Protestos contra Sérgio Cabral chegam até São Paulo e ele perde um ponto de aprovação POR DIA!


Amarildo

Amarildo Souza Lima era morador da favela da Rocinha desaparecido desde o dia 14, quando foi abordado por policiais militares da UPP, elevado à condição de mártir dos protestos de rua no Rio. Isso foi o estopim para que Cabral, governador do Rio, visse mais uma onda de protestos o ter como principal alvo. Por incrível que pareça, até em São Paulo ocorreram manifestações contra o governador do Rio, que foram marcadas por  pancadaria e vandalismo.

Perdendo um ponto por dia

Em 1 de julho o Datafolha divulgou pesquisa onde Cabral tinha 25% de ótimo+bom e 36% de ruim+péssimo. Agora em pesquisa realizada entre 9 e 12 de julho, o Ibope informa que Cabral tem 12% de ótimo+bom -caindo à metade em 10 dias- e 50% de ruim+péssimo, piorando 14 pontos.  Cabral vem perdendo em julho UM PONTO POR DIA.

Jornada Mundial da Juventude

Cabral tentou de todas as formas capitalizar em cima da figura do papa. No entanto, as fotos ao lado do pontífice não surtiram o efeito desejado. A JMJ, evento-problema do momento, com falhas de planejamento que obrigaram o cancelamento de toda a agenda prevista para o Campo da Fé, em Guaratiba. Engarrafamentos, interdição de quase todo o bairro de Copacabana, críticas aos gastos públicos e ameaça de ações movidas pelo Ministério Público.

Fugindo da responsabilidade

Na última semana, Cabral tentou mais conectar-se com o povo. Recebeu a família de Amarildo e ofereceu proteção, para o caso de serem alvo de algum tipo de ameaça. E tentou passar para os ombro de seu secretário de Segurança, José Mariano Beltrame, a responsabilidade sobre o que acontece com a polícia – outro alvo frequente das manifestações. “Delego a meu secretário de Segurança”, disse o governador, ao responder sobre as acusações que pairam sobre a PM.

Conclusão

Com Cabral no comando do Estado estamos vendo a Jornada Mundial da Juventude se tornou uma Jornada Mundial da Imcompetência. Se o Campo da Fé não pode ser usado infelizmente o Campo da má-fé está em pleno uso pela máfia que comanda o Rio. Logo, como a cada dia Cabral perde um ponto de aprovação, dificilmente deve chegar inteiro até o final de seu mandato. Talvez até renuncie e entregue o pepino pro Pezão. Seria uma excelente forma de Cabral sair do poder com o pezão esquerdo. Fonte: Veja & Cesar Maia

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s