãe, e o menino em desespero teria se jogado sobre ela e por isso o cabelo dela na sua mão. Em seguida, teria sido obrigado a segurar a arma e “ajudado a se suicidar”. Ou talvez, por pura perversidade e crueldade extrema, já que ela era o alvo principal de toda aquela chacina, a mãe ainda estaria viva e teria assistido ao assassinato do filho querido, e executada por último.

    Essa são coisas para serem pensadas e analisadas.
    É preciso saber se esse tal objeto que a polícia parece estar procurando e que provaria o caráter psicótico do menino, não será “plantado” na casa pelos “interessados” em confirmar essa versão da polícia. Na casa entra e saí qualquer um. No dia da tragédia, mais de 50 policiais reviraram e mexeram em tudo dentro da casa, eles que são treinados para “preservar o local do crime”.
    Tudo muito estranho

    Curtir

    • Concordo com você integralmente!

      Não sei como tem pessoas que, levadas pelas noticias mentirosas e calúnias, acreditam nessa historia da carochinha plantada pela polícia.

      Espero que um dia a verdade apareça.

      Curtir

  6. Eu acredito na inocência do menino marcelinho…..jogos não fazem um menino de bem, fazer isso com a família…….aí tem muitas coisas erradas……precisamos de justiça….. que acha os culpados…. EU ACREDITO EM DEUS!!!!!!! Eu acredito na Justiça de DEUS……

    Curtir

  7. Olha só joguei muito GTA nem por isso fiquei violento, nem todos tem influencia de jogos para fazer algo, isso é uma tentativa de esconder algo mais grave, me estranhou o fato do Delegado do Caso já dizer logo de cara que foi o menino. Isso não engulo até hoje, tem coisa ai.

    Curtir

  8. Bom dia, colegas.

    Este caso será encerrado com muitas dúvidas. Cada um têm a sua consciência. para mim não há dúvidas. Foi ele quem matou a todos e depois se suicidou. Um filho “bonzinho”, de pais militares “rígidos”, JAMAIS iria dormir dentro do carro na rua. Só se seus pais fossem LOUCOS. As peças estão se encaixando. Algumas pessoas diziam que ele era um “líder”, e havia comentado em amtar os pais. A ida
    a escola, só confirma que em seu pensamento queria provar e mostrar que era capaz de

    Curtir

  9. EU LI TODOS OS COMENTÁRIOS…DESCULPEM-ME, PODEM FALAR O QUE FOR DO MENINO, PRA MIM ELE É INOCENTE E PONTO FINAL, NINGUÉM MUDA MINHA OPINIÃO. E TENHO DITO!

    Curtir

    • existem muitos tipos de ignorantes…
      1- Aquele que não sabe absolutamente nada sobre alguma coisa
      2- Aquele que só procura saber dos fatos positivos de alguma coisa
      3- Aquele que busca compreender os dois lados da mesma estória
      4- Aquele que sabe de tudo sobre alguma coisa, mas prefere lutar por falsos ideais
      5- Aquele que não tem certeza de nada, mas não se mantem refém da hipocrisia.

      Curtir

  10. Conclusão de um psicologo amador: O mundo mágico de uma criança com pouca perspectiva de vida pela frente, a esperança de uma vida melhor depois da morte porque deus que é amor vai cuidar dele no paraíso e por isso ele tinha esta missão nesta vida, o que seria compensado apos a morte. A ideia de reencontrar com entes queridos e amados. E porque não leva-los juntos encurtando a saudade.Esta ideia do paraíso vendida pelas religiões, pode ter sido a causa e o motivo do crime. Quanto a um rapaz de 13 anos com 50 kg e 1,50, manusear uma .40, não ha dificuldade. Aprendeu na internet a dopar seus pais e avos, depois os matou claro que sem reação, talvez a mãe tenha levantado meio tonta. O papel higiênico na mochila não é novidade ele tinha problemas intestinais. Sabia dirigir, usou luvas como um profissional da televisão. Relatos indignados dos parentes e vizinhos são previsíveis, A declaração de uma vizinha é risível, ela viu dois homens saindo da casa e falando alto na calçada que estavam mortos la dentro, que um carro anotava o movimento da casa etc, só pode ser esclerosada. O Coronel é claro estava com muita raiva e pensou alto. Ele levou uma arma para escola, poderia estar pensando em levar mais alguém para o paraíso. Estas teorias de conspiração, são naturais nesses casos, inclusive dada a moral que goza nossa policia. Os nossos repórteres são escroques e dão a noticia faltando dados para manter sua próprias fantasias sensacionalistas.O menino começou mas talvez não sabia como terminar acabou nesta tragedia. É o que eu penso.

    Curtir

    • eu vi o seu comentário e realmente boa parte das coisas vista pelo seu ponto de vista fazem sentido, os laudos sobre o caso ainda não estão completamente prontos, mas vendo por certo ponto é meio que óbvio que o garoto tenha sido o culpado, em relação a sua teoria acho que a motivação não tenha tanta profundidade assim pela parte religiosa, talvez o excesso de protecionismo por parte dos pais em relação a sua doença tenham contribuído para isso, junte a isso os poucos momentos de contato que tinham por causa da rotina do trabalho, ações digamos assim um tanto questionáveis por parte dos mesmos, como a mãe ensinar a dirigir um automóvel e o pai ensinando a manusear armas de fogo, fora os momentos que ele poderia está ao lado dos amigos se divertindo de forma saudável sendo trocados pelo vício de games nada aconselháveis para pessoas de sua faixa etária de idade, sendo que neste ultimo exemplo se deixou influenciar de tal maneira que aos poucos começava uma certa mudança de comportamento, seus pais podem não ter notado nada de diferente, pode ser que tenham achado que isso seria algo natural para alguém que estivesse em sua pré-adolescência, mas os resquícios de uma futura tragédia avassaladora foram levados por seus colegas mais íntimos como apenas mais uma peça de suas muitas brincadeiras inocentes. Até aí não se tem uma idéia de quando ao certo o garoto tenha deixado de ver seus pais e suas profissões como modelo a ser seguido em sua vida, para então almejar segundo relato dos amigos se tornar um assassino de aluguel, talvez em sua mente confusa as aventuras vividas pelo personagens de games que ele jogava teria mais graça se fosse transposta para seu cotidiano, para tanto tentou forma um grupinho em particular com alguns colegas, as ações propostas por ele ao grupinho batizado como “Mercenários” eram no mínimo espantosas, e talvez nesse contexto possa vim a motivação que culminou com o assassinato por alguém cuja autoria seja tão contestada, e a proposta seria que para seus “status de energia” fossem aumentados, cada um deles “teriam que matar as pessoas que eles mais amavam”, é claro que seus amigos não atenderam tal proposta, vendo então que seus amigos não tinham coragem suficiente, resolveu então tomar a iniciativa, e tendo pais policias creio que vez ou outra buscava indagar sobre coisas relacionadas ao seus departamentos, entre elas a parte sobre os procedimentos investigativos sobre determinados homicídios, então sabendo o básico, tentou de sua forma fazer que suas execuções parecessem ter sidos feitas por um profissional, embora que em certas partes teria que contar com a sorte (como por exemplo que seus familiares dopados não tivessem tempo de reação após os primeiros tiros, e que seus vizinhos não se dessem conta dos barulhos desses tiros dentro da casa), a outra parte seria se focar em não deixar muitos vestígios sobre a autoria do crime, como lavar as mãos para retirar os resquícios de pólvora, dá um fim nas roupas usadas no momento do crime por causa dos respingos de sangue contidas nelas etc…Mas uma criança é uma criança, e mesmo que naquele momento tenha despertado um instinto assassino, não conseguiu ficar a vontade num cenário cheio de corpos como aquele, e foi aí que ele cometeu um grave erro, sair de sua casa pelo começo da madrugada e ser visto pelas câmeras dirigindo o carro de sua mãe, seu destino era quase incerto, mas mesmo assim terminou por parar á uma quadra da escola onde estudava, em sua mochila podia-se notar que poderia estava preparado para fugir e levar consigo até mesmo a vida de terceiros caso fosse necessário (nota-se porém que a arma dentro dela não havia munição, provavelmente com a pressa em sair de casa possa ter esquecido de levar as mesmas), e com forças tiradas sabe-se lá de onde revestiu sua mente isolando qualquer sentimento de culpa, pois somente assim não chamaria a atenção, sua guarda continuava alta, para tanto no fim das aulas resolveu não voltar para casa no carro da mãe, e chegando em casa de carona no carro do pai de um colega que ao tentar sinalizar aos pais dele que havia trazido o garoto, o mesmo fez o possível para contornar a situação e não alarmar sobre o ocorrido em sua casa, ao chegar em casa o garoto se deu conta que não poderia continuar com aquela farsa para sempre, misturando a isso todo o sentimento de remorso e angustia vindo á tona ao se dar conta da gravidade do problema que havia se envolvido, percebeu enfim que as consequências que seus jogos não mostravam, estava muito além da famosa tela de “game over”, não viu outra saída a não ser se matar ao lado de seus pais e quem sabe encontra-los numa outra vida buscando seu perdão, e esperar aos seus amigos em vida que o lembrasse apenas como aquele garoto inocente cujo sentimento de carinho não refletia apenas em fotos de família, mas também em cada momento que buscou nas pessoas amadas a força necessária para viver.

      Bom, mas isso tudo é apenas um ponto de vista da minha parte, não precisa levar a sério nada que esteja escrito aí, pois o caso não foi concluído e ainda existem muitas dúvidas a serem respondidas.

      Curtir

      • Total achismo.

        Atenham-se aos fatos, os fatos são estranhos, a polícia desde o começo colocou a culpa no garoto.
        Laudos preliminares, porém ,atestaram que a familia não estava dopada.
        O pai, pelo que o IML já divulgou, morreu cerca de 10 horas antes.

        Não há residuo de polvora em ninguém da familia e nem nas tais luvas achadas no c arro dois dias depois.

        Exame com luminol mostrou sangue no teto e nas paredes, sangue esse que foi limpo. A polícia procurou panos para logicamente dizerem que foi o menino que limpou tudo, mas não acharam.

        O tal policial Neto, do mesmo batalhão de Andreia e que mora na mesma rua, foi verificar pq ela não tinha ido trabalhar, ao meio dia. Ele alegou que não não tinha ninguém e estava tudo trancado. Alegou que voltou por volta das seis horas e as luzes estavam acesas. A polícia não foi atrás disso, não foi verificar quem estaria na casa.

        Quem é o pai do menino que deu carona? é o depoimento dele que diz que o garoto pediu pra não buzinar pq o pai estaria dormindo. Quem dá carona e pergunta se pode buzinar? faz sentido isso? quem é esse homem? é PM?

        O R7 levantou que existem 10 cameras no trajeto entre a casa e a escola. Por que a polícia não foi atrás dessas imagens?

        Tudo muito estranho demais.

        Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s