Depois do rápido derretimento de Dilma nas últimas pesquisas, todo mundo já está falando na volta do Lula. Acho improvável por alguns motivos:

1- Tendência de queda

Lula teria 46%, contra 37% dos outros candidatos somados( 19% de Marina, 14% de Aécio e 6% de Campos). No entanto, pesquisas feitas ano passado mostravam ele com 69% e 56% de intenção de voto. Se considerarmos que a maré econômica será desfavorável, tudo indica que até esses 46% de Lula tendem a diminuir.

2- Chuteiras penduradas

O próprio Lula já se manifestou várias vezes negando que iria voltar a política. Até quando motivado a concorrer ao governo de São Paulo ele desconversou. Se ele é inteligente, é melhor terminar por cima. Na América Latina, TODO o presidente que voltou se ferrou!

3- Teatro desmontado

O único cenário favorável para a volta de Lula seria um cenário onde a situação estivesse boa e Dilma, por problemas pessoais, decidisse não tentar a reeleição. Por aclamação, o PT indicaria Lula, que venceria facilmente. O problema desse cenário é que a situação está ruim, Dilma não parece querer largar o osso e Lula não parece interessado em voltar – até agora. A única coisa real é a vontade da militância petista de eleger de novo o metalúrgico.

4- Vexame histórico 

E se ele perdesse? Já pensou a humilhação que ele iria ter? Esse é um risco que o velho Lula não gostaria de correr. Se a conjuntura fosse fácil, até imagino que ele poderia tentar mais uma vez, porém, a conjuntura é complicadíssima para o PT. Todo esse esforço de fazer campanha em todo o Brasil poderia ser algo que ele não poderia estar interessado.

5- Admitir os erros 

Imaginemos um debate entre Lula e Aécio no segundo turno. Será que o Lula ia ter a coragem de admitir que a pessoa que ele indicou falhou? Será que ele ia admitir que praticamente indicou para a presidência uma pessoa despreparada? Será que o Lula ia admitir que a culpa pela Copa é dele que a trouxe pra cá? Se Lula voltasse, seria assombrado por toda a sorte de perguntinhas encômodas.

6- Brigas internas

Já imaginaram o desgaste e a divisão que haveria dentro do PT caso Dilma não aceitasse ceder lugar ao chefe? Essa própria discussão, que a própria mídia esquerdista adora fomentar, iria expor as entranhas do partido e o enfraqueceria ainda mais. É bom deixar claro que a Dilma é vista por muitos no PT como uma brizolista e é incapaz de seduzir as bases do partido como Lula fazia.

7- Muita sacanagem 

Vocês acham que o povo iria aceitar a volta de Lula nessa conjuntura? Seria uma falta de vergonha tão grande que muitos eleitores da Dilma iam reparar que o partido faz qualquer coisa para se manter no poder. É natural que o presidente tente a reeleição. Se Dilma aceitar ceder o lugar para o Lula, será lembrada para sempre como um mero poste – como foi o caso de Dimitri Medved, que cedeu seu lugar para o Putin.

Além do mais, depois de governar por 4 anos, ser reeleito mesmo com o Mensalão, conseguir eleger uma ilustre desconhecida ao posto mais alto do nosso sistema eleitoral e, finalmente, voltar depois de 4 anos como se nada tivesse acontecido, poderia dar a impressão de que vivemos numa republiqueta.

Anúncios