10 motivos para ser contra a PL 122


Geralmente eu gosto de expor os dois lados para dar chances para os dois lados. No entanto, mesmo sendo favorável aos direitos dos LGBT´s e contrário à homofobia, não posso aceitar que um lado do debate seja aqui exposto. Já que querem criminalizar a opinião de quem é contra a PL 122, não vejo razão porque expor a opinião de quem quer criminalizar quem pensa diferente deles.

10 motivos para ser contra a PL 122

1- Privilégios

Compactuar com uma lei que criminaliza a crítica a um determinado grupo é um absurdo. Tudo pode ser criticado, então por que não aceitar a crítica a homossexualidade? Aceitar essa lei é criar uma classe priveligiada, que não poderá ser criticada.

2- Liberdade de opinião

Todos nós temos a liberdade constitucional de ter a opinião de bem queiramos. Nosso direito de opinião não pode ser mitigado em virtude das demandas de um grupo que não aceita críticas. Essa lei é tão ridícula quanto a criminalizar uma heresia. Graças a deus a heresia não é mais crime, mas a crítica à homossexualidade pode ser criminalizada. Todos temos o direito de achar bom ou ruim tudo o que está a nossa volta e a homossexualidade não é exceção a essa regra.

3- Liberdade de crença

E quanto as religiões que creem que a homossexualidade seja pecado? Vamos criminalizar a opinião religiosa? Por acaso a liberdade de crença pode ser suplantada pelo privilégio que os homossexuais teriam de não serem criticados? Essa lei espúria pode comprometer o proselitismo religioso e acabar jogando atrás das grades pessoas honestas pela simples pregação de suas crenças.

4- Confusa

Artigo 16º, parágrafo 5ª da PL 122: O disposto neste artigo envolve a prática de qualquer tipo de ação violenta, constrangedora, intimidatória ou vexatória, de ordem moral, ética, filosófica ou psicológica.

A lei é tão canalha que não tipifica o que viria a ser comportamento homofóbico. Logo, qualquer pessoa que criticar a homossexualidade fisoloficamente pode ser jogado numa prisão. Quando não fica explícito qual é o comportamento que está sendo criminalizado, qualquer comportamento pode ser forçadamente interpretado como homofóbico.

5- Inaplicável

Pensemos numa pessoa que ao mesmo tempo seja negra, pobre, gay, corintiana, judia e mulher, que viria a ser vítima de preconceito e afirma ter sofrido homofobia. Como saber se ela só não sofreu preconceito por ser corintiana? Quer dizer que todo o corintiano gay que sofrer preconceito em virtude de seu time poderá alegar ter sofrido homofobia? Conflitos cognitivos dessa ordem inviabilizam a seriedade dessa lei.

6- Direito adquirido

Uma lei não deve retirar benefícios já oferecidos a uma coletividade. Devemos ser contra a PL 122, pois nenhuma lei pode retirar os direitos adquiridos (crença e opinião) de uma coletividade para dar direitos descabidos a uma minoria.

7- Família

Se um pai quer ensinar seu filho a ser gay, isso não é problema meu. No entanto, nenhum pai pode ser criminalizado por impedir que sua prole tenha qualquer comportamento por ele visto como repugnante. O pátrio poder é um direito importante que não deve ser mitigado em virtude de exceções. Um pai pode tentar impedir que seu filho seja cabelereiro, mas se ele tentar impedir que seu filho seja gay estará correndo risco de prisão.

8- Medo

A PL 122 será conhecida como Lei do medo. As pessoas pouco a pouco serão obrigadas a se policiarem para não serem mal interpretadas por homossexuais. Vai ter muita gente que vai ficar com medo de se expressar e esse medo pode causar mazelas terríveis para uma sociedade que se diz livre.

9- Igualdade

Todos somos iguais perante a Lei. Logo, se  somos todos iguais, não há por que dar privilégios a uma classe a revelia da vontade dos demais. Por mais que essa lei vise coibir uma injustiça, ela se constitui numa injustiça por dar a uns direitos descabidos. Injustiça não justifica injustiça.

10- Liberdade de ofício

Artigo 4º da PL 122: Praticar o empregador, ou seu preposto, atos de dispensa direta ou indireta. Pena: reclusão de 2 a 5 anos.

E um empregador que descobrir que um empregado homossexual está numa posição incondizente com sua orientação sexual(ex: um crente que demite uma babá travesti). O empregador vai ir para a cadeia apenas por fazer o que pensa ser sensato.

11- Exibicionismo

Artigo 8º-A da PL 122: Impedir ou restringir a expressão e a manifestação de afetividade em locais públicos ou privados abertos ao público, em virtude das características previstas no artigo 1º desta lei. Pena: reclusão de dois a cinco anos.

Uma pessoa que veja um casal homossexual se beijando e tocando na frente de seus filhos num shopping ou lugar aberto, não poderá pedir para eles pararem, senão poderá ser preso. Um pastor, ou padre, ou diretor de escola — que por questões de princípios — não queira que no pátio da igreja, ou escola haja manifestações de afetividade, irão para a cadeia.

 

Anúncios

26 comentários

  1. Errou ao atacar Corintianos em seu texto(já que não é um tema humorístico)
    pense melhor, isto foi desnecessário

    Curtir

  2. Obrigado pelo comentário Wilson.

    Eu não ataquei corintianos, apenas citei o corintians como um exemplo. Citar não é atacar. Aliás, a piada é a PL 122, não o meu texto.

    Curtir

  3. Só sei uma coisa, dá até medo de viver perto dos “semi deuses gays”, vai q pq simplesmente não foi com a minha cara me acusa de homofóbica ? Eu hein, espero q esse absurdo de lei nunca seja aprovada pq se eles querem igualdade podem começar a aceitar a lei como igual pra todos.
    Outra coisa, por via das dúvidas, eu jamais contrataria um funcionário gay pq isso iria gerar muito pano pra manga dentro de uma empresa, cargos públicos tbm, jamais votarei num gay pq é óbvio q ele vai querer privilégios e beneficiar seus “eleitores”.

    Curtir

  4. Cara isso é ridículo!!!!!!! Essa lei só vai gerar ódio e mortes. Alguém está ganhando e muito dinheiro com esse absurdo. Aqui na minha cidade eles ganham carros das empresas de ônibus se votarem contra o passe escolar. Cara essas coisas são bíblicas. Na moral essa merda vai fiar pior a cada ano que se passar. Até todos não poderem expressar opinião sobre nada e vai virar sodoma e gomorra. Essas opiniões são do mal. Eles devem ter feito algum acordo politico como sempre. Alguém esta ganhando muito dinheiro, não é pouco não é muito! Olha oque estou falando.

    Curtir

  5. Nao se deve privilegia um grupo social alegando ser direito deles se esse priva os demais grupos, q e a maioria, de seus direitos.

    Curtir

  6. Esse artigo é muito apocalíptico, concordo que traz pontos importantes mas existe muita coisa injusta.
    O 7º motivo é baseado numa visão pobre e completamente fora da realidade, não se ensina ninguém a ser hétero ou homo, um pai que força orientação sexual numa criança condena ela a uma vida ditada, oprimida e infeliz.
    O PL 122 realmente precisa ser reescrito para evitar uso de má-fé, mas as pessoas não podem ser tão apocalípticas também. Esse artigo e alguns dos comentários tratam LGBT da mesma forma que os negros eram tratados há algumas décadas! O bom senso deve acontecer por todos nós.

    Curtir

    • Gibran Malheiros… seu comentário foi, até o momento, o mais consciente que vi aqui, de fato, não podemos partir para ataques simplistas quanto ao projeto de lei, é necessário que se reveja determinados pontos, mas deve sim ser elaborado de modo que realmente todos tenham os mesmos direitos, inclusive defendidos por nossa Constituição!!! Acredito também que, boa parte das pessoas que estão se opondo com energia contra esse projeto de lei, são aqueles que ficam desrespeitando a orientação sexual da qual discorda!!! Enfim…. isso é preciso que seja olhado de modo imparcial…. com o mínimo de bom senso também…. abraço.

      Curtir

    • Comparado com os negros???? Pelo amor de Deus!!!
      Reflita comigo um inatante:
      Qual negro tem ou teve culpa de ter nascido negro?
      Agora, nenhum ser humano que eu ou qualquer outra pessoa saiba teve algum diagnostico de ter nascido gay. Kkkk. Nao tem igualdade nisso.
      A intençao dessa PL 122 é igualar homofobia com racismo.
      Quanto ao fato de ser reescrita, idem. 100%.

      Curtir

  7. A pl 122 é um verdadeiro ataque as famílias ..e todos nós sabemos se a familia vai mal, o mundo vai mal tambm .. Isso são estratégias para acabar com as doutrinas cristãs..absurdo,

    Curtir

  8. Que patético essa texto, affs…!!!!
    Sera que algum dia será possível ver algum texto que mostre de forma verdadeira a PLC 122 e de preferencia sem o produtor do texto não viajar, para justificar seu preconceito?!
    Ainda espero um texto assim, que pelo visto não vai existir!!!

    Curtir

    • Preconceito é um conceito determinado sobre uma questão o autor do texto não me pareceu ter preconceito ele me parece que tem o conceito firmado. e você tem preconceito com quem tem preconceito??? isso é preconceito… hahahahahahaha

      Curtir

  9. Recomendo que vocês leiam atentamente ao Projeto, antes de dar valor a tais motivos supracitados, pois são mera invenção por maldade ou má-interpretação por desconhecimento.

    1- Não há concessão de privilégios:

    Busca-se apenas evitar a violência em razão da sexualidade; Os heterossexuais não precisam de tal proteção apenas porque eles não sofrem discriminação em razão disto, mas o mesmo não ocorre aos homossexuais. Assim como o Estatuto do Idoso, o da Criança e do Adolescente, ou mesmo a Lei Maria da Penha, visa deixar um grupo em patamar de igualdade com os demais, sem privilégios.

    2- Liberdade de opinião

    O Projeto nunca teve intuito de coibir a Liberdade de opinião, mas sim de coibir condutas vexatórias, humilhantes, violentas… Uma coisa é não gostar de homossexuais, outra coisa é desrespeitá-lo como pessoa, pois todos devemos respeitar os outros independentemente de sua sexualidade.

    3- Liberdade de crença

    Muitos homossexuais frequentam igreja e até concordam que seja pecado ser do jeito que nasceu, mas todo mundo peca e nem por isto podem ser marginalizados em razão disto. Se fosse um crime, este seria punido pela Justiça terrena, mas como se trata de mais um suposto pecado, que fique a cargo da justiça divina julgá-lo; pois dizer que alguém vai ao inferno, independentemente do caráter, só por ter sexualidade diversa da que é pregada é brincar de ser Deus, e um Deus muito mal.

    4/5- O Projeto de Lei é claro, objetivo e aplicável; não ler bem ou desconhecer como funciona o sistema jurídico é que pode causar confusão.

    O Código de Defesa do Consumidor, o Código Civil, como tantos outros Diplomas Legais, trazem conceitos genéricos, não delimitados, que serão utilizados com base na razoabilidade, ponderação, usos e costumes. Ninguém será condenado sem passar pelo Devido Processo Legal, que garante Ampla Defesa e Duplo Grau de Jurisdição;

    Portanto, ficará claro se houve discriminação em razão da sexualidade ou de outra coisa, ou mesmo se não houve discriminação.

    6- Direito adquirido

    Como já fora dito, as crenças e opiniões podem ficar estagnadas, nenhum direito adquirido será violado!

    7- Família

    Sexualidade não se transforma, apenas se desenvolve quando chegamos em uma certa idade, portanto é impossível ensinar alguém a ser gay ou a não ser gay!
    Os pais devem orientar os filhos e podem expor a própria opinião independente de qual seja, desde que isto não implique em tortura, tratamento desumano, em fim, tudo que já é vedado a qualquer cidadão pela nossa Constituição Federal.
    A tal cartilha nas escolas, serve apenas para mostrar que a diversidade sexual existe, e o tratamento que damos às pessoas deve ser igual, com respeito. Como supracitado, não ensinará determinada sexualidade, uma vez que isto não se ensina.

    8- Nada de medo

    Claro que alguns temerão serem mal interpretadas por homossexuais, mas se isto ocorrer, um bom diálogo pode resolver; Se não se resolver e o caso for à Justiça, certamente, num caso de mal-entendido, o homossexual em questão não ganhará a causa, e ainda será condenado a pagar as custas processuais e os honorários advocatícios! Isto se ainda por cima não sofrer condenação penal pelo crime de calúnia (imputar falsamente crime a alguém).

    9- Igualdade

    Todos somos iguais perante a Lei, mas nem sempre perante a sociedade, por isto o Direito visa equilibrar as relações, de modo a promover a Paz-Social.

    10- Liberdade de ofício

    O Empregador pode sim demitir todos os homossexuais da empresa! Desde que não seja motivado apenas pela sexualidade. Imaginemos uma atendente de uma farmácia que sempre cumpriu seus horários e obrigações, zelando integralmente pelo bom andamento da empresa, muito querida pelos clientes, mãe de duas crianças que dela dependem. Certo dia, o empregador descobre que ela tem uma namorada, e por isto a demite. Onde isto parece justo ou sensato? Ele olhou para ela apenas como bissexual, não como trabalhadora! Ele pode dizer que não se sente confortável, pedi-la que seja discreta quanto a isto, mas demitir só se tivesse um motivo, como caso ela trabalhasse mal, faltasse frequentemente sem justificativa, desrespeitasse os clientes etc.

    11- Não abre portas para o exibicionismo

    O Projeto de Lei não admite que seja impedido demostração de afeto entre casais homossexuais apenas em ambientes em que isto não é vedado aos outros, por exemplo: Heterossexuais não andam se agarrando aos beijos no pátio das igrejas, logo, os homossexuais não podem fazer isto também. Mas numa casa noturna de shows, numa balada, heterossexuais se beijam sem problema, portanto, os homossexuais não podem ser impedidos de fazer o mesmo, por uma questão de igualdade. Quem se incomoda não olha, seja um casal gay ou não.

    Curtir

    • Cara, sugiro que você leia um pouco mais antes de perder seu tempo digitando abrobrinha e querer tapar o sol com a peneira! Põe essa coisa na qual você diz ser um cérebro pra funcionar, antes de tentar explicar.

      Curtir

    • O projeto de lei não é claro em nada, deixa brechas pra entendimentos xaropes como o seu. Você pode estar de boa vontade na sua interpretação, mas isso não invalida a interpretação dada pelo blog. Veja, neste momento o blog colocou interpretação coerente e possível, assim como vc defendeu colocando sua interpretação também coerente e possível.. Qual dos dois estão errados? Nenhum. Vai depender de quem poder paga o melhor advogado. Então esse projeto de lei deveria ser engavetado. Só isso!

      Curtir

  10. Digo sem medo de errar, que qualquer coisa que acontecerem com essas pessoas que são do grupo dos LGBT´s, muitos deles vão atribuir como homofobia. Muitos vão usar desse meio para tirar vantagem em alguma situação. E outra, mesmo que essa lei seja aprovada nem todos vão assumir sua orientação sexual.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s