Religiões na cidade de São Paulo (IBOPE)

Católicos 60%

Evangélicos 21%

Agnósticos/ateus 9%

Espíritas 5%

Judeus 1%

Religiões afro 1%

Budistas 1%

Testemunhas de Jeová 1%

Outras 2%

Católicos

Segundo o Ibope, os católicos se distribuem de forma consideravelmente homogênea pelas regiões da cidade, mas com maior concentração na zona Sul 1 (65%) e em menor número na zona Leste 2 (52%).

Crentes

Ainda em São Paulo, outros 21% da população se declara evangélicos. Eles se concentram em maior percentual na zona Leste 2 (30%) e em menor proporção nas zonas Sul 1 (12%), Oeste (14%) e no Centro (12%). No Brasil, evangélicos somam 22% da população, percentual que em 2000 era de 15%.

Outras religiões

No total, 9% dos moradores de São Paulo dizem não ter religião, serem agnósticos ou ateus, com maior concentração do grupo entre os que residem da região Central (13%). Entre os brasileiros, a média é de 8%.

Já os espíritas somam 2% da população do país, mas representam 5% da população paulistana. Em São Paulo, os seguidores do espiritismo estão em maior número na zona Sul 1 (8%) e com menor concentração na Sul 2 e Leste 2, ambos 3%.

Religiões afrobrasileiras, testemunhas de Jeová e budistas representam 1% da população paulistana cada.

Judeus não somam 1% da população da cidade, mas representam 3% dos moradores do Centro e 1% dos que vivem nas zonas Leste 2 e Oeste. Outras religiões somam 2% da população.

Religião e renda

Quando analisado a renda familiar da população de acordo com as religiões, os judeus apresentam a maior média: R$ 13.415,66. Na sequência aparecem os espíritas, com renda média de R$ 7.224,49 e budistas, com renda em torno de R$ 6.934,19. Católicos têm renda média de R$ 5.116,54, seguidores de religiões afrobrasileiras, R$ 5.039,94, sem religião, agnósticos e ateus, R$4.954,74, evangélicos, R$ 3.301,60 e testemunhas de Jeová R$3.267,47.

Grupos evangélicos

Anúncios