10 motivos para ser contra a super greve do Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilizações


 

Contra-ataque da esquerda

Hoje o Brasil será palco de algumas manifestações de movimentos sociais, no que foi apelidado de Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilizações. Resumindo, grupos sociais que sempre andaram ao lado do PT agora vão protestar contra a Globo e o Congresso pelo simples fato desses órgãos não serem tão esquerdistas quanto eles. Sendo assim, tem muita gente que pode, no afã de participar de mais um protesto, querer participar desse “Dia de Greves”, no entanto, é preciso destacar que ao participar desse evento, você apenas estará apoiando a pauta radical defendida por esses parceiros do PT.

Só a título de curiosidade, retiro do site da central dos trabalhadores qual seria a pauta dessas manifestações:

Confira abaixo as bandeiras de luta:

– Fim do fator previdenciário
– 10% do PIB para a Saúde
– 10% do PIB para a Educação
– Redução da Jornada de Trabalho para 40h semanais, sem redução de salários
– Valorização das Aposentadorias
– Transporte público e de qualidade
– Reforma Agrária
– Mudanças nos Leilões de Petróleo
– Rechaço ao PL 4330, sobre Terceirização.

Propostas incluídas pelos movimentos sociais:

– Reforma política e realização de plebiscito popular
– Reforma urbana
– Democratização dos meios de comunicação.

Denúncias

– O genocídio da juventude negra e dos povos indígenas.
– A repressão e a criminalização das lutas e dos movimentos sociais.
– A impunidade dos torturadores da ditadura.
– Somos contra aprovação do estatuto do nascituro
– Somos contra a redução da maioridade penal.

Com informações do MST

10 motivos para ser contra a super greve do Dia Nacional de Luta com Greves e Mobilizações

1- Fim do fator previdenciário

Como fiz não uma, mas dois projetos finais sobre a nossa previdência, posso afirmar: o fator beneficiário é fundamental para a sustentação do nosso sistemo, sem ele, não haveria como pagar as aposentadorias de tantas pessoas que contribuiram por menos tempo do que sua expectativa de sobrevida.

2- Redução da Jornada de Trabalho para 40h semanais, sem redução de salários

HAHA! Reduzir o trabalho sem redução de salário. Em tese isso é maravilhoso, na prática, isso implicaria em ter que diminuir as horas de produção, e consequentemente a produção de todo o país. Além disso, o  empresário com menos produção e com igual gasto com pessoal seria obrigado a demitir, para depois contratar funcionários por um salário menor do que o atual.

3- Valorização das Aposentadorias

Hoje os valores das aposentadorias são desvalorizados pois nosso sistema previdenciário se consiste numa pirâmide financeira, onde é a contribuição dos trabalhadores que paga a pensão dos aponsentados. Sendo assim, como a proporção de aposentados por trabalhadores só tende a aumentar, a tendência é a falência desse sistema. Reinvindicar valaorização é inútil sem que seja reinvidicado uma reforma no sistema intergeracional da nossa previdência.

4 – Reforma Agrária

No papel é adorável, no entanto, fixar o homem no campo, num contexto econômico de baixo valor agregado do preço das commodities é loucura. Esses trabalhadores rurais devem receber auxílio, incentivo e educação do governo para irem para a cidade, onde existem melhores oportunidades e empregos.

5 – Reforma política e realização de plebiscito popular

Reforma política sim, mas que reforma política eles defendem? Ao que sabemos, esses movimentos sociais querem o plebiscito o mais rápido possível para que o plano de reforma política do PT possa ser implementado. Se isso ocorresse, a criação do financiamento público de campanha e do voto em lista seriam mecanismos que poderiam eternizar ainda mais o PT no poder.

6 – Democratização dos meios de comunicação

Não se enganem, eles estão demandando o Marco Regulatório da Imprensa proposto pelo PT para poderem regular quais são as matérias que podem e que não podem ser veiculadas. Isso é censura!

7 – O genocídio da juventude negra e dos povos indígenas

Não existe genocídio no Brasil da juventude negra porque nossa juventude não é morta simplesmente porque é negra, o que ocorre é a repressão policial em áreas periféricas, onde são mortos muitos jovens ligados ao tráfico, mas é bom frisar que não são mortos por serem negros e sim em função de sua condição social. O genocídio brasileiro não deve ser racializado, pois morrem anualmente mais de 50 mil pessoas em virtude de crimes violentos.

8 – Somos contra aprovação do estatuto do nascituro

Olha só. Eles são contra o suposto genocídio da juventude negra, mas são favoráveis ao aborto – sendo que 75% dos fetos abortados são negros. O estatuto do nascituro não retira da mulher estuprada o direito de abortar, o que ele impõe é a ajuda de custo para que a mulher estuprada que não queira abortar possa ter uma gestação protegida. Ele querem dinheiro para o aumento das aposentadorias, mas dinheiro para salvar uma vida para eles é desperdício.

9 – Somos contra a redução da maioridade penal

Essa é a demanda mais absurda! Ser contra que um bandido que mata, rouba e estupra pague por seus crimes. Para eles, está muito boa essa nossa lei que prega a impunidade. O criminoso deve pagar por seus crimes, independente de sua idade.

10- Apoio ao PT

Esses protestos apenas irão elevar a pauta coletivista do PT, que fará uma demonstração de força através de todo o prejuízo causado por essa greve.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s