PV cogita lançar Gabeira e deixa Marina sem opções para fazer alianças


Até semanas atrás, era certo o apoio do PV à candidatura presidencial de Marina Silva. Porém, do ponto de vista programático, a aliança entre o PV e a futura Rede Sustentabilidade (que ainda precisa ser legalizada) sofre resistência de militantes de ambos os lados, segundo reportagem do  Estadão.

Partido de aluguel
Comandado com mão de ferro por José Luiz Penna, o PV não ficou contente de ter sido usado como legenda de aluguel por Marina em 2010, quando Marina obteve  20 milhões de votos. De sua parte, os marinheiros que deixaram a sigla com a líder ambientalista não engolem o núcleo duro da legenda. “O PV é um partido sem democracia interna, com pouca participação da militância nas decisões”, afirma Pedro Ivo, membro da executiva provisória da Rede.

Motivo da saída de Marina do PV
“A aproximação seria interessante para o PV e para Marina, mas a resistência é recíproca. O campo que os dois ocupam é pequeno demais para os dois”, diz Gabeira. A democracia interna de que fala Pedro Ivo também foi cobrada de Penna por Marina. Em contrapartida, os apoiadores de Penna acusaram a ex-ministra de querer dominar a sigla. A situação ficou insustentável quando a ex-senadora passou a defender abertamente a saída de Penna da presidência. O embate terminou com a saída de Marina em julho de 2011. Falava-se na criação de um novo partido, que poderia se chamar Partido da Causa Ecológica. Dois anos depois, a sigla seria batizada de Rede.

Possíveis alianças
Hoje o deputado Alfredo Sirkis (RJ), que continua no PV até a legalização da nova legenda, é um dos poucos defensores de uma aliança. O problema da Rede é simples. Se descartar uma aliança com o PV, sobram poucos partidos com os quais poderia se unir. A agremiação sonha com PPS, PSOL e PSB e lança mão do bom desempenho de Marina nas pesquisas atualmente.

Consequência

Uma eventual candidatura de Gabeira acabaria prejudicando Marina, pois a deixaria sem tempo de televisão. Além disso, Gabeira invariavelmente disputaria votos preciosos com Marina. Portanto, o recalque do PV apenas beneficia as chances de vitória da presidente Dilma, que contará com uma ampla base de apoio e com pelo menos 10 minutos no horário eleitoral em 2014.

Fonte: Brasil 247

Anúncios

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s