Parte 2: 10 motivos para ser contra a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro (JMJ 2013)


10 motivos para ser contra a Jornada Mundial da Juventude

1- Cada um no seu quadrado

Vocês já imaginaram se a Igreja Universal do Reino de deus resolvesse organizar um evento no Rio que contasse com milhões de investimento público? Creio que o Brasil todo já estaria se contorcendo de raiva. O Brasil, como país tolerante às religiões, deve sempre permitir seus eventos e manifestações, desde que não seja usado um centavo do dinheiro público. Se uma religião quer organizar algo, que faça com o dinheiro de seus fiéis.

2- Sectarismo religioso

Destinar recursos públicos para a JMJ num momento de tanta turbulência política pode ser algo extremamente danoso a nossa sociedade. Vale ressaltar que já existem grupos de evangélicos que irão organizar protestos contra o evento. Também já tem um monte de ateístas militantes e esquerdistas que vão aproveitar a situação para criticar a igreja católica. Como se tudo isso não fosse o suficiente, grupos de homossexuais preparam um beijaço gay para ocorrer na hora da JMJ. As chances de confronto são reais.

3- 5 milhões

A deputada da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, Myrian Rios, destinou 5 milhões para o evento católico. Sendo Myrian Rios do movimento carismático da Igreja Católica, houve  um claro privilégio à religião católica. Ou seja, um valor exorbitante é gasto para tratar bem os visitantes católicos que vierem a JMJ, no entanto, a população do Rio agoniza com péssimos serviços.

4- 8 milhões

O MP-RJ ajuizou uma ação civil pública solicitando a suspensão imediata do edital de licitação publicado pela Prefeitura do Rio com a finalidade de contratar serviços de saúde para a JMJ, e obrigar os organizadores da JMJ a executar a assistência médica do evento. A liminar tende a “impedir a aplicação de recursos públicos em um evento de natureza privada”,  explicou o órgão. O edital de licitação estabelecia o valor de R$ 7.840.636,54 a ser pago pelos serviços de saúde. 

5- Bom investimento?

Não cabe avaliarmos se o evento é ou não um bom investimento. O dinheiro dos impostos do contribuinte devem ser destinados para os serviços públicos, não para custear eventos de um público específico. Se a Marcha para Jesus desse retorno financeiro, ainda assim seria errado colocar dinheiro público no evento. Se a Parada do Orgulho Gay desse retorno financeiro, ainda assim seria errado colocar dinheiro público no evento.

6- Segurança do Papa
Segungo matéria do O Globo do dia 11, o governo brasileiro gastará 118 milhões de reais para trazer o Papa ao Brasil. Segundo o jornal, o governo federal gastará 62 milhões, sendo 30 milhões apenas para a segurança do religioso. O efetivo de segurança será de 10.700 homens armados até os dentes. A igreja vai colaborar com cerca de 2.000 seguranças, mais de 10% do efetivo. Já o município e o estado gastarão juntos 28 milhões. 

Será mesmo que esse investimento todo é só porque o Papa é chefe de Estado? Será que o Brasil tem esse gasto para proteger outros chefes de Estado? Será que gastamos milhões com a visita do presidente da Bolívia?

7- Pão sagrado

Um dos gastos é para a distribuição de mais de 4 milhões de óstias. Quem dera os pães fossem multiplicados, pois economizaria muito dinheiro público.

8- Marcha para Jesus

Levando em consideração que a “ajuda” vinda do governo para a Marcha para Jesus foi de 2 milhões de reais, podemos imaginar que a JMJ custará mais de 50 Marchas para Jesus. O mais correto seria o Vaticano reembolsar esse valor ao povo brasileiro em troca de ajuda ao nosso povo sofrido do Nordeste.

9- Incentivo fiscal

Agora já tem até deputado da Alerj dando incentivo fiscal para as empresas poderem colaborar com a JMJ. Já imaginou se o Estado isentasse de impostos o cidadão que colaborasse com uma religão? Bastaria dar o dízimo para não pagar parte dos impostos. Esse incentivo fiscal é mais uma forma de diminuir a contribuição da saúde, educação e transporte.

10- Transporte grátis

FOLHA DE SÃO PAULO: “Em nota, o governo estadual afirmou que vai fornecer passes de transporte para peregrinos no valor de R$ 26 milhões. O comunicado não mencionou outras eventuais participações nos custos da jornada.” 

Em outras palavras: enquanto o povo paga caro para se locomover no caos urbano das nossas grandes cidades, os peregrinos terão o privilégio de receber passes de transporte.

Anúncios

6 thoughts on “Parte 2: 10 motivos para ser contra a Jornada Mundial da Juventude no Rio de Janeiro (JMJ 2013)

  1. Enquanto trabalhadores, mulheres e crianças tem sua vida ceifada vitimas da marginalidade, líder religioso terá esquema de segurança contando com cerca de 10,700 homens e transporte aéreo que custará 1 milhão de reais, fico espantado que tanto dinheiro seja gasto na recepção de um homem que diz querer “uma igreja pobre para os pobres”

    Curtir

  2. Caro Marlon, obrigado pelo comentário.

    Pra quem deveria contar com a proteção divina, realmente 10 mil homens é um exagero.

    Devemos olhar esse episódio com pragmatismo para não cairmos no recalque. O papa Francisco é um símbolo de humildade na igreja católica. Tenho certeza que ele vai lutar pra mudar muita coisa errada que existe lá.

    O que você disse faz sentido, porém não cabe ficar culpando o papa, pois ele é um chefe de Estado. Já pensou se algum fanático resolve tentar matá-lo aqui no Brasil? A parte dele ele fez: pediu um voo comum para vir e o menor quarto que tinha.

    Infelizmente, esse evento mostra como tudo aqui no Brasil é uma zona. Em Madrid a JMJ custou 150 milhões e trouxe lucro para cidade, quero ver como é que vai ser aqui.

    Curtir

  3. Isso se resume a 6 letras : I-N-V-E-J-A
    Não importa o quanto gastou na Marcha para Jesus , porém gastou não é ?
    Os mesquinhos , ridiculos e sem morais da religião protestante eu acho que vivem para criticar a religião católica
    Eles se encomodam demais com o tanto de dinheiro gasto com a proteção de uns dos maiores icones da igreja CATÓLICA APOSTOLICA ROMANA , que não ve( ou fingem que não vê ) a grana deles indo para o bolso dos senhores pastores donos da verdade
    E ELES TEM QUE PENSAR QUE SE FOREM GASTOS 5 MILHOES PARA A JORNADA MUNDIAL DA JUVENTUDE , E TERÃO EM MÉDIA 2 MILHOES DE JOVENS , SE CADA UM GASTAR 3 REAIS . NÃO SERÃO DEVOLVIDOS 5 MILHOES , MAIS SIM 6 , E ELES PODEM TER CERTEZA QUE OS JOVENS GASTARÃO MUITO MAIS
    ENTÃO , eles tem que PARAR , OLHAR , OUVIR e R-E-V-E-R-E-N-C-I-A-R essa Religião que é FODA

    Curtir

  4. Você é católica pelo jeito né?
    Pois então, não aprendeu nada do que Jesus ensinou.
    Se bem em lembro, “não saia de vossa boca nenhuma palavra torpe” está na bíblia.
    Se bem me lembro, “da mesma boca não pode sair benção e maldição” também está.
    Se bem me lembro, “amais o próximo como a ti mesmo” é um mandamento do próprio Jesus.
    Se bem me lembro, “amai os vossos inimigos e orai por aqueles que vos perseguem” também foi Jesus quem disse.
    Se bem me lembro, Jesus também disse: “não julgueis, para não serdes julgados, pois com o mesmo rigor com que julgares, também sereis julgados”.
    Não lembro de Jesus ter dito para xingar as pessoas que não concordam contigo, nem julgar o que as pessoas fazem ou deixam de fazer com o seu próprio dinheiro.
    Ainda tens muito a aprender…

    Curtir

  5. Cara Carol, obrigado pelo comentario.

    1- Me desculpe, mas eu acho que você foi muito agressiva na sua crítica a essa outra religião.

    2- Infelizmente sou obrigado a discordar de um ponto do seu comentário. Os crentes ( segundo a última pesquisa Datafolha, 50% contribuem para suas igrejas) dão dinheiro para seus pastores de forma voluntária. Já esse dinheiro dado a JMJ vem do imposto compulsório de toda a população. Creio que cada um faz com o seu dinheiro aquilo que quiser.

    Essa discussão crente x católicos é tão infantilóide que nem vou comentar.

    3- Se o Estado estivesse empregando metade desse dinheiro para um evento da Igreja Universal com certeza todos estariam criticando.

    4- Sou a favor da visita do Papa, o que não concordo é com a gastança de dinheiro público. Aliás, não precisar ser nem o Papa. A visita do famigerado Barack Obama custou mais de 200 milhões de reais. Isso tem que mudar.

    Curtir

  6. Boa Tarde,
    desculpe o comentário num post antigo, mas é que gostei do blog e o estou lendo aos poucos. Concordo com o texto acima, mas a Marcha para Jesus também tem utilizado dinheiro público. 2,5 milhões, no último evento. Eu também sou contra o financiamento, mas para todas as religiões.
    Um abraço

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto:
search previous next tag category expand menu location phone mail time cart zoom edit close