Fracassam os protestos da Centrais Sindicais: vandalismo, brigas e baderna


 

Não se enganem pela foto. O protesto foi pacífico.

Fracassou a tentativa dos movimentos sociais de chamarem o povo para protestar ao lado deles. Diferente dos protestos de junho, que nasceram espontaneamente, o ato desta quinta foi convocado e propagandeado por movimentos sindicais aliados do PT.

Pauta das Centrais Sindicais

 

A pauta das passeatas também foi outra: no lugar da redução das tarifas de transporte entraram antigas reivindicações, como a redução da jornada de trabalho para 40 horas semanais e o fim do fator previdenciário. Nas ruas, a militância uniformizada não teve apoio da população e os atos reuniram apenas militantes e filiados a sindicatos. Os dirigentes das centrais, capitaneados pela CUT já haviam firmado um acordo para poupar a presidente Dilma Rousseff de críticas.

Oportunismo
O “Dia Nacional de Lutas” é promovido anualmente pelas centrais, mas tradicionalmente se concentrava em Brasília. Neste ano, entretanto, após a onda de manifestações de junho, os sindicalistas tentaram pulverizar suas ações. Outros movimentos ligados aos partidos de esquerda também tentaram pegar carona nas mobilizações, como o MST.
Vandalismo

No Rio de Janeiro, a marcha concentrou 10.000 pessoas e teve cenas isoladas de vandalismo protagonizadas por manifestantes infiltrados – encapuzados e sem os logotipos das centrais sindicais. Doze pessoas foram presas e oito menores apreendidos.
Em São Paulo, a principal passeata reuniu 7.000 pessoas e bloqueou a Avenida Paulista por 3 horas. A cidade, entretanto, que havia se programado para um dia de caos, não registrou problemas no trânsito e as linhas de trens e de metrô circularam normalmente.

Prejuízo

O balanço final da PRF informa que ocorreram 66 interdições em 17 estados, nas rodovias federais. Somente no Rio Grande do Sul, foram dezenove pontos de bloqueio. No Paraná, 4 pessoas foram presas ao descumprir um mandado judicial que determinava a liberação da BR-277.  Cerca de 5.000 pessoas fizeram uma das maiores interdições na Rodovia Presidente Dutra, em Guarulhos (SP). Mas, na maioria dos casos, grupos pequenos provocaram transtornos e filas quilométricas bloqueando as vias com pneus incendiados.

Só faltou um angry bird preto na ponta desse estilingue para que tudo fosse pelos ares.

Previsão acertada
Como já havia previsto ontem, esses protestos foram um enorme fracassso, sendo que  só serviram para tumultuar o transporte público e causar prejuízo a nossa economia. 

Anúncios

2 comentários

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s