Agora vão colocar a venda até o nome das estações de metrô no Rio – é a privatização até do nome das estações


Notícia

Como noticiado ontem na Folha, a concessionária que administra o metrô do Rio vai colocar a venda o nome das estações. Ex: Estação Apple-Central ou Estação Pepsi-Del Castilho. Segundo o jornal, a venda das estações foi idealizada pelo grupo IMX, do empresário e amigo do governador do Rio de Janeiro, Eike Batista.

Coincidências

Por uma coincidência, a IMX de Eike Batista semana passada ganhou a licitação para explorar o Maracanã. Uma outra coincidência, ainda mais inacreditável, o estudo de viabilização do negócio também tinha sido feito pela IMX. Outra coincidência é que a mulher do governador Cabral trabalhou como advogada para a empresa do metrô do Rio. Uma outra coincidência é que nem Sergio Cabral nem o prefeito costumam andar de metrô no Rio. No governo do governador Sérgio Cabral, coincidências como essas não são nada surpreendentes.

Privatização do nome

Não sou contrário às privatizações, mas entendo que elas devem servir para melhorar o serviço público a um determinado bem e desonerar o Estado. Não vejo o porquê do Estado do Rio privatizar até o nome tradicional das estações de metrô sem consultar o povo. Essa privatização não causará efeitos positivos à população, apenas irá comercializar o nome de estações.

Confusão

Imagine você chegando no Rio e querendo ir a estação Cantagalo e se confundindo todo, pois agora a estação Cantagalo se chamaria estação Dolly-Cantagalo. É óbvio que a troca dos nomes irá causar uma enorme confusão. Muitos idosos não irão se acostumar. Muita gente irá perder compromissos se perdendo entre os nomes do metrô. Terá que ser gasto um enorme investimento na educação dos passageiros e irá demorar até se acostumem. Tomara que a Subway compre os direitos de todas as estações.

Balcão de negócios

Se essa privatização melhorar o serviço de transporte no metrô abarrotado e ineficiente do Rio, então vou comemorar. Porém, duvido muito que eles irão usar esses recursos para alguma melhoria. Esse é o drama do Rio de Janeiro. O povo paga para os políticos contratarem empreiteiras para fazerem obras. Depois que elas ficam prontas, os políticos dão suas administrações para empresas privadas. No final de contas, o serviço público acaba atendendo apenas ao serviço privado.

ScreenShot651

3 comentários

  1. ahhh gente, q mal ha nisso?! pro povo nada muda, e o estado arrecada mais dinheiro podendo ser investido nas demandas do estado

    Curtir

  2. Obrigado pelo comentãrio Aline. Também não vejo problema algum em privatizar algo se for pro bem do povo. O problema é que é meio extravagante privatizar os nomes das estações quando o serviço que é oferecido é péssimo e o mais caro do Brasil. Fora o fato de ter sido a empresa do Eike, amigão do Cabral, e o fato do metrô no rio só ter duas linhas que não integram nem metade da cidade.

    Não é o Estado que arrecada, é a empresa que administra o metrô.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s