Fonte: UOL esportes

O ponto alto do pronunciamento de Dilma foi sua fala dizendo que não havia dinheiro federal nas obras da Copa. Mentira! Somados os incentivos fiscais, subsídios em empréstimos e até participação em arenas, a União já comprometeu cerca de R$ 1,1 bilhão com os locais para jogos do Mundial.

Pronunciamento

Dilma disse: “Em relação à Copa, quero esclarecer que o dinheiro do governo federal, gasto com as arenas, é fruto de financiamento que será devidamente pago pelas empresas e governos que estão explorando estes estádios. Jamais permitiria que esses recursos saíssem do orçamento público federal, prejudicando setores prioritários como a Saúde e a Educação.”

BNDES e juros baixos

Os empréstimos para as obras  foram concedidos pelo BNDES com juros subsidiados, ou seja, mais baixos que o normal. Para facilitar a construção dos estádios e outras obras para o Mundial, o banco estatal abriu mão de R$ 189 milhões, valor que poderia ser aplicado em outros financiamentos para outros projetos. O TCU  já identificou que as isenções de impostos federais concedidas pelo governo às construtoras responsáveis pelas obras dos estádios da Copa somam R$ 329 milhões.

Incentivos fiscais

O Lula foi quem concedeu os incentivos fiscais às empreiteiras dos estádios. Em 2010, ele assinou a lei 12.350 e as liberou do pagamento de PIS/Pasep, Cofins, IPI, e taxas de importação sobre às construções de arenas da Copa. Os 12 estádios da Copa aderiram ao programa Recopa, que concede os benefícios. Só com a Arena Pantanal, por exemplo, o governo já abriu mão de R$ 16 milhões em impostos por conta do Recopa.
Sociedade de Brasília

Os recursos federais são responsáveis por 49% da reforma do Estádio de Brasília. Isso porque a Terracap, empresa pública gestora do estádio, pertence 51% ao governo do Distrito Federal e 49% ao governo federal. O Conselho da Terracap tem 4 membros indicados pela União e 5 pelo GDF. Esse conselho aprovou a aplicação dos recursos no estádio brasiliense. O custo da obra da arena atingiu R$ 1,2 bilhão. Por causa da sociedade entre GDF e União, pode-se dizer que R$ 600 milhões são de recursos federais.

Isenção para a Fifa

Vale lembrar que o Tribunal de Contas do DF já informou que o Estádio de Brasília custa R$ 1,7 bilhão. A Receita Federal também divulgou que só a Fifa e suas parceiras ganharam R$ 559 milhões em isenção de impostos para realizarem a Copa de 2014 no Brasi

Anúncios