1 – Amigos dos empresários

Viajou no jato do futuro ex-bilionário Eike Batista pra ir à festa do amigo empreiteiro que tem contratos de R$ 1 bilhão com o governo do Estado do Rio de Janeiro. (O Globo)

2- Estádios faraônicos

Em sua gestão, o Rio viu bilhões de reais custeados com o dinheiro público via BNDES serem derramados em estádios enquanto a saúde e a educação estão em péssimas condições. Para fechar com chave de ouro, o Maracanã custou mais de 1 bilhão e ainda quem venceu sua  licitação foi justamente o grupo EBX, ligado a Eike Batista. É óbvio, o valor que a EBX teria que pagar para poder lucrar com o estádia seria de apenas 180 milhões.

3- Juquinha e o voo das babás

Depois de comprar um helicóptero de 12 milhões de reais , Cabral teve o despudor de levar em voos para sua mansão em Mangaratiba (avaliada em mais de 3 milhões de reais) até as babás de seus filhos. Por incrível que possa parecer, o dinheiro público serviu também para transportar até o cãozinho de seu filho, Juquinha. Pobre Juquinha, não sabe o quanto nos custa.

4- Isentou impostos
Renunciou R$ 50 bilhões para os cofres do Estado, beneficiando as empresas do amigo empresário, termas, motéis e até mesmo o cabeleireiro da primeira-dama Adriana Ancelmo Cabral. (Veja)

5 – Primeira-dama

Achou ético e moral que a primeira-dama, apesar de ter uma função pública, represente com o seu escritório de advocacia a Supervia e o Metrô Rio, concessionárias do governo. (Estadão)

6 – Muito solidário

Permitiu que a mesma primeira-dama recebesse, através de sua ONG Rio Solidário, toneladas de aço e ferro dos desmontes dos bondes tombados de Santa Teresa como doação para revenda. (Blog do vereador Paulo Messina)

7 – Bondinho

Descumpriu decisões judicias e sucatear os bondes de Santa Teresa, que são um símbolo da cidade, causando a morte de sete pessoas. (Jornal do Brasil) Além disso, manteve o empresário Julio Lopes à frente da Secretaria de Transportes, como se nada disso tivesse acontecido.

8 – Publicidade

Prometeu em campanha diminuir os gastos com publicidade, mas no governo aumentá-los para R$ 99 milhões ao ano. (Estadão)

9 – Polícia

Gastou com a terceirização de veículos da Polícia Militar valor suficiente para triplicar a frota. (Extra)

10– UPAs

Construiu Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) pré-moldadas de metal mais caras do que as de alvenaria. (O Globo)

11 – Bombeiros e médicos

Chamou de vândalos e irresponsáveis os bombeiros que em qualquer lugar do mundo são chamados de heróis. Não satisfeito, em outra oportunidade chamou médicos grevistas de vagabundos. Ao debochar de médicos e bombeiros, é visível que Cabral tem muito pouco apreço pela vida humana.

Em entrevista defendeu a legalização do aborto dizendo: “Quem nunca teve uma namoradinha que precisou abortar? “ Engraçado que esse hipócrita defende o aborto para os pobres, mas a vida dele ele acha que deve ser protegida.

12- Palácio das Laranjeiras

Mesmo podendo economizar recursos públicos morando na sede do governo do Rio, Cabral prefere morar num apartamento no Leblon, numa das ruas mais caras do Rio de Janeiro. Ao invés de ir de carro para o trabalho, Cabral parece que tem uma obsessão por andar de helicóptero. Quando questionado sobre a farra que faz com a verba pública, respondeu: “Outros  fazem também”.

13- Gangue dos Guardanapos

Cabral tem uma verdadeira paixão por Paris, já tendo batido todos os records de governante brasileiro que passou mais tempo na Cidade-luz. Numa dessas muitas viagens, secretários do seu governo comemoraram com guardanapos na cabeça uma negociata feita com o empreiteiro da Delta Fernando Cavendish.

Obs: Já está muito de noite e tenho que dormir. Infelizmente, os motivos não param por aqui. Quem sabe qualquer dia eu faça uma parte 2 com mais 20 motivos para colocar esse governador no olho da rua.

Anúncios