5 absurdos da PL122 que a imprensa não quer que você saiba


Será que a PL122 é uma tremenda sacanagem?

Hoje nós vamos apontar os principais absurdos que estão no texto da PL 122. Se você quiser ler a lei na íntegra, clique aqui.
Vamos lá:

Pena – prisão de dois a sete anos, se o fato não se constitui em crime mais grave.”

O problema é que a pena de 2 a 7 anos se aplica com uma tipificação extremamente complexa. De modo, que fica muito difícil averiguar o que é e o que não viria a ser homofobia. Vamos explicar.

I – ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem;

Saúde

Como se caracteriza exatamente “ofender a saúde” ou até a “integridade corporal”? Um olhar de desprezo pode ofender a nossa saúde? Uma piada não pode agredir a saúde de uma pessoa? Uma opinião científicamente embasada pode vir a ofender a saúde de uma pessoa? Um discurso religioso pode ofender a saúde de uma pessoa?
Integridade corporal
Quanto à “integridade corporal”, no nosso ordenamento legal a agressão com lesão corporal é definida de forma objetiva num exame de corpo delito.
Como podemos cabalmente provar uma “ofensa”? Isso pode dar margem uma litigância de má-fé em larga escala. O que é mais bem provável é que essa inconsistência torne perfeitamente inaplicável essa parte do texto da lei.
Mais adiante:

II – ofender a honra das coletividades previstas no caput;e

É justo punir com penas de prisão de 2 a 7 anos alguém por um delito de opinião? Existe algo mais relativo do que uma suposta ofensa “à honra”? A prisão por “ofensa” é algo que não condiz com uma democracia.

Ex: Paulão é um homem heterossexual assumido e preconceituoso. Um belo dia Paulão está passando na rua quando vê uma passeata gay e diz: “Um bando de veados”. Ele vai preso.

O projeto da PL 122 criminaliza um tipo de ofensa genérica, não personalizada, pois extensiva a “coletividades”. Ou seja: xingar um grupo de pessoas vira crime passível de prisão! Mesmo que um grupo cometa um ato horroroso, torna-se crime criticá-lo.

Esse é um projeto maléfico, pois ele criminaliza a opinião de toda a sociedade, ficando a cargo do bom humor do juiz se a ofensa será ou não passível de prisão. Esse é Brasil: menores estupradores e bandidos gozam de impunidade, enquanto um cidadão de bem, apenas por sua opinião, vai para a prisão.

I – impedir ou obstar o acesso de pessoa, devidamente habilitada, a cargo ou emprego público, ou obstar sua promoção funcional;

Como provar que uma não-escolha para determinado cargo foi motivada pela orientação sexual de uma pessoa?

Ex: Suzete, uma gestora pública, na nomeação para um cargo comissionado de livre provimento ou numa promoção, preteriu um pretendente gay –notem bem: a disposição menciona explicitamente “cargo” de forma separada de “emprego público”, esse último, naturalmente, dependente de concurso público. Pois ela, presidente do órgão público em questão, preteriu Chiquinho, que é gay, porque achou Betão mais competente ou apropriado para aquele cobiçado. Inconformado e cheio de recalque, Chiquinho aciona Suzete na justiça por “obstar seu acesso” àquele “cargo” alegando que ela o fez pelo fato dele ser gay. Suzete, em tese, fica exposta a pena de prisão!!!

Art. 4º Aumenta-se a pena dos crimes previstos nesta lei de um sexto a metade se a ofensa foi também motivada por raça, cor, etnia, procedência nacional e religião, indicativos de ódio ou intolerância.”

Aqui, vamos imaginar a seguinte situação: partida Fluminense x Boca Juniors no novo Maracanã. A Young Flu, torcida do Fluminense,, resolve ofender o time argentino, sobretudo aquele craque mais perigoso, gritando: “maricón, maricón!”. Logo, alguns milhares de torcedores acabam de se expor a uma pena de dois a sete anos…

Pode melhorar. Se noutro momento, a torcida passa a delinquir agravadamente contra a “procedência nacional” do jogador fica agravada a pena em um seto da pena. E se, na sequência, a torcida reincide atribuindo certa orientação sexual ao árbitro da partida, em termos singularmente chulos? Seria o suficiente para prender todo o estádio.

Art. 5º Em nenhuma hipótese as penas previstas nesta lei serão substituídas por prestações pecuniárias.

Ou seja, não dá para aplicar nem sequer multas pesadas, o que seria a punição mais razoável para comportamentos abusivos, mas sem violência, que de alguma forma prejudiquem injusta, individualmente e comprovadamente outras pessoas, notadamente por sua opção sexual. Dessa forma, um menor de idade que estupra uma mulher fica no máximo 2 anos “detido”, mas uma pessoa de bem que ofende um homossexual fica no mínimo 2 anos preso.

V – impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade, identidade de gênero ou orientação sexual em espaços públicos ou privados de uso coletivo, exceto em templos de qualquer culto, quando estas expressões e manifestações sejam permitidas às demais pessoas;

Ou seja, se numa igreja (ex: de evangélicos fanáticos) um casal de héteros se beijarem discretamente, dois homossexuais poderão se beijar da forma que bem entenderem. Logo, essa lei é imbecil, irresponsável, inaplicável, inconstitucional e etc.

Leia Mais em:

10 motivos para ser contra a PL 122

O absurdo do projeto substitutivo ao PL 122, que exclui pregações religiosas da categoria de crime de intolerância

Essa lei é tão idiota que ao invés de coibir apenas as agressões físicas, acaba ferindo a liberdade de opinião de toda a coletividade.

157 comentários

    • Acho uma falta de respeito com a família. Ninguém é obrigado a aceita essa safadeza por causa de meia duzia frutas. Ponto final.

      Curtir

      • Concordo consigo, Daniel. Eles querem enfiar goela adentro uma coisa mais indigesta do que ovo podre.

        Curtir

      • Safadeza? Safadeza é oq um casal hétero fica fazendo todo dia no ponto de onibus quando to trazendo meus filhos da escola,ficam la se agarrando quase transando em público,isso não é argumento não mano q safadeza os héteros cometem e muito nem por isso são espancados ou criticados tanto quanto os gays!

        Curtido por 1 pessoa

      • Falta de respeito com a familia é otimo…. falta de respeito é não respeitar o outro e não inventar uma instituição que vc define as regras pq vc é um babaca….

        Curtir

      • Pois e Sonia Barbosa Claudio Alves, essa malfadada lei nao foi aprovada mas o governo autoritario do PT tem tentado por todos os meios implanta-la com livros que sao distribuidos as bibliotecas das escolas e assim as criancas vao tendo acesso devagarinho, tanto que muitas criancas ja estao mais do que introduzidas no assunto. Vi uma entrevista que a Luciana Gimenes fez com o Jair Bolsonaro onde a INFAME insistia o tempo todo que “nao foi aprovado”, varias vezes, como se isso fosse impedimento para que o governo sutilmente o implante em todas as escolas do Brasil. Mesmo sendo rejeitado, esse projeto esta nas escolas e agora e contemplado no PNE onde eles incluiram por baixo dos panos a IDEOLOGIA DE GENERO https://youtu.be/mFxvfEUtAUk, esquecendo-se de proposito que o corpo humano e formado por CROMOSSOMOS que combinados entre si formam o homem ou a mulher. Se o individuo for XX, sera mulher e se for XY sera homem. Nao existe nada alem disso. Outra , o responsavel pelo sexo e o homem porque so ele tem os cromossomos para combinar.

        Curtir

  1. A PL nada mais busca do que proteger os direitos dos homossexuais no q tange ao respeito. Outros grupos, como negros, nordestinos tem o mesmo direito. Usando seu exemplo, se vc xinga e incita hj dizendo “veados de merda” esta tudo bem menosprezar o outro. No entanto, o q vc acha de passar na mesma rua e gritar e incitar “negros de merda”, “baianos de merda”. Vc acha isso legal, respeitador, acha q nao fere as pessoas? Com a PL ninguem tera q amar gays, assim como ninguem tem q amar negros e nordestinos, mas sim tem q respeitar e nao incitar o odio e a discriminacao como hj acontece. Simples assim.

    Curtido por 1 pessoa

    • Caro Decio, obrigado pelo comentário

      1- Eles dizem que a PL 122 tende apenas a proteger os direitos dos gays, o que é uma causa nobre. No entanto, não falam que, não tipificando o que viria a ser homofobia, qualquer um poderia ser preso por comportamento homofóbico caso fosse mal interpretado.

      2- Se fosse apenas o direito de não ser xingado eu seria favorável a PL122. O problema é que essa lei facista cerceia qualquer um que critique filosoficamente a homossexualidade. Quer dizer que qualquer coisa que eu disse que critique filosoficamente a homossexualidade pode me levar para a cadeia.

      3- Uma coisa é proteger o homossexual, outra é proteger a homossexualidade. . Reparou que a lei não tipifica o que viria a ser homossexualidade? Sabe por quê? Para punir tanto quem criticar quem sente atração por pessoas do mesmo sexo quanto quem pratica sexo com pessoa do mesmo sexo. Por que isso? Para criminalizar o comportamento da maioria da população, assim punindo apenas aqueles que for interessante punir.

      4- Eu não disse que essa PL faz com que ninguém seja obrigado a amar gays. Não coloque palavras na minha boca. O que essa PL faz é criminalizar a opinião crítica a homossexualidade. É tão absurdo que dispensa comentários. Poder criticar quem faz caridade, mas criticar homossexualidade? Cadeia.

      5- Essa lei tem 5 enormes absurdos e 1 ponto positivo, que você até mencionou(a parte do veadinho). Por que os políticos não tiraram os 5 absurdos e deixaram apenas a proteção aos gays? Será que não dava para conciliar? Isso acontece porque, assim como em todas as leis que tramitam no congresso, nossos espertos parlamentares pegam uma causa nobre e a enchem de um monte de outras coisas não tão nobres. Desta forma, ao ser a favor da PL 122, as pessoas acham que estão favorecendo uma coisa, quando na verdade, estão defendendo todos os pontos estranhos que há no texto da lei.

      6- Se a PL se restringisse a criminalizar esse caso que você apontou, seria favorável a ela. O problema é que é uma lei perigosa, que pode incriminar muita gente honesta se usada por um juiz. É um dever meu ser contra esse absurdo. Aliás, os deputados da FPE(sim, esses frouxos) pediram para os deputados favoráveis a PL122(PT,PSOL & cia) para que fosse tipificado o que viria a ser comportamento homofóbico, para assim acabar com as polêmicas e aprovar o texto. Você acha que os políticos aceitaram? Foram irredutíveis, imporam a lei como está, mesmo sabendo que é injusta. Motivo? Por que lhes interessam mitigar a nossa liberdade de expressão.

      Curtir

      • Que causa nobre o que, dar a bunda é nobre agora, querem dar problema é de vocês mas não precisa expor essa imoralidade!

        Curtir

      • 1 – De fato a tipificação do que viria ser um comportamento homofóbico seria perfeito, contudo mal interpretação não causa prisão, e sim o fato de você não conseguir provar que não falou ofendendo. Se não é simples eu dizer que todo cristão é lixo (que não é) e depois dizer que isso não foi ofensivo.

        2 – Tenta comentar “filosoficamente” a favor do nazismo e vê o que você ganha. Filosofia veio para criar perguntas para o mundo e não para forjar verdades. Se você usa filosofia para xingar alguém é errado, mas criar perguntas do tipo “Ser Gay é natural? Ser gay é opção? Ser gay é errado?” isso não é crime, mas dizer “Eu acho que todo gay é merda.” não vejo nada filosófico ai a não ser o fato de você não ter um argumento plausível para essa opinião.

        Criar perguntas não fere ninguém, perguntas são boas com todos, agora ACHAR que tem a resposta pra uma pergunta e ficar teclando nela constantemente, pode e deve ser considerado ofensivo caso não haja uma base científica por trás.

        3 – Porquê se existe gente que sente atração pelo mesmo sexo e não pratica ato sexual com o mesmo sexo é culpa do medo de ser quem realmente é e perder os “amigos” preconceituosos.

        Analogia: É muito lindo proteger as mulheres, mas obrigá-las a ficar na cozinha e sem direito de voto.

        4 – “O que essa PL faz é criminalizar a opinião crítica a homossexualidade.” Tem certeza? Porquê se eu fosse racista (que não sou) e tentasse expressar minha “opinião crítica” sobre o tema, iria parar atrás das grades.

        Existe muita diferença entre a crítica e a ofensa. Críticas existem para fazer com que o criticado melhore, mas quando a crítica é apenas para dizer o lado ruim da coisa, dependendo da forma que for dita então pode sim ser considerada crime, assim como qualquer outra coisa.

        5 – Então quer dizer que proteger o homoafetivo, mas negar proteção ao ato homossexual, é a parte não absurda? Isso é o mesmo que projeger a os negros, mas negar que eles se relacionem sexualmente entre si, ou seja, fora de cogitação.

        PS.: Como seu ponto 5 está muito abstrato os 5 absurdos, então fiz uma interpretação pelo artigo e sua opinião exposta, se eu estiver errado pode me corrigir.

        6 – A não definição do que viria a ser um comportamento homofóbico não abre todas as portas, pelo contrário, fecha as portas, pois como na lei não há explicito o que possa ser homofóbico, um simples “Na lei não há dizendo que isso era homofóbico, eu não sabia.” tornaria inocente até que visivelmente praticou um ato homofóbico.

        Ou seja, essa definição vai ser feita mais cedo ou mais tarde, provavelmente mais tarde

        Mas nesse ponto concordo quando diz que deve-se haver uma definição completa do que viria ser atos homofóbicos.

        Curtir

      • PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 122, de 2006

        Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, e o § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para definir e punir os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito.

        O CONGRESSO NACIONAL decreta:

        Art. 1º A ementa da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa

        a vigorar com a seguinte redação:

        “Define e pune os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        Art. 2º Os arts. 1º, 3º, 4º, 8º e 20 da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:

        “Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 122, de 2006

        Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, e o § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para definir e punir os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito.

        O CONGRESSO NACIONAL decreta:

        Art. 1º A ementa da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa

        a vigorar com a seguinte redação:

        “Define e pune os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        Art. 2º Os arts. 1º, 3º, 4º, 8º e 20 da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:

        “Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 122, de 2006

        Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, e o § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para definir e punir os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito.

        O CONGRESSO NACIONAL decreta:

        Art. 1º A ementa da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa

        a vigorar com a seguinte redação:

        “Define e pune os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        Art. 2º Os arts. 1º, 3º, 4º, 8º e 20 da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:

        “Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        Leia Mais Em: http://www.plc122.com.br/plc122-paim/#ixzz2uLwOuPvw, porque vocês estão mentindo é so pesquizar na internet e ver não protege só homossexuais, !

        Leia Mais Em: http://www.plc122.com.br/plc122-paim/#ixzz2uLwOuPvw

        Curtir

      • PROJETO DE LEI DA CÂMARA Nº 122, de 2006

        Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, e o § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 (Código Penal), para definir e punir os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito.

        O CONGRESSO NACIONAL decreta:

        Art. 1º A ementa da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa

        a vigorar com a seguinte redação:

        “Define e pune os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        Art. 2º Os arts. 1º, 3º, 4º, 8º e 20 da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passam a vigorar com a seguinte redação:

        “Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes de ódio e intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência. (NR)”

        Leia Mais Em: http://www.plc122.com.br/plc122-paim/#ixzz2uLwOuPvw E JÁ VOU AVISANDO PRA MIM O DONO DA PAGINA NÃO PASSA DE UM HOMOFÓBICO PRECONCEITUOSO E VOU , FAZER DENUNCIA NO POLICIA FEDERAL E NO GOOGLE !!!

        Curtir

      • Prezada Michelle, gostaria de salientar alguns pontos:

        1- Não nutro em mim nenhum tipo de ódio ou intolerância resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, gênero, sexo, orientação sexual, identidade de gênero ou condição de pessoa idosa ou com deficiência.

        2- A PL 122 não foi aprovada, ou seja, homofobia não é crime, e mesmo que fosse, a própria lei não tipifica o que seria comportamento homofóbico.

        3- Vá em frente e me denuncie na polícia federal, aliás, é isso que os gayzistas sempre fazem: tentam reprimir todo o tipo de opinião discordante. Fazem isso porque assim como qualquer outro grupo radical, não suportam o contraditório.

        4- Uma democracia só funciona com liberdade de expressão, ou seja, você fala o que pensa e eu falo o que penso, independente do que for. Isso é um direito. A partir do momento em que uma minoria dita o que é certo e o que é errado para a maioria da população o Estado passa a censurar a opinião alheia e torna-se uma ditadura.

        5- Não sou contra gays. Sou contra essa lei. Não misture as coisas.

        Abraços e volte sempre.

        Curtir

      • Qual é o sentido de “criticar filosoficamente” o homossexualismo??? Criticar a condição pessoal de um indivíduo? Por que ele É? Que tal criticar o “deficientismo” físico? E a gordura? E a miopia? O daltonismo? O careca? Que utilidade tem criticar-se uma pessoa pelo que ela é? Ao invés do que ela faz??? Ou seja, falando em termos bem vulgares, por que ficar cuidando do fiofó dos outros???

        Curtir

      • “A prisão por “ofensa” é algo que não condiz com uma democracia.”
        Então és contra a prisão por ofensas a negros, por exemplo, o que acontece aqui no Brasil.
        “Se fosse apenas o direito de não ser xingado eu seria favorável a PL122.”
        Essa parte não é compatível com a frase acima.

        “O problema é que essa lei fascista cerceia qualquer um que critique filosoficamente a homossexualidade. Quer dizer que qualquer coisa que eu disse que critique filosoficamente a homossexualidade pode me levar para a cadeia.”
        Aqui no Brasil você também pode ser preso por criticar filosoficamente a condição negra, a condição da mulher, etc. Não é qualquer coisa, mas no sentido de menosprezo.

        “Uma coisa é proteger o homossexual, outra é proteger a homossexualidade. Reparou que a lei não tipifica o que viria a ser homossexualidade?”
        Homossexualidade é a atração sexual apenas por pessoas do mesmo sexo. É também a condição natural do homossexual, em seu íntimo sexual. Não há separação entre os dois. A homossexualidade faz parte do essência do homossexual.

        “Poder criticar quem faz caridade, mas criticar homossexualidade? Cadeia.”
        Comparações esdrúxulas. Uma é comportamento opcional, outra é essência sexual humana/animal.

        E sim, de modo geral, acho a PL 122 extremamente desestruturada e vaga.

        Curtir

    • Eu sou contra o PL exatamente por não apresentar tipos penais fechados. Serão tipos penais abertos, os quais ficarão inteiramente ao bel prazer da vítima, do Delegado, do Promotor e do juiz, que poderão enquadrar o cidadão ou não.
      É esse tipo de patrulha ideológica que queremos? para punir a discriminação, já há leis suficientes sim.
      O PL122 apenas criaria uma categoria privilegiada, aumentando o arco de interpretação em uma área do Direito que não admite interpretação aberta: ou o fato é típico, com a descriminação de todos seus elementos, ou o fato não é crime. Isso é básico do Direito penal, por seu aspecto fragmentário.
      Exemplo: furtar tampinha de garrafa não é crime, embora sua conduta esteja de acordo com a descrição do crime de furto, porque não interessa à sociedade tutelar bens jurídicos irrelevantes (o que diabos é uma tampinha de garrafa?).
      Não é que a liberdade sexual alheia não seja relevante. E ela é altamente relevante, tanto que já conta com a proteção de leis vigentes.
      O que há de pior no PL122, e por isso ele não passa – não adianta xingar, gritar e dizer que é homofobia, porque não passa, é a lástima de sua redação que pode criminalizar qualquer coisa.

      Curtir

    • Com a PL ninguém terá o direito de discordar sobre o tema homossexualismo. Um pessoa tem que ser respeitada por ser pessoa, e não por sua opção sexual. Os direitos dos homossexuais já estão garantidos no Art. 5º da constituição Federal, Título II, Dos direitos e Garantias Fundamentais. O que a PL 122 faz e RETIRAR O MEU DIREITO INDIVIDUAL DE PENSAR E MANIFESTAR MEU PENSAMENTO. É isso que ela faz.

      Curtir

      • Caro Arthur. Até pensei em responder seus argumentos. Mas ao ler esse em especial a única coisa que posso te fazer é lhe perdoar pela grande besteira que você escreveu. Prefiro crer que você estava pilhado.

        Curtir

      • Esse é o grande maior problema dos preconceituosos, eles não tem a capacidade de correlacionar situações passadas com atuais, preferem acreditar que o problema de agora é totalmente diferente de quando as mulheres não tinham direito a voto e quando os negros não tinha direito a liberdade, mas é tudo a mesma coisa, minorias lutando por direitos iguais aos da maioria.

        E olhando por esse ponto, é totalmente compreensível entender o porquê existe tanto preconceito, pessoas sem capacidade de discernir o certo do errado por conta própria recorre aos líderes religiosos esse discernimento.

        O fato é que não existe NENHUM tipo de argumento lógico e verídico que sirva como fator para não permitir essa lei de entrar em vigor, a não ser uma preinterpretação de uma pessoa influente que convence outras pessoas que nem se quer leram a proposta.

        E sobre sua resposta:
        “Caro Arthur. Até pensei em responder seus argumentos. Mas ao ler esse em especial a única coisa que posso te fazer é lhe perdoar pela grande besteira que você escreveu. Prefiro crer que você estava pilhado.”

        É totalmente normal uma pessoa tentar sair de um assunto onde não possui argumento válido para contradizer a fala do outro. Mas infelizmente é humanamente normal uma pessoa se negar a pensar de outros ângulos.

        Pode até ser que para sua maneira atual de pensar meu texto seja algo incoerente, mas no momento que você apenas o ignora, você só está sendo mais uma pessoa que quer ganhar discussões sem ao menos entender o lado oposto, ou seja, uma pessoa que não ganha discussões de verdade, apenas fecha os ouvidos e permanece na ignorância da própria ideologia.

        Curtir

      • Cara, você foi longe demais. Menos. Já tive essa discussão várias vezes. Você, pelo visto, também. A minha única diferença é que não rotulo as pessoas com quem discuto, muito menos tento achar o que elas pensam.

        Abraços

        Curtir

      • Esse Artur escreve como um nazista…palavras bem colocadas sempre comparando outras situações nada comparáveis vindas apenas de sua ideologia. Só existem dois gêneros, masculino e feminino, o resto é OPÇÃO SEXUAL!

        Curtir

      • Humm vejamos.. eu tenho o direito de expressar a minha opinião comentando que eu acho errado homem transar com homem e mulher com mulher? Digam-me se há coisa mais inútil que isso? Quem deu direito a maioria de achar que pode dizer o que uma pessoa pode ou não pode fazer de sua vida? Obviamente, excetuam-se todos os atos previstos e tipificados como crimes pelo Código Penal e demais leis. Por que nesse caso, ninguém necessitaria “expressar a sua opinião” dizendo que acha errado alguém matar o outro sem motivo algum ou roubar, de tão obviamente ululantes que esses atos são. Em suma, Eu não tenho direito algum de opinar sobre um assunto que significaria o mesmo que dar pitaco no modo de vida de alguma pessoa. A mulher do Zeferino gosta de praticar sexo anal com ele. Que direito eu tenho de opinar sobre isso, quando, na verdade, eu não quero apenas me expressar (balela!), mas sim intervir para que cesse “essa sem vergonhice”. É o mesmo caso dos gays. Quem “opina” quer que os gays sejam punidos de alguma forma por fazerem sexo entre si. Tanto isso é verdade que uma grande parte acha que eles devem morrer ou, no mínimo, levar uma sova pra aprenderem a norma que diz que só pode homem com mulher. Do mesmo modo que eu não tenho direito de criticar os pais nudistas que educam seus filhos todos pelados. Essa é uma “causa perdida”. Essas pseudo opiniões apenas tem servido para disseminar o preconceito e a perseguição a essas pessoas. Pessoalmente, me dá nojo de ver homem beijando homem. Mas esse meu sentimento não tem a menor importância, pois, impô-lo aos homossexuais, iria modificar traumaticamente a vida dessas pessoas. Eu não sei se o “ex-gay” (cômico) iria se adaptar a viver com uma mulher, por exemplo. A vida pertence a essas pessoas e cabe a elas decidir se vão fazer sexo com o pênis ou com o ânus. Resumindo, povinho, vocês não podem ser “contra” o gordo e as suas gordices, o careca e a sua falta de cabelo, anão e a sua falta de estatura, gay e a sua mania de transar com pessoas do mesmo sexo. Você só podem ser contra ou a favor, criticar essas pelos seus atos e não pelo que elas são. PS Percebam que a maioria (99%) dos comentários contrários a a PL usam de falácias ou de palavras de baixo calão, ou de preconceitos, ou da falta de argumentos ou da raiva incontida por tudo que eles não gostam.

        Curtir

      • Prezado, seu comentário foi rebuscado mas não disse muito. Eu tenho sim o direito de te criticar e você tem o direito de me criticar como pessoa ou até mesmo criticar algum componente da minha personalidade. Em caso de injúria, calúnia ou difamação já existe uma legislação para coibir exceções. No tocante a referida lei, NO MEU JULGAMENTO, está mal escrita e causaria muita confusão. Ao invés de tentar empurrar essa lei a goela da população acho que os defensores dela deveriam ajustar suas partes dúbias para que os críticos percam toda a razão.

        Assim, e no seu comentário tem muita coisa – quase tudo – que eu discordo apesar de respeitar. Ainda assim, obrigado pelo comentário.

        Curtir

      • No meu comentário eu disse tudo o que havia a ser dito. E você na sua contestação, não atacou ponto a ponto o que eu afirmei.
        Na sua frase: “Eu tenho sim o direito de te criticar”… você não especificou criticar em que: pelos meus atos, se eu cometi algum ato não abonável, ou se pelos meus gostos, ou comportamento, ou pelo modo de vida, em suma, coisas que não lhe dizem respeito!!
        E na mesma frase, você diz “e você tem o direito de me criticar como pessoa”… que diabos quer dizer isso? Especifique… e ainda na mesma frase “ou até mesmo criticar algum componente da minha personalidade”… de jeito nenhum, a sua personalidade é sua e eu não tenho nada com isso, além de ser algo inútil!
        E continuando.. se no meu “comentário tem muita coisa – quase tudo – que eu discordo apesar de respeitar”, rebata ponto a ponto.. não se deve “dar um tiro no meio da multidão pra ver se se acerta em alguém que se queria acertar”.
        O ruim de discutir em sites é que a pessoa que quer contestar algo, não o faz, apenas, emite um comentário genérico. Eu disse por que não se pode criticar o gordo, o careca, o gay, etc e você não demonstrou por que se pode ou deve. Responda, por que alguém “tem o direito” de criticar a condição pessoal de alguém?

        Curtir

      • Prezado, eu não ataquei porque não julguei preciso pontuar as discordâncias. Reconheci que você possui uma cosmovisão de mundo oposta a minha, sendo desnecessário ao meu ver expor algo que você não entenderia.

        Existem dois tipos de direitos, o positivo e o negativo. No direito positivo o direito do indivíduo não passa por terceiros, ou seja, ninguém vai deixar de ter liberdade de expressão se uma pessoa tiver liberdade expressão. Mas e se a pessoa usa a liberdade de expressão dela pra mitigar a liberdade de expressão alheia? A liberdade de expressão de todos deve ser mitigada porque um a usa para coibir liberdades alheias?

        Um gordo pode ser criticado? Claro, qualquer um pode criticar assim como pode ser criticado. Na nossa sociedade alguns subgrupos estão mais sujeitos a crítica que outros, sendo por isso mais criticados. O que você talvez quis dizer é que o fato de alguém não ter a ver com algo deslegitima seu direito de comentar sobre esse algo. Discordo. O fato de alguém não ter nada a ver com algo pode deslegitimar o comentário mas não o direito da pessoa emitir sua opinião.

        Curtir

      • Não vejo o blogueiro moderando asneiras como essa do luiz fernando rodrigues.. e nem uma resposta contestando a falta de raciocínio dele (pra não dizer outra coisa)…
        Responder

        ACid BLaCK NeRD
        29/05/2015 @ 17:10

        Prezado, esse aqui é um espaço de debate de diversidade de ideias. Se não respondi é porque não fui atacado ou não me fizeram perguntas. Não duvido que o comentário dele seja idiota, pois como sou um democrata não censuro ninguém, até você teve seu espaço preservado. Pra mim você não é melhor que ele e nem ele melhor que você. Se ele não tenta te calar, porque calá-lo? Se você não gostou do que ele disse, argumente.
        ————————————————————————————————————–
        Quem falou aqui em calar alguém? Eu disse moderar e não excluir o comentário, não ficou claro isso? E quem se importa se você vai me achar melhor, pior ou igual a alguém que comenta? Se alguém escreve um palavrão ou uma ofensa barata no meio do comentário, isso pode ser moderado, sem alterar o conteúdo deste comentário, a não ser que que esse comentários seja apenas composto de xingamentos e palavrões. Asnice não é pra ser comentada, é pra ser moderada! Na verdade, o blogueiro rebate veementemente quem discorda dele, mesmo que com argumentação “polida” e se silencia em relação àqueles que concordam com ele, mesmo que sejam de maneira tosca e com palavras de baixo calão!

        Curtir

    • Respeito é bom e eu gosto. Direitos todos nós temos, bem como deveres. O respeito, bem como os bons modos se aprende em casa. Este projeto não visa toda a coletividade, e sim um grupo em especial. O que mais me espanta é o fato de ferir o direito de expressão, e a liberdade que faz parte de uma democracia. Não se pode garantir a liberdade oprimindo e castrando. Quando digo que não concordo, estou manifestando a minha opinião, baseados em meus conceitos e etc. Quando se cria uma lei que diz: “Não é permitido pensar, expressa opinião, discordar” isso soa a regime autoritário e ditatorial. Regressamos tanto assim, a ponto de querer implantar no Brasil este tipo de ideologia? Meu receio é que isto seja apenas a ponta do iceberg. Discordar faz parte de nossa natureza, isso mostra a nossa capacidade, as opiniões se divergem em quase tudo, isso que nos faz únicos. Pense nisso, pensar é preciso, é normal do ser racional que somos…

      Curtir

    • Porra, isso só vai alimentar o leão, será aumento de impostos para construir infinitas penitenciárias, porque a nação não vai mudar por causa de um punhado de confusos, que não sabem quem são… No Brasil não tem pretos, brancos e outros, na verdade, ninguém deve ficar ofendido com tais frescuras, pois os brasileiros não tem uma raça e sim um misto de tudo que é bom e que é ruim. Não dá pra separar nossa essência.

      Curtir

    • Fera, todos nós temos direitos e devemos sim ser respeitados.
      No momento que passarmos a mão por cima de um grupo de pessoas, o outro grupo será desmerecido. Não aceitarmos em nosso íntimo e quando perguntado não esclarecermos, é mentir para nós mesmos.
      Não queremos brigar com ninguém. Apenas que conheçam a nossa opinião lógico sem ofensas e sem desmerecer ninguém.
      Devemos ter sim identidades e não deixar que façam de nós o que bem intenderem.

      Curtir

    • sem logica seu raciocínio…. não ha fundamentos. Negros, brancos, nordestinos, carioca, asiáticos, são parte da diversidade de pessoas, existencial, porém vc tem o direito de escolha, ficar com um desses… porém o homossexualismo é imposto dentro da sociedade, embora Nero, Alexandre O Grande, pessoas que viviam ali em seu próprio ambiente, ou seja entre eles, neste ser homossexual fera a moral, a religião, a sociedade.

      Curtir

    • Pois é. O problema destas defesas de grupos é que no final todos pertencemos a algum grupo. Os gaúchos devem processar outros estados por piadas de mal gosto? Até que ponto rir é preconceito? Toda a sociedade deve ser séria, por que pessoas sérias acham que esta é a forma correta de comportamento? Isso não é preconceituoso com as pessoas brincalhonas? Homossexuais criando leis que ditam normas de comportamento para héteros, não é preconceituoso? Aliás, ter preconceito não é um direito em si? As pessoas não precisam ser colocadas em formas. Cada deve ter o direito de pensar e achar o que bem entender. E sinceramente não consigo ver com a mesma gravidade um estupro e chamar alguém de gay. A não ser que o gay não se julgue gay. Afinal de contas por que ele se sentiria ofendido por dizerem algo que ele de fato é, e se diz ser feliz sendo? Enquanto isso vejo muitos estupros sendo tratados como sendo algo sem importância.

      Curtir

  2. Li alguns posts seus com temática gay, e percebi que, por mais que você tente exprimir uma neutralidade em relação ao tema, fica evidente sua oposição. Ao contrário do que se tem espalhado por aí, principalmente em meios cristãos, a PL-122 não tem a intenção de obrigar ninguém a ser gay, nem de dar direitos a mais aos homossexuais (e idosos, que são inclusos nas leis de proteção social com este novo projeto), mas sim direitos iguais. Antigamente (veja a história do casamento interracial) pessoas brancas e pessoas negras não podiam casar-se por conta de uma possível supremacia dos brancos. Não absurdo o suficiente, havia até mesmo os que pregavam que negros não tinham alma, que não eram seres humanos, portanto, poderiam ser explorados como os demais animais irracionais eram, deveriam ser proibidos de entrar nas igrejas, e o casamento (ou qualquer contato sexual) deveria ser entendido como uma bestialidade, que hoje chamamos por zoofilia. Hoje temos uma ideia muito diferente desta, mas nossa sociedade apoiava e mantinha esta cultura. A “cultura” continuou, mas desta vez os alvos são outros: os LGBT’s. O mais hipócrita dos argumentos é “Amamos os homossexuais, mas não amamos sua homossexualidade.” em referência ao “Deus ama o pecador, mas abomina o pecado.”, o que tampouco na bíblia está. O homossexual é um homossexual. Esta é sua identidade sexual, portanto não há como amá-lo, mas odiar suas práticas, se justamente por conta delas ele é caracterizado como tal. Nossa constituição, apesar de juramentada sob a proteção de Deus (o que é um desrespeito se pararmos para pensar nos cidadãos budistas, hinduístas, ateus, et al.) é laica, e por isso padrões e dogmas religiosos não devem se sobrepor ao que propõe os direitos sócio-humanitários. Respeito seu ponto de vista oposto, mas no que garantir liberdade e direitos iguais a um gay pode interferir na vida de um heterossexual? Se me chamarem de “neguinho” eu posso recorrer e terei apoio da sociedade. Se me chamarem de “viadinho” devo me calar pois os heterossexuais se ofendem com minha busca por direitos? Sinceramente não entendo isto.

    Curtir

    • 1- Obrigado pelo comentário Igor, se você é gay, espero não ter te ofendido.

      2- POR FAVOR, NÃO COLOQUE PALAVRAS NA MINHA BOCA, nunca disse que a PL 122 obrigava alguém a ser gay?

      3- Se a PL 122 criminaliza o comportamento homofóbico, fica claro que cria privilégios, uma vez que NÃO TIPIFICA O QUE VIRIA A SER HOMOFOBIA. Logo, cria-se o privilégio para alguns de não serem criticados.

      4- Alvos são outros? HAUAHUAH. Os alvos é a nossa liberdade de expressão. Não entendi porque você citou a bestialidade e o casamento interracial. Ninguém está falando disso.

      5-Se um gay tem ou não direito de se casar, na minha opinião, é um direito civil. Já falei aqui minha opinião várias vezes. Se casamento é apenas um contrato social, que deixem os gays se casarem; se casamento é a forma do Estado resguardar a melhor forma de uma pessoa ser criada, creio que deve ser apenas entre um homem e uma mulher. Não tenho convicção sobre esse tema.

      6- Com quem você está debatendo? Comigo que não é. EU NUNCA DISSE:”amamos os homossexuais, mas odeio a homossexualidade”. Dá pra ver que você parece estar debatendo com uma pessoa religiosa. Não piso numa igreja a vários anos e jamais usaria argumentos religiosos num debate público. Ainda assim, não vejo necessariamente hipocrisia nessa frase, pois amo meu irmão mesmo detestando o que ele faz(usar chinelo com meia).

      7- Você está falando muito de religião. Já fiz um post sobre a homossexualidade na bíblia, onde expus os argumentos de ambos os lados. Deixe os religiosos pra lá, esse tema é cidadania.

      8- O fato de existir a palavrinha deus na nossa Constituição(a qual não sou fã) não fere a laicidade do Estado. Crentes e descrentes não perdem seu direito de cidadania em virtude de seus credos. É por isso que não uso dogmas religiosos nos meus textos. Argumentos religiosos não servem pra nada. Mesmo não tendo os usado, você salientou o que não fiz.

      9- Respondendo a suas perguntas finais: Sou contra a PL 122 porque ela é tão canalha que não tipifica homofobia. Logo, poderia ser preso mesmo sem ser homofóbico. Você não sabe porque modero os comentários. Mas já recebi ameaças por parte de ativistas gayzistas e tem um montão de comentários me xingando de homofóbico que eu modero. Se essa PL estivesse aprovada, certamente estaria injustamente na cadeia por 3 anos sem fiança.

      10- Garantir direito de não ser criticado não é garantir liberdade. Se me chamarem de gordinho eu devo recorrer a justiça? Se me chamarem de flamenguistazinho devo por a pessoa na cadeia?

      Fica claro que deve haver uma tipificação para considerar o que é comportamento homofóbico, do contrário, apenas é uma lei da censura. Quanto aos negros, me desculpe, sou favorável a lei do racismo, não há o que se comparar a homossexualidade com a o que os negros passaram. São mais de 300 anos de escravidão e opressão, ao contrário de um gay, o afrodescendente não pode ser enrustido.

      Ser “negro” é uma condição imutável, enquanto que a homossexualidade se consiste num comportamento (atração pelo mesmo sexo), que pode ser amenizado, ensinado, promovido e principalmente descoberto. A variedade sexual humana é muito mais abrangente do que hetero e homo. Kinsey dividiu as pessoas em 7 nuances que iriam de somente hétero a somente homo. Como nossa sociedade é heteronormativa (como quase todas aliás), todos as 6 nuances que não são somente hétero acabam sendo considerados LGBT´s.

      Volte sempre.

      Curtir

      • Minha citação em relação à religião é fundamentada na questão de que a aversão hoje imposta à homossexualidade é proveniente dos cultos patriarcais e tradicionalistas, como a maioria advindos das correntes judaico-cristãs. Se revermos a história grega, onde não havia influência cristã e tampouco semítica, veremos que a homossexualidade era algo tido como natural, e isso aos olhos de uma sociedade primitiva, porém, berço da filosofia e de muitas doutrinas humanistas e de civilidade.

        Sobre a bestialidade, creio que tenha entendido que o contexto se referia ao preconceito dos europeus da colônia em relação aos seus escravos afrodescendentes. E não concorcordo com o fato de que negros merecem leis específicas por conta do período em que mantiveram-se como escravos. Merecem por questão de direitos iguais, quaisquer sejam suas condições. Japoneses, indígenas e povos de qualquer outra etnia se valem desta lei, independente de terem ou não uma estigma histórica.

        Comparar a prática da homossexualidade com a combinação meia+chinelo de seu irmão foi um tanto quanto incoerente. Primeiro que a sociedade não se refere ao seu irmão como “carinha da meia e chinelo”, e caso ele sofra algum preconceito por conta disto, é um caráter meramente modístico. A homossexualidade é algo muito mais profundo no psicossocial de uma pessoa do que um ‘hábito fashion’. E não sejamos hipócritas, você já viu algum pai expulsar um filho de casa por usar meias e chinelos?

        Não vos atribuí a responsabilidade de dizer que a PL-122 estava querendo impor a homossexualidade, basta ler novamente que verás. O que citei é uma prática muito comum aqui na região onde moro dentre as igrejas, que espalham este tipo de informação às massas incautas. Sobre te chamarem de gordinho, você sabe muito bem se te chamam de gordo com neutralidade, ou se te chamam de gordo com repulsa. Cabe a você lutar ou não pelos seus ideais. A lei anti racismo também não tipifica o que é considerado racismo, e nem por isso se opôs a ela.

        O casamento como padrão de formação familiar sempre foi algo de caráter religioso e político. No período pré histórico os hominídeos viviam em comunidades mas não tinham normas cívicas de exclusividade de fêmeas, tanto que, o próprio formato da grande masculina era apropriado para retirar esperma de outros das cavidades vaginais das fêmeas. Inclusive, caso seu argumento seja defendido com base nas leis naturais de reprodução, temos aí o comportamento de tantas espécies animais, mesmo que não racionais, de viverem em união com seus pares de mesmo sexo, como bonobos, pinguins, golfinhos…

        Por fim, esclareço aqui que entendo que muitas vezes o preconceito é velado, e expõe-se de forma inconsciente por uma questão de padrão sociocultural. Mas em relação às pessoas que te ameaçam, despreocupe-se. Primeiro que não podemos gerneralizá-las aos demais gays que devem visitar esta página. Segundo que o mesmo ocorre com sites gays que recebem ameaças de fundamentalistas de direita. Psicóticos existem em todo meio.
        Agraceço as boas vindas, e desejo-lhe uma boa noite.

        Ignacio

        Curtir

      • 1- Felizmente, fundamentalistas de direita não querem um privilégio para não serem criticados e colocarem seus opositores na cadeia em virtude de suas opiniões. Já pensou se conservadores defendessem uma lei que criminalizasse quem criticasse filosoficamente o conservadorismo? Se isso ocorresse, é porque se tratam de facistas que não sabem conviver com críticas.

        2- Conheço um blogueiro que teve que sair do Brasil por causa das ameaças e processos do GBB, isso porque a PL 122 não esta nem aprovada. Imagina se estivesse. Eu tenho pleno conhecimento que tenho uma parcela desproporcional de leitores gays. Eu sei dividir as coisas, nunca falei “mal dos gays”, mas sempre vou denunciar o ativismo gayzista(uso gayzista porque nem todo gayzista é gay e nem todo ativista gay é gayzista), que não sabe conviver numa democracia e apenas reflete a mesmas mazelas de outros tipos de fundamentalismos.

        Eu sei que existem gays que não tem interesse em criminalizar a opinião alheia, mas me parece que esses pragmáticos tem sua vozes escondidas pelos discursos dos mais radicais. Infelizmente, esses excessos acabam prejudicando toda a comunidade gay, que mesmo com a aceitação cada vez maior da homossexualidade, vê os casos de violência contra gays aumentarem. Isso é reflexo de uma parcela homofóbica e violenta da sociedade que tem rancor por ver nos gays uma ameaça real aos seus direitos. Na minha opinião, aprovar essa lei do jeito que está apenas vai gerar revanchismos. Ela deve ser mudada.

        3- A comparação com o chinelo do meu irmão foi esdrúxula, mas evidencia que ninguém é obrigado a amar a condição de alguém para amar a pessoa. Meu tio é fiel da IURD e em todas as oportunidades escuta de mim críticas a sua religião oportunista. Será que eu deveria ir para cadeia por criticar meu tio pelo que ele se identifica? O amor independe da aprovação ou consideração que alguém tem sobre a natureza de uma pessoa. Se você ama alguém, sabe que não é obrigado a amar todas os traços de sua personalidade, muito menos aqueles que a pessoa julga como os principais. Por exemplo, sou terminantemente contra o aborto, mas chamei um abortista amigo meu para escrever no blog. O fato dele ter uma ideologia tida pra mim como genocida não é maior que o amor que eu tenho pela pessoa dele. Pessoas sensatas sabem que são indivíduos acima de qualquer grupo. O único grupo que conheço que justifica a miitigação dos direitos alheios por causa da crítica são os radicais islâmicos. Se você criticar a religião mulçumana, mesmo que levemente, já é o suficiente para ir para cadeia em muitos países.

        4- Quanto ao casamento gay ou se homossexualidade é ou não pecado, essas são questões infinitamentes menores para mim, até porque, até hoje, nunca fui homossexual. Entendo que os gays devem lutar pelos direitos civis deles, sem mitigar os dos outros. Numa democracia, sempre haverá vozes discordantes.

        5- Me desculpe, mas vou ter que finalizar essa discussão. Já te dei o direito do contraditório. Sinto-me no direito de não prosseguir numa discussão que não acrescenta em absolutamente nada em relação ao post. A todo momento, você usou uma argumentação de como estivesse discutindo com um religioso. Confesso que isso me deixou encomodado. A discussão fugiu completamente do tema do post. Espero não ter te desrespeitado. Essa discussão é inútil pois muitas informações são contestáveis por você- e vice-versa – por favor, peço que não fique chateado.

        Curtir

      • O crime de injuria existe. Se lhe chamarem de “viadinho” e você se sentir ofendido por isso, recorra à Justiça e processe quem lhe injuriou.

        Curtir

      • “Quanto aos negros, me desculpe, sou favorável a lei do racismo, não há o que se comparar a homossexualidade com a o que os negros passaram. São mais de 300 anos de escravidão e opressão, ao contrário de um gay, o afrodescendente não pode ser enrustido.”
        Direitos humanos não são distribuídos de acordo com as olimpíadas da opressão. E também vai além do fato da pessoa poder esconder sua essência ou não. Por favor.
        Uma pessoa poderia usar da ideia que a escravidão e opressão já passou – logo não mais precisamos de tal lei “ultrapassada”.

        “Ser “negro” é uma condição imutável, enquanto que a homossexualidade se consiste num comportamento (atração pelo mesmo sexo)”
        Dizem muitos dos maiores especialistas em sexualidade humana que a orientação sexual também é praticamente imutável. E homo/hetero/bissexualidade não é comportamento, mas sim orientação, essência intrínseca do ser humano. Atração em si não é comportamento, mas condição.
        “(…)que pode ser amenizado, ensinado, promovido e principalmente descoberto”
        Suposições. Hoje em dia, a cada livro novo que lemos sobre diversidade sexual humana podemos notar que a orientação sexual de uma pessoa raramente é “amenizada”, ensinada ou “promovida”. Ou não? Quais estudos você tem que demonstram a “promoção” da orientação sexual em humanos de maneira eficaz? E sim, pode ser descoberto o que já estava lá, obviamente.

        Curtir

    • O crime de injuria existe. Se lhe chamarem de “viadinho” e você se sentir ofendido por isso, recorra à Justiça e processe quem lhe injuriou.

      Curtir

    • A questão a meu ver é muito simples: as pessoas tem de ter o direito de pensar de forma diferente. Mesmo quando alguém é pré conceituoso, ele tem direito de o ser. As leis brasileiras pecam pelo excesso de especificações, que acabam só criando engodos e distorções juridicas, e no fim só pobres sem dinheiro para bons advogados acabam indo para cadeia. Em qualquer país decente do mundo, as pessoas podem sim dizer que são racistas, ou que apoiam o nazismo ou expressar sua forma de pensar com total liberdade.

      É claro que acho que todo mundo é igual e que as pessoas possuem os mesmos direitos, só que a imposição é como tapar a válvula de segurança de uma panela de pressão. Um dia vai estourar. Os pré conceitos abertos conseguimos identificar e proteger quem precisar. Quando se tornam escondidos, aí nunca saberemos de que lado virá o golpe. Acho que leis de permissão do casamento gay são necessárias, más não vejo onde trancar as pessoas de falarem as as suas besteiras diárias, irá melhorar. Nunca podemos esquecer que estamos lidando com pessoas, e não com máquinas programáveis.

      Eu sou baixo, imaginem se eu quiser uma lei que não permita que as pessoas me chamem de baixinho na hora da raiva? Mesmo que seja um desrespeito, isso faz parte da vida e do crescimento humano. Aprender e lidar com rejeição é necessário. Não vivemos em um mundo dourado.

      Um dos piores comentários que li aqui foi o da Miche que ameaçou avisar a policia federal que o dono deste blog é homofobico. A atitude dela só demonstra que as conversas e discussões terminam, e acabamos virando imbecis sem opinião. Precisamos de pessoas que pensem de forma diferente. Ser não é única forma diferente que precisa ser defendida. O direito de pensar é o que mais nos enriquece e ajuda o ser humano a realmente superar as barreiras. Chamar a policia para tudo que as pessoas falam é cooperar para um estado totalitário. Um dia isso irá cair em cima de cada um. É triste que as pessoas não enxerguem que estão sendo usadas pelo estado para aumentar aos poucos os poderes do governo. Quando os grupos que tanto tentam se defender acabarem se tornando vitimas da armadilha que estão criando, aí será tarde para reclamar.

      Curtir

  3. Essa PLC 122 é realmente polêmica.Vou ser sincero ,sou totalmente a favor,porque é uma forma de educar as pessoas.Veja bem,muitos alegam que é um privilégio em detrimento dos gordinhos ,dos anõezinhos ,dos magricelinhos ,mas acredito que a comunidade LGBT é mais propício à violência e insultos do que esses outros grupos.Agora, eu não entendo porque é que a lei Maria da Penha não foi tão polêmica como está sendo a PLC 122 ,porque ela tem os mesmos efeitos jurídicos também ,e protege a mulher contra a violência.Seguindo seu raciocínio ,como saber,então, que uma mulher foi violentada pelo marido se ela pode está mentindo?A lei Maria da Penha não é inconveniente também?Outra coisa,a lei do racismo também não caracteriza uma violação da liberdade de expressão?Senão,por que só a PLC 122 é inaceitável e caracteriza uma possível violação dessa liberdade?E o que é liberdade de expressão?É xingar os outros?A ponto de encher o saco?E ter por consequência até mesmo a morte?Tudo tem limites.Conheço o blogueiro (que você mencionou no comentário acima) que teve que sair do Brasil,ou seja,fugir do MPF.Sabe por que isso aconteceu?Veja:”A maioria — composta de cristãos, nominais ou não — fica parada e de boca aberta enquanto a minoria grita exigindo direitos. Seu grito
    essencialmente clama: “Sodomia já! Abaixo a normalidade sexual! Abaixo
    o casamento homem mulher! Viva o pênis no ânus!””
    Fonte.: http://juliosevero.blogspot.com.br/2011/10/site-do-pt-publica-queixa-da-abglt.html
    Toda liberdade de expressão tem limites,isso que você viu é excesso,nunca que uma liberdade de expressão pode servir como pretexto para incitar a violência e o ódio.Porque o blog dele é uma apologia à violência contra gays, não só a dele ,mas como também neste site:defesa-hetero.blogspot.com.br
    Agora, pergunto,isso para você é justo?Se for é perda de tempo está aqui,mas você tem todo direito de dizer que eles estão certos.
    Meu caro,ninguém deve confundir liberdade de expressão com libertinagem.Por exemplo,se eu chamasse o pastor Malafaia de $ila$ Malacheia de dinheiro, com certeza vai ofendê-lo,mas eu estou na minha “sagrada” liberdade de expressão tanto defendida por ele.Isso é só uma nota de esclarecimento,sei que quase tudo que disse não tem nada haver com o artigo de sua autoria.Agora ,já que a PLC 122 para você é inútil o que seria necessário para reduzir os insultos e a violência contra gays?Ou não merecem?Se não existisse tal violência a PLC 122 nunca teria sido elaborada,mas estão colhendo o que plantaram.Ódio e tolerância continuam a plantar,mas parece que não sabem as consequências do semeio ,o fruto que pode gerar,mas ela veio e está aí ,com outro aspecto que em nada agradou.Acredito que na vida tudo tem que ter provas concretas ,se um homossexual se sente indiferente em um grupo por seu chefe ,e acredita que é por causa de sua orientação sexual,ele tem que ter provas para legitimar e ter razão.Um travesti que for expulso de um restaurante por ser o que é, isso é uma prova concreta de um discriminação.Imagine se todos fizessem o mesmo?Pra quem apelar já que não existe um amparo legal que o proteja e defenda?Tudo tem limites ,tudo em excesso é prejudicial e a PLC 122 está aí para diminuir os excessos. Obrigado pelo direito de resposta e desculpe se eu fui de encontro às suas argumentações.Tenha um boa tarde.

    Curtir

    • Caro Junior, todos os pontos que você disse eu já levantei em posts anteriores.

      1- Se a PL 122 se consistisse apenas na criminalização da injúria homofóbica ou da agressão motivada por homofobia, seria o primeiro a ser favorável a ela. No entanto, como você pode ler(não sou eu que estou falando, está escrito na lei), ela vai muito além do que deveria ir
      e pode ser usada de forma totalitária.

      Ex: uma coisa é ser preso por 3 anos por fazer um injuria homofóbica, mas o que essa lei maluca abre brechas é para que uma pessoa seja presa por criticar a homossexualidade. No Brasil posso criticar o papa, o $ILA$ MALACHEIA, quem pratica caridade, mas se eu criticar filosoficamente a homossexualidade vou preso.

      Não precisa ser nenhum gênio para entender que essa lei foi feita com a intenção de criminalizar a opinião das pessoas.

      2- Nem todo negro é gay e nem todo gay é negro. Por mais que as pessoas usem as luta dos negros como trampolim, a verdade é que os gays não foram escravizados por mais de 300 anos. Ainda assim, a lei anti-racismo não proíbe ninguém de falar mal da cor preta, o que proíbe é a discriminação de uma pessoa em função de sua cor.

      3- A lei Maria da Penha é uma lei completamente justa por repelir um mal endêmico que existe na sociedade. É mais fácil uma mulher morrer dentro de casa do que fora dela. Por isso a necessidade de proteger a mulher de crimes cometidos por seus parceiros. Veja bem: a lei trata de violência doméstica.

      No caso dos homossexuais, não existe esse genocídio de gays. Até o GBB alega que o Brasil teria 300 mortes provocados por homofobia a cada ano. Se considerarmos que 5% da população é LGBT(com certeza é mais), teríamos um número de mais de 9 milhões de LGBT´s no Brasil. Sendo que essas mortes corresponderiam a menos de 0,01%. Ou seja, não existe genocídio de gays no Brasil. O que existe é homofobia e violência contra eles, que deve ser tratada de forma coerente. Não é ameaçando a sociedade que você irá torná-la menos homofóbica, o que deve ser feito é educar a sociedade dos efeitos maléficos da homofobia.

      Só para lançar a pá de cal, uma delegacia do Espirito Santo resolveu apurar os 27 casos de suposta homofobia e descobriu que 22 desses suposto casos eram motivados por crimes passionais.
      VEJAM O VÍDEO ABAIXO A PARTIR DO MINUTO 31:30!

      4- Quanto ao $ILA$, ele não seria nada se não fosse a PL 122, o Kit gay e todas essas loucuras do atual governo no tocante aos LGBT´s. Quanto mais ele é perseguido e citado pelos ativistas gays, mais notoriedade ele ganha. Em parte, Silas Malafaia é uma criação dessa própria conjuntura.O excesso dessas ações acaba dando razão para ele. Ademais, o fato dele ser pastor não lhe tira o direito de se expressar, da mesma forma que se fosse gay teria o mesmo direito. Vivemos numa democracia e numa sociedade sempre haverá grupos antagônicos. Ele pode falar mal dos gays e todo mundo pode falar mal dos crentes. O que não é democrático é prender pessoas apenas pela mera crítica a algo.

      Como se isso não bastasse, esse ódio incitado aos religiosos por alguns grupos também gera violência. Veja abaixo um religioso hétero sendo agredido por gays num evento nos EUA:
      https://acidblacknerd.wordpress.com/2013/07/14/heterofobia-em-evento-gay-nos-eua-heterossexual-e-agredido-por-homossexuais/

      A ignorância não é definida pela condição sexual. Eu seria um imbecil se acreditasse que esse caso acima deveria ser tratado de forma diferente por ser cristofobia ou heterofobia. Uma agressão não deve ser considerado pior apenas porque a vítima faz parte de algum grupo. A lei vale para todos.

      5- Nenhuma das virtudes trazidas pela PL 122 diminui o fato de que ela contém absurdos que podem ser extremamente perigosos a sociedade. Até agora ninguém refutou o fato de que esses absurdos realmente estão escritos na lei, ou seja, as pessoas querem essa lei aprovada não ligando para o que está escrito nela.

      Vou contar um fato curioso: Deputados evangélicos frouxos, vendo que essa lei ia dar uma confusão, pediram para o PT que ele tipificasse o que era homofobia que eles seriam a favor. Sabe o que o PT fez? Falou que ia passar do jeito que está. Isso mostra que estamos sendo governados por uma corja de corruptos que, além de não terem princípios, ainda querem ter um motivo para criminalizar a conduta de seus opositores.

      Obs: Tendo educação sempre te concederei esse espaço. Você já é de casa.

      Abraços!

      Curtir

      • “Quanto ao $ILA$, ele não seria nada se não fosse a PL 122, o Kit gay e todas essas loucuras do atual governo no tocante aos LGBT´s. Quanto mais ele é perseguido e citado pelos ativistas gays, mais notoriedade ele ganha. Em parte, Silas Malafaia é uma criação dessa própria conjuntura.”

        Foi isso que o Guzzo intuiu naquele artigo. A citação da cabra foi infeliz, mas em um contexto das limitações impostas ao casamento civil.

        Curtir

  4. Caro Zé,desculpe-me pela insistência ,mas mais uma vez meus argumentos vão de encontro aos seus.Desta vez ,vou publicar aqui um artigo de um blog que há muito tempo venho seguindo.Peço-te desculpas pela insistência,mas é de suma importância para o seu conhecimento e outros que visitarem esse blog.Espero que tenha paciência.
    PARA QUE SERVE A PLC 122:
    1º) O PLC 122/06 ataca a liberdade de expressão religiosa!

    Resposta: A liberdade de expressão assegurada pela nossa Constituição brasileira tem o DEVER de respeitar a vida, a honra e a segurança de qualquer pessoa, e isso inclui os gays, lésbicas, travestis e transexuais também. A liberdade de expressão não pode ser confundida com libertinagem de expressão como muitos pensam por aí.

    Muitos dos fundamentalistas religiosos e políticos do meio evangélico afirmam que o PLC 122/06 os privam da liberdade de expressão; mas o que temos visto é totalmente o contrário. Tais fundamentalistas incitam a população através de suas pregações a negarem os mesmos direitos de liberdade [que eles exercem] aos GLBTTs. Os homossexuais são livres para fazer tudo àquilo que a lei não lhes proíbe; o inciso II protege-os também na indiscricionaridade da autoridade pública. No direito penal, não há crime sem lei anterior que o defina; ou seja, se não existe nenhum artigo na Constituição Federal que criminalize a demonstração de afeto em público dos homossexuais… Permitido está! Não há crime! É um direito que lhes cabem também!
    O PLC 122/06 só pune os excessos de quem se diz usar o direito de liberdade de expressão e passa a agredir verbalmente os homossexuais. Este projeto amplia o delito de opinião do Art XX da lei 7.716 (conhecida como a Lei Caó) em relação aos GLBTTs. Sendo mais específico… Dizer que a homossexualidade é pecado e abominação ao deus bíblico, qualquer crente pode dizer, porque dogmas religiosos qualquer homossexual pode refutar exercendo o mesmo direito de livre pensamento também, bastando apenas informar-se; porém o que não se pode sair pregando por aí é que os homossexuais são o “câncer” da sociedade, pedófilos, promíscuos, incapazes de educar uma criança e compará-los a bandidos, praticantes de zoofilia, necrofilia, etc. A conduta preconceituosa e homofóbica fere o Princípio da Dignidade da Pessoa Humana, fundamentado no artigo 1º da Constituição Federal, além de outros direitos fundamentais, como a liberdade de orientação sexual que diz respeito à intimidade e à vida privada do indivíduo. “A liberdade de dispor da própria sexualidade é um direito fundamental que emana da dignidade humana, cláusula pétrea”.
    2º) O PLC 122/06 cria privilégios… castas intocáveis e incriticáveis!

    Resposta: O termo usado neste projeto como “orientação sexual” inclui também a heterossexualidade, como também protege os que se dizem heterossexuais da “heterofobia”. O PLC 122 não cria uma lei nova, apenas amplia a relação de vítimas previstas na lei anti-racismo da Lei Caó. Quem usa o termo “casta” inclui todos as categorias descritas na Lei Caó.

    3º) O PLC 122/06 protege uma “opção”, conduta ou prática!

    Resposta: A homossexualidade é genética! Se for uma opção, a heterossexualidade também é! Porém, a prática heterossexual é que é a “protegida”, pois é aceita pela maioria. Contudo, já que os evangélicos citam maliciosamente a Constituição Federal brasileira contra o PLC 122, vale a pena ressaltar que no Art 5º da CF diz que “todos são iguais perante a lei” e sendo assim, se heterossexuais têm o direito de andarem livremente demonstrando afeto em público, a mesma Constituição Federal garante aos homossexuais o mesmo direito. Quando alguém (hetero ou fanático religioso) afirma que homossexuais não podem fazer isso ou aquilo em público, tem que estar baseado na nossa Constituição brasileira pra isso e não em crença religiosa alguma! Também o parágrafo II do mesmo artigo diz que os direitos e garantias fundamentais previstos na Constituição brasileira não excluem outros que possam vir a ser incluídos via tratados em convenções internacionais. E o PLC 122 contém esses direitos!
    4º) Homossexuais não precisam do PLC 122/06 por já existirem leis que punem discriminação e violência!
    Resposta: Quando a Lei Caó foi criada, percebeu-se que a Constituição Federal e as leis vigentes não eram suficientes para crimes e violências específicas. Tinha que haver punições mais rigorosas para tais crimes. A Lei Caó protege grupos vulneráveis que sofrem uma peculiar e intensa espécie de violência.
    5º) Não existe noutros países projetos de leis como o PLC 122/06!
    Resposta: Os países como: Estados Unidos da América, Andorra, Canadá, Bélgica, Croácia, Dinamarca, Espanha, França, Holanda, Islândia, Luxemburgo, Colômbia e Costa Rica já incluíram na lei de racismo o crime de discriminação por orientação sexual e identidade de gênero.
    6º) Com o PLC 122/06 não se pode demitir um gay!
    Resposta: Ninguém pode demitir alguém por ser negro, branco, gay, lésbica, etc; a não ser que o indivíduo faça por onde ser demitido. Porém se um gay que foi demitido por irresponsabilidade e o mesmo disser que foi por discriminação, o Ministério Público entrará em ação para provar se a alegação procede ou não!
    7º) Homofobia é só agressão física e assassinatos!

    Resposta: Segundo a ONU e o Parlamento Europeu, homofobia é aversão às pessoas LGBTTs, bem como todo tipo de discriminação a elas como: bullying e violências física, verbal e psicológica!

    Mais uma vez peço-te desculpas pela insistência,e mesmo o tamanho do texto.Tenha uma boa noite.
    OBS.:Eu ainda não assisti ao vídeo por falta de tempo,a qual você me sugeriu,mas prometo que vou assisti a ele.Obrigado por me dirigir bem a palavra.Você é o único que vejo sinceridade,coisa que não vi em outros blogs ,parece que eles fogem quando eu o questiono,recebi até ameaças de processo,mas eu insisto nem que seja a única coisa que eu faça na vida.Se eu estiver tempo continuarei a comentar seus artigos.Obrigado.

    Curtir

    • Caro Junior,

      1- Seu comentário em CNTP iria direto pro lixo. Só está aqui por consideração a você. Pra mim, fugiu do tema do texto.

      2- Os comentários mais odiosos que já recebi e 100% das ameaças que já sofri desde que blogo partiram de radicais gayzistas. Ainda assim, deixo eles pra lá. Não uso isso como troféu ou argumento.

      3- Apaguei o link. Estou cansado de dar tráfego para o MSL(movimento dos sem leitores). Alguns pontos desse texto pra mim são até válidos por responderem a absurdos; outros, chegam a ser ridículos.

      4- Veja bem junior, o nome do post é 5 absurdos da PL 122 que a mídia não quer que você saiba. Durante todo meu texto, não me muni de argumentos religiosos, tampouco recitei a bíblia ou o alcorão. A única coisa que fiz foi ler e citar a própria lei. Nada saiu da minha cabeça. Não se trata de achismo. A lei tem vários pontos horrorosos e ponto final. Nenhum comentário refuta isso porque não temos o poder de mudar o que está escrito nela.

      5- Algo recorrente e extremamente cansativo para mim em discussões é ser vítima da estratégia do espantalho. Isso ocorre quando pessoa refuta argumentos que você não disse e depois sai da discussão achando que se deu bem. Olha, esse seu texto acaba fazendo exatamente isso. Muitos dos “argumentos refutados” nesse texto não encontram eco em nenhum dos meus textos. Quem lê isso e não me conhece acha você está respondendo a um fundamentalista religioso, coisa que não sou. Aliás, a maioria das pessoas chamadas de fundamentalistas nem se enquadram na definição do termo.

      6- Olha, o texto se chama 5 absurdos, ou seja, retirando esses 5 absurdos eu poderia ser a favor dela. O problema é que nossos políticos querem passá-la desse jeito como está. Seria muito mais fácil redigir a lei de forma a não caber conclusões dúbias. Pouparia o tempo de muita gente.

      Sem mais. Abraços.

      Curtir

  5. Sei que alguns pontos do texto não tinha nada haver com o seu artigo,eu já sabia sua reação,mas indiquei ele porque aborda vários temas de um modo geral para uma melhor compreensão do assunto porque um assunto puxa outro.Mas era para você ter deletado senão gostou,e ter dito para mim o motivo pelo qual o deletou.Se possível,por favor ,delete-o.Quero deixar bem claro que em nenhum momento te fiz ser vítima da “estratégia do espantalho”(melhor dizendo, nem sabia o que era isso), tampouco eu indiquei o texto para me dá bem,mas reconheço meu erro,e não acontece mais.
    Boa tarde.

    Curtir

  6. Estão querendo é papo discutindo essa lei absurda. Nesse País nem os criminosos de verdade conseguem vaga nas cadeias, quanto mais cidadãos que são contra a viadagem exacerbada.

    Curtir

      • Voce esta certo, sem duvida Ricardo e eu concordo com voce em tudo. Sou tambem contra tudo o que esta nessa PL 122. Nada se aproveita. Ele e parte do PNDH 3 E um golpe para ajudar na tomada do poder que alias ja esta nas maos desse partido safado mas que ainda nao conseguiram derrubar as instituicoes e implantar definitivamente o comunismo.

        Curtir

  7. Cada um escolhe o que quer ser, homem ou mulher. Mais não pode ter o poder de escolher o que as outras pessoas pensam sobre sua escolha. Muito menos obrigar que respeitem sua escolha. Acredito que o direito do outro vai até o limite que fere o meu e vice versa.

    Curtir

  8. Para mim todo o PL 122 e infame e ja foi rejeitado e nem sei por que ainda o estao debatendo. Totalmente desnecessario. Se abominamos o golpe que o PT esta tentando aplicar no pais para trasnforma-lo numa imensa Cuba tambem abominamos qualquer PL dessa natureza porque se eles sairem do governo nos precisamos nos sentir livres de toda essa massiva propaganda de gays e coisas do genero.

    Curtir

  9. “Não erreis: nem impuros, nem idólatras, nem adúlteros, nem efeminados, nem sodomitas, nem ladrões, nem avarentos, nem bêbados, nem maldizentes, nem roubadores herdarão o reino de Deus” (1 Coríntios 6:9-10);

    “Mas quanto aos medrosos, e aos incrédulos, e aos abomináveis, e aos homicidas, e aos adúlteros, e aos feiticeiros, e aos idólatras, e a todos os mentirosos, a sua parte será no lago que arde com fogo e enxofre, que é a segunda morte” (Apocalipse 21:8).

    Curtir

  10. Para existir a homofobia teria que existir a Heterofobia…….placar 0 x 0 porque a Constituição é clara…direitos iguais para todos.
    Como diz o famoso Olavo de Carvalho…………o QUE QUE HÁ DE TÃO SACROSSANTO EM UM CASAL HOMOAFETIVO PARA SE TORNAREM “INTOCÁVEIS” ??? querem se sobrepor à lei?????? Tenho amigos Gays que vivem dignamente, mas também conheço outros que litigam de Má Fé e tentam enriquecimento ilícito demandando judicialmente pleiteando dano moral por suposto ato homofóbico. (Aconteceu comigo).

    Curtir

  11. Chega a beirar a infantilidade a promulgação de uma lei que obrigue as pessoas a agirem com o mínimo de civilidade. Liberdade de expressão é para ser usada com responsabilidade.
    O brasileiro é um “boca-aberta mal educado”. Não presta nem pra desejar bom dia ao porteiro do prédio, mas vive dando pitaco na vida dos outros.
    Já estamos todos cansados de saber, o maior problema do brasileiro é a EDUCAÇÃO e somente a educação determinará o proveito da nossa liberdade de expressão.

    Curtir

  12. Pela natureza Um casal sempre sera heterogâmico nunca homossexual. A união sim poderá ser homossexual . Porem o ser humano deve ter a liberdade de se UNIR com individuos do mesmo sexo.Daí vem os seus direitos…Livre arbítrio.

    Curtir

  13. nunca li tanta besteira, vocês poderiam, quem sabe, estudar antes de abrir a boca…essa pl não é mais contra a homofobia a algum tempo e suas análises são infantis, percebe-se que você não domina o assunto.

    Curtir

  14. Pelo o que foi dito, esta lei sendo aprovada cria um direito especial aos seus requerentes, de tal forma que eles passam a ser as criaturas mais importantes do universo! Passa a gozar de um privilegio único na historia da raça humana, sendo superior as criaturas divinas e extra terrestres, hoje pode-se criticar até o papa, isto não é crime, mais pelo PL 122 criticando esta nova comunidade especial é crime, pelo visto você pode por pra fora de sua casa que é seu recinto inviolável quem quer seja, santo ou demônio! Menos um membro dessa comunidade requerente desse novo direito absoluto. Tendo como saída para o resto engolir tudo ou aderir a nova ordem sendo um deles, este é um grande problema.

    Curtir

  15. O respeito é a base de tudo, mais para que o respeito seja de fato praticado é preciso respeitar os direitos individuais e coletivos, a conduta estar diretamente ligada a este termo de regramento, seu direito termina onde o meu inicia, isto é regra não podemos ter uma boa convivência sem o devido regramento, é importante debater todos os temas e procurar resposta e soluções e isto é respeito. Temos que ser tolerante e equilibrado em nossas ações e escolhas, e temos que ser decente em nossa conduta.

    Curtir

  16. Esta Lei PL122 não vai resolver nada, pois a exemplo da Lei Maria da Penha muitas mulheres continuam sendo mortas e muitos homossexuais também vão ser mortos (assassinados), como também crianças, idosos, negros e etc. Gente, Srs Deputados, Senadores, Presidente da República o que está faltando é cumprir a Lei do Amor. Nada disso vai resolver se não tiver amor. È remar contra a maré.

    Curtir

  17. Realmente os tempos mudaram. Lembrei-me de um relato que não sei se é real pois não sou conhecedor da Bíblia, mas se não me falha a memoria atribuído era algo atribuído à sabedoria do rei Salomão, quando ficou sabendo que dois homens pretendiam casar-se. Salomão simplesmente disse: ponha-os numa cela, quando procriarem realizo o casamento. Pobre Salomão, hoje seria degolado.

    Curtir

  18. 1. ofender a integridade corporal ou a saúde de outrem;
    – Nessa parte diz respeito à agressão proposital contra alguém motivado pelo preconceito. Faça um bom contra-argumento da próxima vez.

    2. ofender a honra das coletividades previstas no caput;e
    – Se esse Paulão for racista e em um movimento cheio de negros ele falar “Bando de negros imundos” como forma de ofensa, SIM! Isso é crime.

    3. Art. 4º Aumenta-se a pena dos crimes previstos nesta lei de um sexto a metade se a ofensa foi também motivada por raça, cor, etnia, procedência nacional e religião, indicativos de ódio ou intolerância.
    – Nesse seu exemplo a injúria foi motivada pelo esporte e não por nenhum item previsto na lei. (Por favor aprende a argumentar antes)

    4. impedir ou obstar o acesso de pessoa, devidamente habilitada, a cargo ou emprego público, ou obstar sua promoção funcional;
    – No seu exemplo, você é obrigado a provar os fatores que levaram a não escolha dela, do mesmo jeito que empresas lideradas por racistas tem que provar que a não-escolha de alguém foi devido a cor da pele.

    5. Art. 5º Em nenhuma hipótese as penas previstas nesta lei serão substituídas por prestações pecuniárias.
    – Seu argumento compara um menor de idade cometendo um estupro para um maior de idade consciente de seus atos estar ofendendo alguém. Ao meu ver o problema está na baixa pena dos outros crimes. Se alguém ofendesse seu filho e o humilhasse, acho que você, leitor, acharia 2 anos pouco.

    6. impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade, identidade de gênero ou orientação sexual em espaços públicos ou privados de uso coletivo, exceto em templos de qualquer culto, quando estas expressões e manifestações sejam permitidas às demais pessoas;
    – Seu exemplo chama de inconstinucional um direito que não é dado a todos os presentes no templo que se refere, logo nem preciso comentar que isso não é Democrático…

    Curtir

  19. bando de viado ops… homossexuais…
    nossa sonho seria q essa lei fosse para simples pessoas , que seguem a sua vida normalmente…como Deus Nos fez… menino e menina..
    agora o brasil é uma merda mesmo.. aqui .. bandido na cadeia tem salaria mais alto q o minimo, come, dorme, bebe, e recebe as custas do povo, punição de politico corrupto é aposentadoria de 10 mil por mes.. aposentadoria do fdp q trabalha a vida toda, é uma merda… e agora esse filhos da puta aops(de garotas de programa registradas) querem proibir ate partes da bíbliaaaaaa……. vai cavar sua propria cova..
    quando os cristaos acordaremm e realmente verem o q esta acontecendo.. Sodoma e Gomorra vai ser ficha curta…

    Curtir

  20. Esta PL 122 só visa um lada, se o cara tem vontade de dar o tonho problema dele,o que não pode é toda sociedade ficar refém deste grupos LGTBS que só está visando o lado politico e dinheiro pra suas orgias e não o respeito que pteleia.
    Que tal os políticos deixar de roubar e implantar uma educação de qualidade no Brasil, pois é na educação que encontramos a resposta um respeitando o lado de outro, mas não, as biba louca prefere a baixaria se achando dona do pedaço, não é desta forma que vão massacra as famílias.
    Não cinto ódio destes ativista tenho pena sendo manipulado por um grupo que não representa a homossexualidade Brasileira.
    Faço um convite a você, convite de quem já foi por quase 10 anos comunista, leia sobre o que é comunismo, certamente mudarão de opinião, ou morrerão pela ignorância, digo não a PL122, digo NÃO AO COMUNISMO.

    Curtir

  21. Por esse e muitos motivos nosso país e manchado pela incompetência de nossos administradores. Eu vivo em uma terra onde as leis não funcionam. Você que defende essa lei mascarada, será que você tem noção de todo conteúdo de nossa constituição ?. A PL 122 é importante para quem ? Ser contra a aceitação de ver dois homens se beijando na sua frente, não pode ser considerada um ato criminoso. Os casos de agressões citados contra homossexuais, não pode ser considerado um caso aparte; toda agressão tem que ser coibida na mesma proporção.

    Eu li a os comentários ARTUR LUIZ OLIVEIRA, e percebo que se trata de uma pessoa que é do tipo, que, quer ser um REVOLUCIONÁRIO SOCIAL. Para mim seus comentários são muitos teóricos e filosóficos. Você fala de fundamentos__ Quais ?
    Se eu for contra a opinião sexual do meu filho eu vou ter que ir pra cadeia ?
    OU até mesmo se um adolescente por um fato ofender um um ” GAY ” ele deverá ir para FEBEM ( Fundação Casa ) por isso?

    Muitos criticam a opinião dos Evangélicos e de outros religiosos. Más sancionar essa lei, é o mesmo que ir contra os princípios bíblicos que essas pessoas acreditam. Ser a favor da PL 122 é o mesmo que ir contra os ensinamento de Deus. O mundo seria muito melhor se as leis e os princípios fossem os mesmos que Jesus Cristo nos ensinou.

    Transformar esse circo político em lei e principalmente em mídia é fácil. Quero ver é você que defender o homossexualismo quando seu filho chegar em casa e falar que gosta de homem e ainda por cima que ele é PASSIVO.

    Sejamos seguidores da bíblia sagrada, sejam as palavras de Deus o caminho para a salvação.

    Curtir

    • Junio Marcelino,

      Não fale em nome de ninguém a nao ser o seu… O mundo esta cheio de ódio e desencontros. O que estamos precisando é de mais amor e menos ódio e falta de entendimento. “o ato sexual” em sí não esta em discussão na PLC122, o que esta em discussão é a falta de compreensão, a falta de respeito de um ser humano contra o outro, pois agredir, seja fisícamente, ou verbalmente, ou psicologicamente; tem de ser considerado como crime. As leis deveriam ser iguais para todos, mas infelizmente as minorias sofrem com este tipod de agressão, o que esta lei irá fazer é, educar de forma drástica, as pessoas que acham que por direito, podem agredir, bater, até mesmo matar, pois eles não aceitam ou não entendem.
      Os fundamentos bíblicos servem para você, mas isto não o dá o direito de impor estes mesmo valores no resto do mundo. Espero que se se um dia seu filho ou filha seguir que a natureza o fez, você não vire sua cara para eles, pois se é para falar de Jesus ou em nome dele, as palavras que ele disse são simples, ‘amais uns aos outros como eu vos amei’. Leviticus fala sim de de sodomia, e também que deve se apredejar os adulteros, e outras leis mais cabíveis e aplicáveis para a época… Hoje estamos caminhando para compreensão do que é o amor, ele vem de várias formas, os gays também são filhos de Deus, pois não somos todos refexos de sua imagem… Procure ler mais, separe a religião do conhecimento, seja um cristão, e seja um intelectual. Não existe uma formula para se tomar e deixar de ser hetero ou homo, nós humanos estamos passando por transições, e estamos evoluindo… é preciso acabar com a violência, com a falta de compreensão, de amor ao próximo a falta de informação e aceitação. Aprovar a PLC122, é um direito humano, é uma forma de aprovar que não temos o direito de agredir ninguém baseado em crença, ou forma de pensar, somos todos seres humanos lutando uma batallha interna e externa… A passagem neste mundo é curta demais para odiar, para nao querer entender e nao respeitarmos um ao outro….
      Pense nisto.. E saiba que o que o mundo quer e precisa é mais de amor e compreensão, de menos violência e uma sociendade mais civilizada com suas diferenças, mas unida em prol de uma só meta… AMOR incondicional sem violência, qualquer tipo de violência….

      Curtir

  22. Texto atualmente discutido[editar | editar código-fonte]

    Por ter sido aprovado na Comissão de Assuntos Sociais e por força do regimento interno do senado brasileiro, o texto antigo do PLC 122 (originário da Câmara) perdeu sua validade, apesar de ser erroneamente tido como ainda válido, algo que causa confusão entre aqueles que não acompanham a tramitação do projeto. O texto que é debatido é o previsto no relatório de Fátima Cleide e aprovado na CAS do Senado:
    Cquote1.svg Altera a Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, e o § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, para punir a discriminação ou preconceito de origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero, e dá outras providências.
    Art. 1º A ementa da Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar com a seguinte redação: “Define os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.” (NR)
    Art. 2º A Lei nº 7.716, de 5 de janeiro de 1989, passa a vigorar com as seguintes alterações:
    “Art. 1º Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.” (NR)
    “Artigo 4º: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.”
    Artigo 8º-A: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.
    Artigo 8º-B: Proibir a livre expressão e manifestação de afetividade do cidadão homossexual, bissexual ou transgênero, sendo estas expressões e manifestações permitidas aos demais cidadãos ou cidadãs. Pena: reclusão de dois a cinco anos.
    “Art. 8º Impedir o acesso ou recusar atendimento em restaurantes, bares ou locais semelhantes abertos ao público.
    Pena: reclusão de um a três anos.
    Parágrafo único: Incide nas mesmas penas aquele que impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público de pessoas com as características previstas no art. 1º desta Lei, sendo estas expressões e manifestações permitida às demais pessoas.” (NR)
    Artigo 16º, parágrafo 5ª: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.
    “Art. 20. Praticar, induzir ou incitar a discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.
    Pena: reclusão de um a três anos e multa.” (NR)
    Art. 3º O § 3º do art. 140 do Decreto-Lei nº 2.848, de 7 de dezembro de 1940 – Código Penal, passa a vigorar com a seguinte redação: “§ 3º Se a injúria consiste na utilização de elementos referentes a raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero: ………………………………………………………” (NR)
    Art. 4º Esta Lei entra em vigor na data de sua publicação.” Senado Federal, Tramitação do PLC 122/06, parecer da CAS22

    Curtir

  23. É incrível como a má interpretação (e não cito se proposital) de proposições faz um desserviço à sociedade. Parabéns por serem idiotas!

    Curtir

  24. Creio que seja desmedida e desproporcional a reação negativa de algumas classes a esse projeto de lei, fazendo com que um assunto importante fique parado no Legislativo. E esse medo de gay se fundamenta em fantasia, chega a ser patético. Sempre ouvi dizer, entre outras coisas, que ver dois homens se beijando faria nossos meninos virarem gays. Quem pensa assim superestima demais a homossexualidade do outro ao passo em que subestima de sobremodo a sua heterossexualidade. Mas sexualidade não se aprende nem se escolhe, embora se possa reprimir. Também não é a vontade dos pais, ou a criação que dão, que fará alguém ser de fato heterossexual; sei de muitos preconceituosos que não mudaram seus filhos – Edir Macedo é um deles. Tenho um conhecido que sempre dizia que preferia ter um filho ladrão a, “viado”, nascer morto era para ele outra opção formidável. Felizmente, para a sorte dele, seus dois filhos se declararam gays ainda na adolescência; eles poderiam estar traficando, assaltando ônibus, bancos, num presídio agora ou, mortos já, mas não, eles são apenas gays. Como reagiu meu vizinho? Ele aprendeu a calar a boca, a respeitar os outros e, ama os filhos loucamente, aí de quem falar deles. Outros pais expulsam os filhos de casa depois de espanca-los bastante; cada um reage como pode. E o que conseguem com isso? Não sei. Mas o fato é que em toda a História houve homossexualidade, e continuará a existir quando a gente for embora do mundo; então vamos tornar a nossa estada aqui agradável, para nós e para os outros. Ninguém está certo ou errado nem tão pouco é o dono da verdade numa condição em que de certo mesmo só há o fato de que nascemos e em algum momento morreremos. Há bandeiras mais dignas a se defender na vida do a do assenhoramento sócio-religioso da sexualidade dos indivíduos.

    Curtir

  25. Mais um absurdo desta porcaria de lei, e que nao podera mais ter dia das maes e nem dos pais. e obrigarao um menino na escola passar a mao no orgao genital do outro menino e assim, tambem a menina na menina. que ABSURDO por causa de alguns gays e lesbicas /nao todos pois ha alguns que nao aceitam isso/e uma comunidade gay LGBT ela principalmente, querem fazer que 200 milhoes de pessoas serem prejudicadas por causa deles, nao podemos falar nada? quero e, sem duvida o povo brasileiro quer LIBERDADE DE EXPRESSAO.

    Curtir

      • Espero que isso tenha sido alguma forma de sarcasmo, porquê Gays, negros e nordestinos tem uma história de serem vítimas de preconceito e violência em comum.

        Cor, regionalidade, opção sexual ou qualquer outro motivo que faça uma pessoa jogar ódio noutra sem nenhuma razão minimamente lógica, tudo isso é preconceito e do forte.

        Curtir

      • Prezado, esse aqui é um espaço de debate de diversidade de ideias. Se não respondi é porque não fui atacado ou não me fizeram perguntas. Não duvido que o comentário dele seja idiota, pois como sou um democrata não censuro ninguém, até você teve seu espaço preservado. Pra mim você não é melhor que ele e nem ele melhor que você. Se ele não tenta te calar, porque calá-lo? Se você não gostou do que ele disse, argumente.

        Curtir

  26. essa cambada de políticos sem futuro deveriam era resolver o problemas de corrupção menores infratores dizimando famílias e outras grandes vergonhas que rolam aqui nessa porcaria de país.agente vota nesses malditos e eles só fazem merda!!! sem falar na saúde q é um lixo em todo o país.pra eles não pq tem o sírio libanês. agora os burros q votao que se fodam .tem leis e decisões de mais futuro pra vcs tomarem ô bando de nada!

    Curtir

  27. Vou tentar ser prático. Não sou contra os homossexuais, eles podem e devem demostrar seu afeto onde bem entender de igual maneira a um casal heterossexual. Mas o que me preocupo é em não poder mais dizer que não acho isso natural. Agora poderei ser marginalizado por expressar uma opinião?!

    Curtir

  28. Os ativistas gays não aguentam o embate em sua essência, são intransigentes e irredutíveis em sua MAIORIA, confundem os argumentos de direito colocados e os interpretam de forma a se colocarem como pobres vítimas. Absurdo.
    Procuram privilégios, somente isso. Eis que todo o cidadão brasileiro (vou me restringir ao Brasil apenas), é pessoa humana, bem como possui direitos e deveres, independente da cor, raça, religião, e, no caso, orientação sexual. Todos são protegidos pela Constituição da República Federativa do Brasil de 1988, igualmente, sem distinção.
    Para qualquer tipo de preconceito, o Brasil já possui legislação penal competente para punir;
    Contra homicídio, e qualquer outro ato contra integridade física de qualquer pessoa, inclusive GAY, também já possuímos legislação competente.
    Assim eu me pergunto, o que mais querem senão o privilégio de um determinado grupo, tolhendo a liberdade de expressão de outros. Deveriam se envergonhar disso. Não existe legislação igual em qualquer outra nação no Mundo. Diga-se que a legislação brasileira é, em sua essência, derivação da legislação de outras nações da Europa. Direito Penal, por exemplo, forte influência do direito alemão.
    Procurem pesquisar como de deu a aprovação do PL122 na Câmara dos Deputados, na chamada e conhecida “calada da noite”.

    Curtir

  29. Senhores e senhoras, abram os olhos: o que atual governo está realmente fazendo é cercear a liberdade do cidadão! Mesmo que algumas coisas possam parecer boas de imediato, tudo o que agride a liberdade é ruim:

    a) Discriminação: Criar distinção legal entre raças, credos ou diversidade de opiniões do cidadão;
    b) Repressão: Reprimir o direito de expressão (Lembrai de Voltaire: “Posso não concordar com nenhuma das palavras que você disser, mas defenderei até a morte o direito de você dizê-las”. Isso está morto no Brasil!);
    c) Imposição por força ou agressão à democracia…

    Nenhuma dessas coisas devem ser chamada de boas, mas precisam ser combatidas, pois fazem parte de uma ideologia fanática que nunca trouxe algo de salutar.
    Exemplo. Vejam na historia: quando Roma decretou o cristianismo “a religião oficial do império”, na hora pareceu bom; porém, baseado nisso, mais tarde surgiu a inquisição cometendo os piores crimes já praticados pela humanidade, assassinando inclusive os cristãos que a lei romana à princípio pretendia defender.

    Adolf Hitler fez a mesma coisa ao incutir na cabeça do seu povo que eram diferentes dos demais, causando uma terrível guerra que dispensa comentários.

    Irmãos brasileiros, não se deixem enganar ou serem feitos massa de manobra: Enquanto nos distraem com essa política de pão e circo, lá no alto do palácio eles roubam desavergonhadamente, e ainda ousam planejar a estabilidade e perpetuação de sua corja.

    Vejam bem: se as empresas quebrarem, ficaremos desempregados juntos; dos 5 bilhões doados para Cuba, saíram R$20,00 de cada bolso…

    Abaixo a ditadura, viva a liberdade de expressão, liberdade de credo, de ideias, de opiniões, a liberdade de educarmos nossos filhos, de vivermos num país realmente livre e não em Cuba ou Coréia do Norte!

    Curtir

  30. Então. Sou gay… Assumido. E acho uma enorme hipocrisia o que os ditos “governantes” deste país estão fazendo. Usar a opção sexual como uma forma de tentar controlar as pessoas. Sem contar a ignorância dos próprios gays. Acho muito bom uma lei pra defender pessoas que sofrem algum tipo de abuso seja da forma que for, sendo gay, negro, gordo, enfim, porém até aonde eu sei, já existe uma lei que defina isso, nos tratando como homens e mulheres como ser humano. Não precisamos disso. Mesmo porque essa lei não está simplesmente ajudando os gays como ela diz. Se analisar-mos a fundo, ela esta criando uma barreira invisível que esta literalmente separando uma nação em duas; a dos gays propriamente ditos e os héteros. E outra, como posso dizer de boca cheia que isso é bom, quando na verdade o que estão fazendo é dar a “liberdade” pros gays, mas tirando a liberdade dos héteros. Hoje em dia está mais fácil ver duas garotas ou dois garotos se agarrando numa praça do que um casal de héteros, sei disso porque eu vejo isso… Todo dia. Outra, quem é Marta Suplicy pra ser representante gay? Ela não é gay, o marido dela também não e muito menos seu filho, até onde eu sei. Acho que os gays, de verdade, deveriam abrir suas bocas e falar o que pensam. Porque uma coisa eu digo, eu não sou e não faço parte de uma massa podre, ignorante que faz tudo o que uma pessoa com mais poder me diz. Essa lei é boa? É pra ajudar gays? Ok, então me chama, vamos sentar e discutir os prós e contras de um modo onde não tirem a liberdade de ninguém e onde respeitem a liberdade de expressão e de opinião. No mais, essa política e seu partido NÃO me representa como gay que sou, nem mesmo como humano, me representam. Obrigado pelo espaço e desde já agradeço.

    Curtir

  31. ABISMADO com tanta coisa ridicula que esse autor fala, é desumano uma pessoa pensar de uma forma tão xula aos direitos do lgbts. Ele simplesmente acha que os lgbts são inferiores aos heteros, por algum motivo inesplicavel, que nao se cabe a quase ninguem dentro da sociedade, apenas de um grupo de evangelicos que propagam odio e homofobia.

    Curtir

    • Prezado, em nenhum momento dei a entender que creio que gays são piores – ou melhores – que homossexuais. A preciosidade da vida do ser humano independe de sua opção/orientação sexual.

      Atenciosmente.

      Curtir

    • È BRINCADEIRA ESSA SUA OPINIÃO DE LIXO, VCS É QUE SÃO RACISTAS, A MOMENTO NENHUM TEM ALGUMA COISA HAVER COM RELIGIÃO, SÃO OPINIÕES, TODOS SOMOS LIVRES PARA EXPRESSAR, ESSE TAL DE IGBTS SÓ EXISTE PARA BENEFÍCIO DE MEIA DUZIA DE VAGABUNDOS QUERENDO ARRECADAR DINHEIRO, E EU PENSO O QUE QUISER SOU LIVRE.

      Curtir

  32. Se você é contra a PL 122, é por que você quer praticar

    “crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.”

    Curtir

    • “…enquanto que a homossexualidade se consiste num comportamento (atração pelo mesmo sexo), que pode ser amenizado, ensinado… “….
      A pessoa que escreveu isso não merece o menor crédito….

      Curtir

  33. Se você é contra a PL 122, é por que você é a favor de

    “crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.”

    Curtir

  34. O objetivo da PL 122 é defender as pessoas de

    “crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião, origem, condição de pessoa idosa ou com deficiência, gênero, sexo, orientação sexual ou identidade de gênero.”

    Curtir

  35. Eu acho um absurdo uma lei que coloque uma coleira na população, obrigando-a a engolir tudo o que vem pela frente. Como um cachorro que os donos viajaram e ele ficou faminto a ponto de topar o que aparece. Isso não tem nada a ver com proteger o direito de ninguem e sim impor o julgam certo ou errado, parte dessa questão visa impor e não saber se a população aceita ou rejeita essa questão

    Curtir

  36. Tenho apenas uma duvida, religiosa por sinal, sobre esta lei. Se um padre ou pastor ( ou ate mesmo um rabino) se recusar a sacramentar um casamento homossexual ele viria a ser preso? Mesmo pq casamento na esfera civil sou a favor, mas vivemos em um Estado Laico, a protecao do sacerdote nesse caso seria respeitada?

    Curtir

  37. Tenho apenas uma duvida, religiosa por sinal, sobre esta lei. Se um padre ou pastor ( ou ate mesmo um rabino) se recusar a sacramentar um casamento homossexual ele viria a ser preso? Mesmo pq casamento na esfera civil sou a favor, mas vivemos em um Estado Laico, a protecao do sacerdote nesse caso seria respeitada?

    Curtir

    • O projeto em questão não trata claramente deste tema, mas resguarda templos religiosos. Portanto, com a aprovação desta lei eu creio que ainda seria possível às igrejas não-inclusivas a se negarem a sacramentar uniões de pares homossexuais.

      Curtir

  38. Como assim comparar crime aos negros ou nordestinos com um ‘crime” de homofobia? O negro não pediu pra nascer negro, quanto mais um nordestino! A homossexualidade é imposta e quem a pratica é totalmente consciente dos seus atos. É questão de escolha, porque a partir do momento que a pessoa quiser não praticá-la mais, põe um ponto final e pronto. Um negro ou nordestino serão negro e nordestino pra sempre, não tem como decidir não querer mais e mudar.

    Vejam as comparações que estão sendo feitas. Sem nexo. Não existe um pq de tornar um comportamento crime. Isso fere a constituição quando ela diz que sou livre em minha expressão. O que estão querendo fazer é trazer a censura a tona novamente. Eu sou livre pra dizer o que quero dizer desde que não cause “ferimentos” em outra parte. Agora se a outra parte se dói com o que digo, é porque alguma coisa de fato, não está correta.

    Curtir

  39. Devemos respeitar todos os seres humanos mas é errado criar leis que não permitam as pessoas de exercer o direito de pensar a pl 122 esta esta proibindo as pessoas de pensarem

    Curtir

  40. Não sou contra o público gay ou qualquer outra minoria, mas acho que essa lei, mesmo depois das alterações do excelente senador Paulo Paim, deixa uma grande margem à interpretação, é ainda muito subjetiva, e com isso acaba criando uma classe de cidadão, em algumas situações, acima das demais, ferindo assim o princípio da igualdade abarcado em nossa constituição.

    Curtir

    • Qual é mesmo o “direito” que os homofóbicos que NÃO TEM O QUE FAZER NA VIDA querem mesmo???? Ah sim.. o direito de dizer que são “CONTRA OS GAYS”. E eu sou contra os ignorantes, asnos, homofóbicos e nem por isso eles vão deixar de existir..
      Vejam o “cumentário” de um internauta que “pode exercer o seu direito constitucional de se expressar” (nossa, se essa anta não se expressasse ia morrer?):
      “daniel
      05/10/2014 @ 2:34

      Acho uma falta de respeito com a família. Ninguém é obrigado a aceita essa safadeza por causa de meia duzia frutas. Ponto final.

      É por isso que eu lhes digo…
      VÃO PROCURAR ALGUMA COISA ÚTIL PRA FAZER DE SUAS POBRES VIDAS INÚTEIS, SEUS DESOCUPADOS!!
      PS.: vocês são contra o relacionamento homossexual?? A receita é simples não saiam por aí dando os vossos cus… simples não?

      Curtir

      • Bom se e com esse nivel q vc defende seu ponto de vista, nao surpreende ninguem q essa lei seja tao criticada.

        Curtir

      • Em primeiro lugar, você confunde “comentário ignorante” com comentário de “tom rude”. Mas eu compreendo a sua confusão de raciocínio.
        Em segundo lugar, o Vasco da Gama, ops, digo, eu usei argumentos que você não refutou, pois apenas se preocupou com a forma e não com o conteúdo que expus. Seria você uma pessoa pudica?
        Em terceiro lugar, eu não sou homossexual. Portanto, não faço comentários apenas sobre coisas que são ou seriam do meu interesse pessoal. Não estou defendendo a “minha categoria”. Não sou do tipo que defende o direito apenas de quem conhece ou de grupo do qual faz parte. Não sou lobista de porra nenhuma (caraca, choquei o Rodrigo novamente!!!). Portanto, a sua afirmação de que a lei é que criticada por que os gays defendem o seu ponto de vista de maneira similar a que usei, é uma baboseira sem tamanho.
        Em quarto lugar, esse tipo de comentário seu, atacando a minha pessoa, ou o modo como eu comento as coisas, e não o conteúdo do que eu argumentei, é comentário do tipo falacioso, no caso, a famosa falácia chamada “ad hominem”.
        Em quinto lugar, isto posto, acho que o seu comentário está graduado na escala dos comentários inúteis. Até agora não sei o conteúdo dele.
        Por fim, comente o comentário deste ser:
        ““daniel
        05/10/2014 @ 2:34
        Acho uma falta de respeito com a família. Ninguém é obrigado a aceita essa safadeza por causa de meia duzia frutas. Ponto final.”
        PS. Minha família é composta por mim, minha mulher Rosa, minha filha Kimberly e e meu filho Pedro. Todos eles comungam da mesma opinião minha. (e sem essa de dizer que eu impus minha opinião a eles)

        Curtir

      • Nao tenho nd contra lgbt’s, mas acho que estao se preocupando muito com coisas vãns o preconceito sempre existiu, o os maiores causadores de agrecao contra o lgbt’s sao eles mesmos o que nao e mentira se pesquisarmos vamos ver isso. Euacho que temos coisas muito mais importantes para nos preocupar do que com uma uma coisa que ja e crime por que a maioria desses itens que tem nessa pl122 ja e crime por exemplo agrecao, racismo etc… nao sejam tao vitimas os seus maiores inimigos sao vcs mesmos…

        Curtir

  41. Fala-se em aprovação de grupos para viver. Eu tenho minhas crenças, minha conduta, meu caráter, minha religiosidade, minha filosofia de vida. Sou um ser único e deferente de qualquer ser humano por mais parecido que eu possa ser. Portanto, não preciso que me aprovem ou pensem como penso – acho que cada um deve viver sua vida da maneira que deseja viver, sem questionar se outros o aprovem ou não. Se sou hippie e as pessoas criticam minha forma alternativa de viver, por que eu devo me preocupar com isso? Minoria que escolheram viver de maneira diferente tem que ter consciência dos fatos e não precisa uma lei para sufocar a maioria que pensa contrário. Acho que uma lei assim não aumenta, mas cria ódios que pode trazer consequências irreversíveis…

    Curtir

  42. Boa noite! Só uma observação. O link direcionando para ler aPL acaba direcionando para uma página onde há uma propaganda dizendo PL122 SIM. Talvez fosse interessante direcionar para um material mais isento.

    Curtir

  43. a lei é para aquele que procede indevidamente,,não é uma questão de liberdade ou não,,dizer qualquer coisa má sobre alguém é uma questão de coerência e respeito a qualquer ser humano.Quem não infringir contra o seu próximo já está aperfeiçoado no amor.

    Curtir

  44. Estou impressionada com o texto escrito. Um texto COMPLETAMENTE PRECONCEITUOSO, que se utiliza de exemplos grosseiros e com pouquíssimo nexo com a realidade.
    Uma pena observar que pessoas concordam com o preconceito.

    Curtir

  45. Quem escreveu este texto está tentando vitimar agressores,e manipular o leitor, concordo que o fato de não empregar um homossexual fica a cargo da empresa, concordo que até 7 anos de prisão sem opção de outros tipos de pagamento é demais. Porém nenhum ser humano tem o direito de sair chamado outras pessoas de maneira pejorativa, isso não é expor opinião, isso é agir como um covarde, é dar vazão para a violência, o exemplo do beijo na igreja é incabivel, pois o homossexual cristão nunca vai agir de tal maneira na casa de Deus simplesmente porque há uma lei dos homens que permite demonstração de afeto em público. Enfim achei esse texto digno de um amador.

    Curtir

  46. Estou com voces Bonsonaro _ marcos Feliciano. _senador Magno malta _ pastor Silas Malafaia e todas às pessoas que acreditam em DEUS não deixem está PL 122 passar será o fim do mundo se isso acontecer

    Curtir

    • kelly limah, além de você ter fugido do tema, escreveu algo que ninguém nunca conseguiu provar. Sinto muito, mas enquanto não provarem que a tal criatura (deus) existe, ele continuará não existindo no mundo real. Não é á toa que nunca ninguém o viu…

      Curtir

      • Engana-se Antonio Carlos de Carvalho, aqui voce podera contestar a vontade a existencia de Deus mas garanto que nao conseguira argumentar diante das provas que o Professor Orlando Fideli apresenta, Esse seu argumento de que ele nao existe na vida real cai por terra diante do que o professor mostra. Veja ate o fim, senao nao podera contestar nunca, ok?

        Curtir

      • Tereza, antes de mais nada, não sei se o dono do blog publicará comentários sobre a insistência dos crentes em afirmar que deus existe sem nunca o terem provado, pois isso foge do tema proposto, mas, de qualquer forma, vou ver o vídeo, adiantando-lhe que já conheço o Sr. Orlando Fedeli e sei das suas e conheço também a Monfort. Depois volto a comentar, mas só queria lembrar que eu não contesto a “existência” de deus, mas sim vocês que contestam a inexistência dele. Lembre-se: ele não existe, até provem o contrário, tanto é que eu não tenho obrigação nenhuma de provar a sua inexistência. Você sabe né? Assim como você também jamais poderia provar a inexistência de Alah!!!

        Curtir

  47. Pô isso é inacreditável que esse povo estão querendo, a constituição não aprova essa atitude, pois fere a constituição as leis estadual e municipal que dão garantias a esse grupo de pessoas ta errado!!! Hoje fui ao banheiro e lá havia um mocinho desses ai….por sua convicção ele acha que deveria cantar as pessoas, como se eu ou outro deveria aceitar…. se reagimos de forma contraria fere a honra dele! ou seja sou homofóbico, por não aceitar a cantada dele! E ai aonde fica a minha dignidade? O engraçado que se cantamos uma mulher na rua seja lá por que forma a mulher nos chama de abusado tem umas que querem até meter a mão na nossa cara!! e ai isso seria Héterofobia? Dá licença esse grupo, e veja que a comparação serve pra que vocês se manquem, e enxergue que isso não é legal, nem para quem não curte e para quem curte, pois pode cantar ou melhor assediar a pessoa errada e ter uma resposta desagradável.

    Curtir

    • Se QUALQUER pessoa te cantar e você se sentir ofendido ou assediado, você tem sim o direito de recorrer à justiça. HOMOFOBIA passa longe de se enquadrar nisso, tenha bom senso! Você atacar uma pessoa gay por ela ter tal orientação sexual é homofobia, mas você atacar uma pessoa gay por ela ter te feito se sentir ofendido é TOTALMENTE diferente.

      Curtir

  48. Essa lei não protege um direito de ninguém, próprio código penal ele abstrato, pois qualquer um que seja ofendido tem o direito abrir processo contra aquele que o ofendeu independentemente de sexo, cor, raça, crença, etc. O que esse projeto quer NA VERDADE É CRIAR ÓDIO ENTRE AS PESSOAS e tornar uma classe privilégiada em relação às demais o que causaria um desequilíbrio social, pois na verdade, como sempre, só os gays da alta classe seriam beneficiados. E para aqueles não perceberam um dos fins desse projeto é criar ódio contra os evangélicos, pois os lideres desse movimentos direcionam sua fúria na grande maioria das vezes contra a classe evangélica que muitas vezes são tachadas como a barreira das conquistas da classe LGBT, classe essa que não tem poder de legislar e nem tem o poder de impor qualquer a pessoa o que ela devem ou não fazer.

    Curtir

    • TODO grupo cultural e historicamente discriminado precisa de leis que os protejam diferenciadas de seus opressores. Por exemplo, as mulheres, que foram historicamente submetidas ao patriarcado e constantemente sofrido agressões no âmbito doméstico, ganharam a lei maria da penha. O negro, pela discriminação da raça afrodescendente ter se reproduzido desde os primórdios, ganhou a lei que criminaliza o preconceito racial. Agora os homossexuais, por serem constantemente agredidos e humilhados nas ruas, querem criminalizar a homofobia. MINORIAS E OUTROS SEGMENTOS QUE SÃO CULTURALMENTE DISCRIMINADOS PRECISAM DE LEIS QUE CRIMINALIZEM E TIPIFQUEM TAL DISCRIMINAÇÃO EM ESPECÍFICO como forma emergencial de combater o preconceito.

      Curtir

  49. Tá Cheio de carinha xingando gays só porque tão anonimos, eu sou hetero mas respeito os gays de boas, acho q quem fica xingando com tanto odio é pq quer dá o toba tbm, e na moral, se eles quem dar, deixa dar, é de vcs por acaso????

    Curtir

  50. Legal esse site. É a primeira vez que entro nele e vi que aqui circulam pessoas inteligentes e com opinião! Mas também percebi que as pessoas derrapam feio em algumas analises. Tentar comparar HOMOFOBIA com RACISMO é algo totalmente incoerente… Nossa! Raça não é preferencia, comportamento, afetividade, vontade, caráter ou qualquer outra expressão adquirida ou imposta… Raça é condição! Ninguém opta por ser negro ou índio ou pardo, as pessoas simplesmente nascem assim! E nascem somente com diferenças físicas, mas a estrutura humana é a mesma de brancos, amarelos e morenos.
    Já não se pode dizer o mesmo de homossexuais… Ninguém nasce homossexual! As pessoas nascem homens e mulheres (com exceção dos hermafroditas). Não existe gene homossexual, não existe um meio termo genético. Mas existem sim pessoas que nascem em um corpo de determinado sexo, mas se comportam como pessoas do sexo oposto, embora isso não seja uma condição e sim um comportamento.
    Portanto, acho essa tentativa de equiparar homofobia com racismo a pior besteira que o movimento LGBT já tentou implementar, sem contar a famigerada PL 122 que tenta escravizar a opinião alheia por meio de uma grande Ditadura.

    Curtir

    • Ninguém escolhe ser homossexual. Você acha mesmo que os gays discriminados, oprimidos, agredidos, humilhados e estuprados escolheriam essa vida de exclusão e marginalização? não me parece valer à pena pra ninguém. A psicologia já definiu como algo que não se opita!

      Curtir

    • A pior ditadura deve ser alguém vir na sua vida dar pitaco, ou pior, dar-lhe uma lampadada na cara por que não gosta do seu jeitão. Como você pode afirmar que não existem pessoas que nascem gays? Uma criança de 4, 5 anos “opta” por ser gay? Alguém lhe ensinou? Responda………………………..
      ou seja mais generoso e dê o benefício da dúvida aos gays, pensando que, talvez, eles nasçam gays mesmo. Eu digo isso aos que acham relevante supor se o homossexualismo é genético ou “comportamental”, pois, a meu ver, isso não tem importância nenhuma, pois as pessoas tem direito de se comportar do jeito que bem entendem, por exemplo, se um cara como um lutador de UFC resolver se “comportar” como mulher, usando sainha, calcinha e namorando homens, isso é problema dele, seja genético ou não. PS. Seria ridículo, mas isso não vem ao caso e eu não iria comentar nada..

      Curtir

  51. chamar de viado NÃO é uma opinião. VIADO é pejorativo e o ser que chamar uma pessoa ou um grupo de homossexuais assim merece sim ser punido. Opinião difere de discurso ódio, e o que eu vi no texto várias vezes foi a naturalização da propagação do ódio. Quanto a parte da “Suzete” que teria deixado de empregar o cara gay: bem, amigo, você mesmo deixou claro que ela não teria deixado de contratá-lo pela sua orientação sexual, mas sim porque tinha outro candidato mais competente; então me diga, COMO Chiquinho iria acusá-la de tê-lo impedido de ocupar o cargo pela sua orientação sexual se não existiriam provas? (vídeo/fotos/gravações?) SE ela não o discriminou, NÃO existem provas que a acusem, logo, COMO ELA SERIA EXPOSTA A PENA DE PRISÃO???? As pessoas esquecem que o acusador tem que apresentar provas, não é só chegar lá e simplesmente acusar; e se ela não fez, obviamente não existirão provas que a criminalizem. Bom senso!

    Curtir

  52. Observei que o assunto ficou na mesma…

    Mas pergunto:
    Quem incentiva ou ensina uma criança a ser homossexual, é professor ou pedófilo…?

    Curtir

  53. Se me permite eu gostaria de criticar suas observações. Começando de traz pra frente pq a última análise não foi de todo bom juízo, a lei diz claramente: exceto em templos de qualquer culto, assim sendo, o direito a integridade das instituições religiosas e suas crenças fica garantido. Segundo ponto interessante é q opinião não pode se confundir com discriminação, xingar alguém ou colocar adjetivação pejorativa em detrimento de uma característica é claramente um ato discriminatório, da mesma forma q xingar um negro de macaco é racismo, xingar um homossexual de viado, boiola, bicha, etc., é homofobia. Terceiro ponto, seguindo os preceitos constitucionais qualquer pessoa pode usar de qualquer desculpa para justificar a sua não contratação, isto é, se vc preteriu Marcos a Keylane, está pode lhe imputar processo alegando discriminação por ser mulher, da mesma forma q qualquer outra característica da pessoa, se for verdade, o contratante sofrera as devidas penalidades, do contrário, seria ridiculamente fácil provar q a contração seguiu padrões de mérito e não de características. Eu faço essas críticas apenas para levar a reflexão. Claro q se vc não considerar a homossexualidade algo normal e natural à sexualidade humana, então apenas esqueça tudo o q leu, e siga a sua vida de “opiniões” como sempre seguiu. Atenciosamente,
    Um cidadão comum, para um “cidadão de bem”.

    Curtir

  54. Meia dúzia de boiolas e sapatão revoltados querendo desgraçar mais o Brasil…falta de vergonha tem que descer u porrete nesses nojentos…

    Curtir

  55. Faltam argumentos, contexto e interpretação. Essa terceira chega a ser gritante no item V, ignorando completamente a existência da palavra “exceto”. De acordo com o parágrafo, dentro de templos de qualquer culto, o afeto pode sim ser impedido. Quanto às outras justificativas, são tão incoerentes com o que o projeto diz, que fica impossível tentar esclarecer alguma coisa.

    Curtir

  56. Agora tudo é homofobia. À pessoa não tem mais direito de ter outra opinião sobre o assunto, pois tem que aceitar tudo que a mídia oferece a sociedade.

    Curtir

  57. Agora tudo é homofobia! À pessoa não tem mais direito de ter outra opinião, pós tem que aceitar tudo que a mídia oferece a sociedade.

    Curtir

  58. Bom dia é conversa pra lá ,é conversa pra cá e nesses movimento do pec o que tem muito é desoculpado e gay atrás de direitos a maioria da população não aceita mermo ninguém é obrigado a gostar de gay

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s