Dilma quer obrigar médicos a trabalharem 2 anos no SUS: 5 motivos para ser contra, 5 motivos para ser a favor



Fonte: Estado de São Paulo

O curso de medicina passará de 6 para 8 anos a partir de 2015. A mudança integra um pacote de medidas anunciado nesta segunda pela presidente  para ampliar a oferta de médicos e melhorar sua formação. Definida numa Medida Provisória, a ampliação deverá ser regulamentada pelo Conselho Nacional de Educação, num prazo de 180 dias.

Experiência externa

O programa, batizado de Mais Médicos, inclui ainda o recrutamento de profissionais estrangeiros para trabalhar em áreas prioritárias, a abertura de 11.447 novas vagas para graduação e outros 12.376 postos de especialização em áreas consideradas prioritárias até 2017. O novo formato do curso de Medicina é inspirado no modelo existente em países como Inglaterra e Suécia.

PREÇO

Concluído o curso de 6 anos, o estudante passa para um segundo ciclo, de dois anos, onde terá de atuar em serviços públicos de saúde. A exigência do segundo ciclo valerá tanto para estudantes da rede pública quanto privada da ensino. No período em que trabalharem nos serviços públicos de saúde, estudantes receberão uma bolsa. Os valores ainda não foram definidos. O governo calcula, no entanto, que ela ficará entre R$ 2,9 mil a R$ 8 mil.

5 motivos para ser a favor do trabalho compulsório de 2 anos os estudantes de medicina no serviço público

1- Tempo

A medida só vale para quem se formar em 2015, por isso não muda nada para quem já é médico. O único beneficiado seria o serviço público, que contaria com o trabalho de médico recém-formados para ajudar a falta de profissionais habilitados. Vale ressaltar que esse “estágio” poderá ser bom também para os médicos, que aprenderão a trabalhar nas condições mais difíceis desde cedo.

2- Valorizando o que é nosso

Diferente do que foi planejado inicialmente pelo governo, agora o plano é suprir a carência de médicos com profissionais brasileiros, que sabem a nossa língua e a realidade do nosso povo. Além disso, o preço do trabalho de jovens médicos é bem inferior ao de profissionais estrangeiros. Sendo assim, será feito mais com menos.

3- Curso de medicina em 8 anos?
Não é que o curso de medicina será de 8 anos, haverá um ciclo de dois anos, em que o estudante passará por um estágio obrigatório (e bem-remunerado) no serviço público antes de receber o registro definitivo no CFM. Ademais, o perfil do estudante de medicina é o de pessoas mais abastadas, que podem fazer esse sacrifício em benefício ao nosso pobre povo.

4- Segundo ciclo

Além disso, “o segundo ciclo poderá ser aproveitado para abater um ano de curso de residência em especialidades básicas, como medicina de família, ginecologia, obstetrícia, pediatria e cirurgia geral. Há também a possibilidade de o período ser incluído na contagem para cursos de mestrado. A forma como isso será feito também está nas mãos do Conselho Nacional de Educação”.

5- Diminuição do ciclo

E mais: “Há a possibilidade de o primeiro ciclo, atualmente de seis anos, ser reduzido para cinco. O assunto, no entanto, ainda terá de ser debatido pelo Conselho Nacional de Educação. A intenção é se aproximar do modelo inglês, onde a duração do primeiro ciclo varia entre 4 a 6 anos, treinamento supervisionado dura outros dois anos e a especialidade médica, 3 a 8 anos.”

Se o primeiro ciclo pode durar cinco anos e o segundo pode abater um ano da residência, não mudaria nada. Ou melhor, muda. Os médicos ganharão mais e trabalharão mais com saúde da família. De acordo com o governo, a ideia é ampliar a formação do profissional e driblar a especialização precoce, pois a partir do 4º ano, estudantes concentram suas atenção nas áreas com que têm mais afinidade, deixando de lado pontos considerados essenciais para o atendimento do paciente.

5 motivos para ser contra o trabalho compulsório de 2 anos os estudantes de medicina no serviço público

1- Liberdade

É um absurdo forçar um profissional a ter que trabalhar pro governo para poder exercer sua profissão. Isso é uma intrusão enorme do governo, que mitiga a liberdade profissional dos médicos.

2- Localidade

Todos sabemos que a intenção do governo é levar esses médicos para o interior, onde faltam médicos. Portanto, um jovem urbano será obrigado a sair da cidade onde construiu sua vida para ser obrigado a trabalhar em Vila Ocunhunhé, interior do Roraima. Quem irá decidir quais jovens irão trabalhar na cidade e quais irão pro interior? O governo. Fora isso, de nada adianta jogar médicos inexperientes nos hospitais sem o devido equipamento e infraestrutura.

3- Salário

O salário imposto pelo governo iria girar entre 3 e 8 mil reais. Vale ressaltar que um médico formado com 2 anos de experiência ganha muito mais do que isso. Sendo assim, o governo irá obrigar jovens médicos a trabalharem onde não querem por um preço abaixo do que merecem.

4- Precedente

Essa é uma medida praticamente ditatorial desse governo, que, mais uma vez, tenta resolver problemas estruturais do Brasil na arte da canetada. Imagine se o governo pega o gosto pela coisa e faz com outras profissões a mesmo que quer pros médicos. Já imaginou se o governo, por ver que falta advogados em algum lugar os obriga a trabalharem pro governo para poderem exercer sua profissão?

5- Injustiça

Não é justo que um jovem médico, que pagou caríssimo pela sua formação seja proibido de praticar seu ofício, o qual ele se especializou, apenas porque se recusou a trabalhar para o governo. Além disso, essa medida viola a consciência dos profissionais que sabem exercer uma profissão e que estarão proibidos somente por se recusarem a trabalhar no serviço público.

5 comentários

  1. Mais uma vez ! O problema não é o salário, mas os prefeitos e o PT insistem nesta tecla, acham que tudo se resume a dinheiro, tudo se resolve com dinheiro, tudo funciona à dinheiro! Deve ser porque eles funcionam assim!! Não adianta oferecer altas remunerações e não ter condições mínimas para o trabalho de atendimento! Salário alto não compensa a falta de estrutura, não conserta a precariedade do SUS! É o mesmo que pagar um rio de dinheiro para um Engenheiro construir uma ponte, mas sem dar-lhe pessoal, equipamentos e insumos necessários à obra! Os graves problemas de saúde não serão equacionados com contratação de estrangeiros sem comprovação profissional e estudantes de medicina inexperientes! Cansamos de maquiagens deste governo, não foi isso que pedimos nas ruas, queremos medidas definitivas, chega de improvisos ! O povo merece atendimento médico verdadeiro, e não de estagiários/estudantes ou médicos sem qualificação profissional comprovada! É o cúmulo do contra-senso! Para situações críticas, ao invés de recrutar os melhores, o governo tem a brilhante ideia de mandar os mais inexperientes e noviços – praticamente coloca a responsabilidade nas mãos de estagiários ! Espero estar errado, mas as chances de erros e imperícias tende a aumentar consideravelmente! Da forma como o PT coloca a questão, fica parecendo que quem é contra está com má-vontade, é mau-carácter da elite, burguês, conservador, direitista, reacionário, golpista … … quando é exatamente o contrário, devemos exigir do governo o padrão de medicina “Sírio-Libanês”, o qual a casta petista recorre quando precisa! Será que o Sírio-Libanês admite estrangeiros não-certificados e estudantes em formação para atender seus pacientes ? O PT inventa qualquer plano “em nome do povo, em benefício do povo, para o povo”, e vcs compram este discurso como definitivo, como verdadeiro?
    .
    Vamos a um exemplo, dados do IBGE (2011-2012) mostram que 71,8% dos municípios não possuíam política municipal de saneamento básico, e que em quase metade das cidades (47,8%) não há órgão de fiscalização sobre a qualidade da água potável ! Pergunto, médico estrangeiro sem certificação e estagiário de medicina vão canalizar esgoto e tratar água ? Viram o recente surto de diarreia em Alagoas, formando multidões de doentes ? O Ministério da Saúde possui a FUNASA especificamente criada para enfrentar este tipo de demanda, mas, o que ambos estão fazendo que não resolvem este quadro aterrador? É mais fácil e barato para o governo , numa canetada, inventar recursos humanos do nada (no caso, estrangeiros não certificados e estudantes) e dizer que é a solução, ou resolver os graves problemas do SUS e de estrutura de nossas cidades ? Acordem, sejam espertos – lá se vão 12 anos e nada foi feito, e agora que 2014 bate à porta, o PT joga a batata quente no colo dos médicos ! Por favor, pessoal, chega de discursos passionais partidários, moralistas, ressentidos e eleitoreiros! Vamos dar uma passo além do marketing e da disputa política ! Vamos adequar meios e fins, sejamos técnicos, objetivos , assertivos, a população merece!
    .
    .

    Curtir

    • Caro André, muito obrigado pelo comentário. Altamente educativo! Uma aula.

      Concordo com tudo o que foi dito. Quanto aos médicos no interior, muitos prefeitos prometem salários exorbitantes para médicos e depois reclamam que ninguém quer trabalhar em suas cidades. A realidade é que nessas pequenas prefeituras pequenas não há estrutura e muitas vezes o salário prometido não é pago.

      O PT adora resolver tudo na canetada mesmo. Muito obrigado e volte sempre. Abraços.

      Curtir

  2. ASSIM COMO HÁ MÉDICOS RUINS DESMOTIVADOS, há pintores, taxistas, advogados, professores, engenheiros, cabeleireiros ruins também. Nem por isso eu fico apedrejando a classe dessas profissionais como o PT faz. Na história só há um partido que foi tão sujo quanto o PT difamando um grupo para colocar a população contra e infringir direitos muito bem embasados na constituição ESSE GOVERNO FOI O NAZISMO!!! Hittler intitulou os judeus como se fossem uma elite, gananciosa e mesquinha a fim de enganar o povo para violar os direitos deles de forma autoritária, claro que esse último foi as últimas consequências, mas ambos PT e nazismos agiram de igual forma no início. O NAZISMO E O PT TEM MUITO EM COMUM!!!!

    Curtir

    • Claro que o PT tem semelhanças com o nazismo.

      1-Querem a PL 122 e o Marco Regulatório da Imprensa para instaurar a censura.

      2-Alimentam programas sociais e mantém a população com péssima educação, para assim gozar dos votos de alienados famintos.

      3-São a favor de qualquer tipo de aborto, que na prática, serviria para exterminar milhões de seres humanos (a maioria deles negros).

      As semelhanças são muitas. Mantém nosso povo como escravo, pagando quase metade em impostos para receber quase nada em trocas em serviços. Enquanto isso os deputados defendem o salário deles.

      Curtir

  3. O que mais me surpreende é que se um professor se forma em Ed. Infantil tem que ter 5 anos de experiência atuando em alguma rede pública antes de poder abrir sua própria escola, já os médicos no último ano da faculdade já estão abrindo consultórios e cobrando o olho da cara por uma consulta qualquer…

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s