Aumento na tarifa de ônibus, protestos em São Paulo e o Occupy Wall Street: semelhanças estranhas


1-Ocupando os desocupados

Em setembro de 2011, um grupo de jovens estudantes começou a usar as redes sociais para protestar contra as péssimas condições da economia de seu país. Com máscaras do V de Vingança, muitos manifestantes resolveram ocupar o centro das principais cidades do país, reinvidicando mudanças estruturais que viriam a ser benéficas a toda a população. Esse era o movimento Occupy Wall Street. Qualquer semelhança com os protestos “por causa” do aumento da tarifa de ônibus não é mera coincidência.

2-Manipulação

Muitos dos manifestantes do Occupy não pertenciam a uma determinada ideologia política. A única coisa que unia o movimento no início era a indignação. Porém, conforme o passar do tempo, os integrantes do movimento acabaram sendo seduzidos pela ala radical do partido democrata. Mal perceberam e já tinham virado massa de manobra.

3-Contradição

Protestavam contra o stablishment, mas acabaram apoiando em grande peso o presidente Barack Obama em 2012. Dessa forma, um movimento popular de protestantes acabou servindo apenas para manter no poder quem já estava lá. Motivo? O movimento foi corrompido por uma lógica utópica: passaram a pregar o fim da sociedade de consumo e se opuseram às grandes corporações.

4-Solução que só gera problemas

O que eles não percebiam era que a sociedade de consumo era capaz de criar empregos e que as grandes corporações eram quem empregava uma parte substancial da população. Em outras palavras, o que eles pregavam como solução apenas traria mais problemas. Com Obama eleito, hoje, o movimento se dissipou, mostrando que serviu apenas para fazer contraste com os conservadores do Tea Party(esse sim, um movimento popular legítimo, que até hoje está ai).

5-A história se repete?

Tudo chega atrasado no Brasil, até a indignação e os protestos. É preciso perceber se esses protestos não vão ter o mesmo fim do Occupy Wall Street, tranformando a legítima indignação popular em resultado eleitoral favorável para que está no poder. A última notícia que li é que o PT liberou sua militância para participar dos protestos contra o aumento da tarifa de ônibus. Será que, assim como aconteceu com o Occupy Wall Street, os manifestantes serão cooptados pelo partido do governo? Provavelmente não, mas devemos ficar de olho.

6-Passe direto

Para mim, o principal problema desses protestos são suas raízes com a demanda pelo Passe Livre. Uma parte considerável da população não vê o passe livre como uma boa ideia, logo, o movimento perde respaldo dessa parte da população.

7-Protesto contra o governo ou em favor do Passe Livre?

O problema dos protestos é que já foram rotulados como sendo apenas por causa de 0,20 centavos. Se os manifestantes tivessem foco e protestassem apenas contra a corrupção, os péssimos serviços, o governo e cia, o movimento teria bem mais crédito. Digo isso porque para a esmagadora maioria da população não vale a pena sair às ruas por causa de 0,20 centavos, mas vale sair para protestar contra a corrupção.

8-Feliciano não me representa

Um outro medo que tenho é de ver esses protestos tomarem formas ainda mais partidárias sob influência de partidos de esquerda. Não se espantem se daqui a pouco os manifestantes começarem a protestar a contra a redução da maioridade penal, a favor do aborto, a favor de cotas e etc. Se isso ocorrer, é por que o movimento já foi totalmente ideologizado pela esquerda. Esses prostestos deveriam focar no que toda a população concorda: somos contra a corrupção e queremos serviços de qualidade.

8 comentários

  1. Se os líderes estiverem engajados a mudar o país essa não será a unica manifestação e se não o fizerem, outros farão! Não pode esfriar o animo e nem a indignação do povo, pois não aguentamos mais tanta corrupção, tanto caos por causa da negligência dos governantes! Em todos os lugares onde há injustiça há também o ódio e a revolta! Sempre haverá revoluções, não importa o tempo, mas uma hora a bolha explode, e quanto mais demora maior estará! O Brasil tem que mudar! Assim do jeito que está não dá mais ! BASTA!

    Curtir

  2. se eu morasse perto,desta cidade também ia participar, eu luto por um país melhor
    esse nosso país está um vergonha,beneficiando a copa e esquecendo da população…

    Curtir

  3. Obrigado pelo comentário. Tem caráter conservador sim. Desculpe pela perda do tempo, Yan. Se eu pudesse, devolveria-te-lho.

    Curtir

  4. Você está certo em se indignar contra o governo e contra a corrupção, mas também é preciso ter pragmatismo para que esses protestos não tenham o mesmo fim do Occupy.

    Curtir

  5. A falta de organização dos manifestos está bem mais perto de levá-los à dissipação como aconteceu na Occupy Wall Street do que a mudanças realmente significativas. A grande maioria dos manifestos está perdendo seu foco, as pessoas querem mudar TUDO: corrupção, precariedade da saúde, tarifas abusivas de transporte público, o fora feliciano, e etc. Querem mudar tudo da noite para o dia, o que provavelmente nao ocorrerá. Diferentemente da primavera árabe, nao temos ditadores para derrubar. Sofremos, basicamente, pela democracia social, por um Estado que não se mostra forte o suficiente para satisfazer nossos direitos sociais basicos, como saúde, educação, previdência, salário decente, e outros, somados à corrupção. E para lidar com isso, o Estado pode se servir de medidas paleativas para “acalmar” as manifestações, como conceder a diminuição do passe, ou outras medidas de aparente resultado imediato.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s