Pastor Marcos Pereira preso em Bangu acusado de estuprar menores e de matar uma delas


Notícia

O famoso Pastor Marcos Pereira foi preso hoje devido a dois mandados de prisão preventiva por causa de estupros. A lista de acusações contra o Pastor é vasta: homicídio, ligação com o tráfico, estupro e promoção de orgias.

Estupro

Cinco mulheres e a ex-esposa do pastor o acusam por estupro. Uma mãe de uma das vítima relata que sua filha escapou de uma tentativa de estupro, sendo posteriormente assassinada pelo sobrinho do pastor.

O pastor usaria de sua posição religiosa para ameaçar e coagir suas fiéis às práticas sexuais. Todas dizem que ele alegava que elas estavam possuídas pelo diabo e que o sexo com ele as santificariam.

Casa da Mãe Joana

As denúncias apontam que os abusos sexuais ocorriam num apartamento em Copacabana de 8 milhões de reais, que foi pago em nome da igreja. A polícia acredita que pelo menos 20 mulheres foram abusadas, sendo 2 delas menores de idade.

Tráfico

A polícia investiga denúncias de que o pastor acobertava traficantes e escondia suas armas em templos. Existe ainda a percepção de que, se comprovando a ligação do pastor com o tráfico, parte do patrimônio da igreja possa ser proveniente não das contribuições de fiéis, mas da lavagem de dinheiro do tráfico de drogas.

Lavagem Cerebral

A ADUD (Assembléia de Deus dos Últimos Dias) é uma seita pentecostal que impõe um código rígido aos seus fiéis. Mulheres são obrigadas a se vestirem com roupões e geralmente usam coque para prender o cabelo. É proibido o uso de perfumes, assim como a criação de animais doméstico. Muitos são proibidos de acessar a tv, jornais, internet para não “se contaminarem”.

Os pastores da ADUD falam mal da televisão, porém a ADUD tem progama de televisão. A hipocrisia e o rigor da ADUD acaba criando uma atmosfera de medo que atinge aos fiéis, que temem por castigo divino se revelarem os crimes do pastor. Uma das estupradas chegou a dizer a polícia: “Com o tempo, passei a achar melhor ceder aos estupros, porque assim evitava que ele se contaminasse com mulheres da rua”.

Waguinho

O ex-pagodeiro Waguinho, que é missionário da ADUD e genro de Marcos, prestou depoimento hoje defendendo o pastor. “É uma denúncia antiga que até hoje não se tem prova, uma investigação de anos. O pastor sempre se apresentou quando solicitado”, disse o pagodeiro gospel. Waguinho ainda afirmou que a prisão de Marcos teria motivação política devido a proximidade das eleições de 2014.

Rebeliões

Marcos Pereira é famoso pelo trabalho de regeneração que faria com oriundos do tráfico. Ele ganhou notoriedade por intermediar rebeliões em presídios e por salvar pessoas do “tribunal do tráfico”.

Reggae denunciante

O pastor chegou a trabalhar com a ONG AfroReggae na recuperação de jovens traficantes, mas a parceiria acabou depois que José Junior, líder do AfroReggae, denunciou que o pastor teria ligações com o tráfico e teria ordenado execuções de 20 pessoas em 2006 – episódio conhecido como “Rio de Sangue”.

Conexão Repórter

A cerca de um ano atrás, o Conexão Repórter do SBT fez um programa polêmico onde as acusações de estupro e de ligação com o tráfico foram exibidas pela primeira vez. No programa, o pastor reconheceu que a igreja sabe que ele passou por um período de tentação carnal. Em outras palavras, o pastor reconheceu que teria tido casos sexuais, mas negou que tivesse abusado de fiéis.

Teatro da fé

Os cultos da ADUD são conhecidos pelas encenações que lá acontecem. Várias são as vezes que os cultos são interrompidos pela entrada de pessoas “resgatadas” das mãos de bandidos, quase sempre feridas.

Num polêmico vídeo que circula na internet, um homem sentado na primeira fila tentou agredir o pastor Marcos com a cadeira em que estava sentado. O pastor, investido do “poder”, repreendeu o homem, que caiu “endemoniado”.

Episódios mirabolantes como esse ajudam a criar essa imagem de medo e respeito que seus fiéis tem para com ele.

Comento:

Em 2006, tive o prazer de ir a um dos cultos do pastor Marcos em São João do Meriti. O som era altíssimo, quase ensurdecedor. Ao sair da igreja, mal conseguia andar devido ao abalo nos meus ouvidos.

A pregação foi normal, com ênfase no trabalho que eles faziam nos presídios. Não me lembro dele ter falado em dinheiro naquele culto, apenas aquela distribuição típica da sacolinha enquanto uma música era cantada.

A parte mais marcante do culto foi a parte em que o pastor pedia que fiéis fossem a frente para receber orações – e acabavam caindo no “espírito” no chão. Eu, como bom cético, resolvi pegar a fila e acabei sendo orado pelo Waguinho. Depois de uma breve oração na qual ele colocou as duas mãos em minha cabeça, Waguinho tentou expulsar um eventual demônio que poderia estar em mim, pressionando minha cabeça para trás e dizendo: “Sai em nome de Jesus”.

Não cai. Aliás, fui o único que não caiu naquele dia. Os fiéis amontoados no chão só se levantaram depois da oração do pastor Marcos. O que reparei foi que aquela prática misturava indução e hipnose.

Finalizando:

Mesmo reconhecendo os benefícios sociais do trabalho da ADUD, duvido muito que o pastor seja inocente de todas as acusações. Tudo (os depoimentos, o apartamento em Copacabana, etc) corrobora para a ideia de que ele de fato seja culpado. Aliás, cara de culpado ele já tem.

Tudo indica que o Pastor Marcos ainda vai pregar muito dentro dos presídios. Se ele se divertia com as fiéis no apartamento em Copacabana, agora, terá que aprender a se divertir com os detentos no presídio de Bangu 1. Se tudo se comprovar, provavelmente poderemos concluir que a ADUD estará nos seus últimos dias.

2 comentários

  1. Apenas shol ! a mente humana se deixa acreditar por esse tipo de demônios inesistêntes em paises onde a pena de morte existe por exemplo o demônio não faz pessoas matarem tanto como no brasil! acho que o diabo tem medo de morrer!.

    Curtir

Comente com polidez!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s