Balanço dos protestos: Notícias boas! Até agora, o PT tem perdido e o Brasil vencido


Imprensa imparcial

Olá amiguinhos, hoje o destaque do dia não foi o protesto das ruas, mas sim o protesto da imprensa esquerdista recalcada. Explico. No início, eu e muitos blogueiros a direita fomos contra os protestos por acharmos que não seria bom para o Brasil haver um levante esquerdista e vandalista no nosso país. Ao confirmar meu erro ao ver a manifestação de 100 mil no Rio, cheguei até a me retratar pelo raro equívoco. A realidade é que a sociedade conservadora demorou a participar dos protestos por medo de servir de massa de manobra da agenda esquerdista e por medo dos vândalos – mas isso não demorou em mudar.

Mídia conivente

Agora, as manifestações estão cada vez mais tomadas de pessoas não-esquerdistas(que a mídia chama de ultra-direitistas). Como protesto no Brasil é monopólio da esquerda, a mídia está estarrecida ao ver o brasileiro comum tomar as ruas. Diferentes do que os políticos de esquerda, a prioridade para o brasileiro comum não é derrubar a cura gay ou o Estatuto do Nascituro, tambouco aprovar a PL 122, o kit gay, a PEC 33, a PEC 37 ou qualquer outra demanda que está na boca da esquerda.

Brasileiro comum, o brasileiro esquecido pelos políticos

O brasileiro comum quer saúde e educação, e está cansado de ver a mídia focar os assuntos em assuntos secundários enquanto é roubado pelos políticos. Quem não se lembra da mídia sequestrando a atenção da nação durante um mês por causa do Feliciano, enquanto petistas condenados entravam sem alardes na CCJ? O brasileiro não quer “médicos” cubanos, queremos sim educação para formar médicos brasileiros e saúde de qualidade.

O bicho pegou

O plano do PT de se infiltrar no movimento fracassou, assim como o recuo estratégico do MPL, que anunciou o fim das manifestações para não se associar ao vandalismo da “direita”. Antes os vândalos que pediam passe livre eram relevados, mas agora, se é vândalo, só pode ser de direita. Fica claro o oportunismo da mídia para rotular a indignação antipetista como facismo. Claro, só agora. Para eles, os protestos antes eram do bem, mas agora, só porque perderam o controle, são do mal. Quando o assunto era os 20 centavos a esquerda estava unida, porém agora, que os protestos estão atacando a causa dos nossos problema, a crítica apareceu. De um dia para o outro, conservadores passaram a apoiar o movimento – foi o suficiente para que os esquerdista começarem com o recalque. Vão com deus!

Bandeira vermelha

Antes, as bandeiras de partido de esquerda eram tremuladas no movimento, mas o próprio povo está as arrancando agora, pois sabem quais são as reais intenções desses oportunistas. Agora, a falta de bandeiras é tida como ato antidemocrático. Sobrou até para os Anonymous, que estão sendo vistos pelos esquerdistas – vejam só! – como ultra-direitistas. A realidade é que se o movimento tomou feições populares, vai acabar feições muito mais conservadoras do que o perfil da agenda imposta pelos partidos que estão no poder. Afinal de contas, o povo  não é petista, nem marxista, tampouco liberal. O povo é brasileiro.

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s