Os 5 grupos mais perigosos da sociedade brasileira


000000000000000-decalogo

Hoje a sociedade brasileira está assistindo a hegemonia de um partido por mais de uma década no poder. Com ele, grupos radicais, que até o passado caminhavam abaixo da esgotosfera, agora emergem com uma força de mobilização capaz de sequestrar a agenda política do país durante longos períodos.

Vejam abaixo os 5 grupos que eu julgo os mais perigosos e intolerantes da nossa sociedade atual (não nessa ordem, é claro):

1- Petistas & esquerdistas em geral

Depois de mais de 10 anos no poder o PT conseguiu construir uma maioria histórica no Congresso, aliando-se com os setores mais pérfidos da política brasileira. O Mensalão foi a prova que o partido não respeita as instituições democráticas. A tentativa de criar o Marco Regulatório da Imprensa e o Conselho Federal de Jornalismo mostrou que não respeitam a liberdade de imprensa. O uso indiscriminado do assistencialismo para praticamente comprar o voto dos mais pobres hoje dá ao partido um eleitorado fiel que varia de 20% a 25%.

2- Feminazis

Ao invés de defenderem direitos legítimos das mulheres(combate a violência doméstica e ao estupro, igualdade salarial, etc), essa classe conhecida como feminazis é conhecida por defender energicamente a ideologia assassina do abortismo. Para elas, o feto não tem direito a nada, é apenas uma coisa, enquanto que a mera vontade da mulher deve ser absoluta frente a existência de um outro indivíduo. Repetem mil vezes o mantra falacioso de que o feto faz parte do corpo da mulher e não toleram o contraditório. Seu principal alvo é a igreja católica e qualquer outra insituição que zele pela moral. Com seus peitos as vezes à mostra, profanam igrejas, destroem símbolos religiosos e afrontam a qualquer um que passe pelo seu caminho.

3- Profissionais do racismo

Esse grupo é menosprezado, mas possui objetivos conhecidos, não tendo fracassado em implementá-los. A intenção deles é que o Estado passe a julgar as pessoas com base em critérios raciais, mesmo sabendo que todos somos da mesma raça – a humana. Além disso, querem eternizar a auto-identificação das pessoas de acordo com suas respectivas “raças”. Desta forma, defendem uma noção de “igualdade racial” que na prática se consiste na desigualdade para alguns em virtude da raça da qual se identificam. O que mais abominam é que os cidadãos sejam tratados com igualdade, pois isso, na cabeça deles, é racismo. Esquecem-se que são eles os verdadeiros racistas.

Obs: sou favorável às cotas aos pobres. O que me oponho é as cotas por critérios racistas.

4- Defensores das drogas

Não se trata daqueles que defendem relaxamento das políticas de combate às drogas ou daqueles que acham que a maconha deva ser legalizada. Esse grupo defende que, assim como na Holanda, certas drogas sejam pagas com dinheiro público aos adictos. Além disso, defendem a legalização de todas as drogas, mesmo daquelas que provocam comprovada dependência e prejudicam a saúde. Quando questionados, afirmam que a culpa pela violência é da sociedade hipócrita que proíbe a venda de drogas; contudo, se esquecem que são eles e seu vício que financiam todo esse sistema criminoso.

5- Militantes ateístas

É bom deixar claro que todos têm direito de crer ou não crer, e que a maioria dos ateus respeita o proselitismo das religiões. No entanto, estamos assistindo, principalmente de alguns anos pra cá, um crescimento no número de radicais militantes do ateísmo. Eles não apenas fazem proselismo de sua não-crença como ofendem e desrespeitam as fés dos outros. Até ai tudo ok. O problema é que a beligerância de tais grupos pode vir a causar conflitos com religiosos, devido a concepção radical que eles têm do que viria a ser Estado laico ( que ele teimam em confundir com Estado ateu). O objetivo deles é literalmente banir do mundo qualquer vestígio de religião.

*6- Menção honrosa para gayzistas e fundamentalistas religiosos

Seria desonestidade da minha parte fazer um texto sobre esse assunto sem mencionar o fundamentalismo religioso e o gayzismo. Enquanto que um avança contra a laicidade estatal e contra os principais avanços da sociedade moderna; o outro avança contra as liberdades religiosas e de expressão. Como sinal do fundamentalismo religioso temos a PEC 33 e a PEC 99. Já o gayzismo, com o Kit Gay e a PL 122. Destaque para os gayzistas, que não toleram a crítica e acusam de homofóbicos os seus opositores.

Anúncios

2 thoughts on “Os 5 grupos mais perigosos da sociedade brasileira

  1. Síntese perfeita da realidade atual. Parabéns!

    Curtir

  2. Esses fdp não intendem que todo radical se torna idiota.
    Amam sua raça acima da especie humana sua ideologia acima do direito de liberdade e livre arbítrio sua pátria mais que o mundo.
    Querem que suas ideias sejam verdades absolutas mas, VERDADEs ABSOLUTAS NÃO EXISTEM mesmo na ciência verdades e teorias CONSIDERADOS FATOS IMUTÁVEIS duram no máximo 10 anos ate ser desbancada por outra mais complexa
    O que se dica de profissões humanistas (como medicina,direito,politica,psicologia etc..).

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close